terça-feira, 20 de outubro de 2015

BNegão & Seletores de Frequência voltam a São Paulo com "TransmutAção"‏

Foto: Felipe Diniz

Após shows lotados na capital paulista, o grupo BNegão & Seletores de Frequência volta à São Paulo para mais duas apresentações. Nos dias 31/10 e 01/11, o público poderá conferir o disco TransmutAção (Natura Musical) tocado na íntegra no SESC Pinheiros.

Àgò, a palavra que abre o álbum pede permissão e licença para passar, ao som dos tambores de Alexandre Garnizé. O show está na estrada! Chegou o momento em que BNegão & Seletores de Frequência disparam ao vivo suas novas visões e sonoridades em mais um capítulo da sua história dentro da música negra universal.

Este terceiro disco da carreira do grupo, vem cheio de força na retórica e apresenta o resultado das novas alquimias sonoras dos Seletores de Frequência. “Dias da Serpente”, um dub turbinado pela percussão de terreiro anuncia: “dias luminosos virão, dias trevosos estão”.
O crossover de funk com rap (característica intrínseca ao trabalho de BNegão & Seletores de Frequência) está em “No Momento (100%)” e em “Mundo Tela”, os candidatos a hit deste trabalho.
A combinação inédita do surf rock com referências ao gênio etíope Mulatu Astatke - pai do ethio jazz e um dos maiores músicos mundiais em atividade – se chama “Surfin’ Astatke” (autoria do trompetista Pedro Selector) e faz uma passagem instrumental para as duas faixas de samba que seguem: o samba-jazz “No Amanhecer” e uma versão gafieira-fumegante de “Fita Amarela”, de Noel Rosa.
E as surpresas não param por aí. BNegão (com o auxílio do produtor Maga Bo) trouxe beats inusitados do futuro e os juntou aos ritmos e melodias ancestrais da ciranda em “No Ar”, onde a levada convida para dançar e fazer a energia circular. “Giratória” é o último petardo deste baile antes da faixa que encerra o álbum: “Nós (Ponto de Mutação)”, um dub que chama para a despressurização da mente e homenageia algumas das maiores influências (filosóficas, musicais e espirituais) do rapper, como Darcy Ribeiro, Tom Zé e Professor Hermógenes.
 
A ideias estão aí.
A música segue viva e pulsando, na batida da mudança: TransmutAção é a palavra-chave.
 
Serviço:

31 OUTUBRO – SÃO PAULO (SP)
SESC Pinheiros
Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros
21h
Ingressos:
R$ 12,00 (associados SESC)
R$ 20,00 (meia entrada)
R$ 40,00 (inteira)
 
Venda Física em todas as unidades do SESC.
 
Venda Online:
 
01 NOVEMBRO - SÃO PAULO (SP)
SESC Pinheiros
Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros
18h
Ingressos:
R$ 12,00 (associados SESC)
R$ 20,00 (meia entrada)
R$ 40,00 (inteira)
 
Venda Física em todas as unidades do SESC.
 
Venda Online:
 

Sobre BNegão:

BNegão está à frente de uma das bandas mais versáteis e prolíficas da música brasileira atual – e definitivamente uma grande embaixadora dos novos sons feitos no país. BNegão & Seletores de Frequência é reverenciada por sua mistura única de ritmos quentes com a retórica sempre consciente de seu vocalista.
 
Esta jornada começou com o sucesso alcançado pelo grupo Planet Hemp. A banda ficou famosa nacionalmente nos 90, misturando funk, hip hop, hardcore, ragga e música psicodélica. Antes, BNegão foi integrante da Funk Fuckers, ícone do undergroud carioca na mesma década.

2003 foi o ano chave para a banda, que lançou seu primeiro disco, Enxugando Gelo, e definiu seus membros oficiais: BNegão (voz), Pedro Selector (trompete e voz), Fábio Kalunga (baixo), Robson Riva (bateria e voz) e Fabio Moreno (guitarra e voz). 
Em 2012, a banda lançou seu segundo disco, Sintoniza Lá. Bastante aclamado, o álbum ganhou prêmios como “Melhor Disco do Ano”, no Video Music Brasil (VMB) da MTV; “Melhor Disco de Hip Hop”, pelo iTunes Brasil e “Melhor Disco de Black Music” no Prêmio Dynamite, importante premiação da música independente do Brasil, na época.
Neste mesmo ano, BNegão foi convidado para representar a música brasileira na cerimônia de encerramento das Olimpíadas em Londres. Ao lado de Seu Jorge e Marisa Monte, dividiu o palco com Queen, Madonna, Metallica e Bruce Springsteen. A cerimônia foi transmitida ao vivo para bilhões de pessoas em todo o mundo.
Além de excursionar extensivamente com os Seletores de Frequência, BNegão acha espaço e criatividade para colaborar com grandes artistas nacionais e internacionais como Autoramas, Matanza, Bomba Estéreo, Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, Baiana System, Marcelo D2 e muitos outros. Sempre que possível, sobe ao palco com o Planet Hemp, que tem feito shows esporádicos.
 
Inquieto, BNegão ainda possui projetos paralelos, como o BNegão Trio, oBNegão Bota Som e BNegão & Seletores de Frequência em: O Sítio do Pica Pau Amarelo (espetáculo musical para crianças e adultos, onde a banda se apresenta caracterizada).


Links Oficiais BNegão & Seletores de Frequência:
Site: bnsf.com.br/
Instagram:  @bnegaoeseletoresdefrequencia
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top