terça-feira, 3 de novembro de 2015

ESPETÁCULO SOBRE BULLYING NA FÁBRICA DE CULTURA CAPÃO REDONDO‏





“Bullydona”, espetáculo infantil que aborda o problema do bullying, tem apresentação gratuita na Fábrica de Cultura do Capão Redondo

Com direção de Fábio Gark e produção da Vila Arte Produções, peça dá ferramentas para que as crianças identifiquem esse tipo de comportamento

“Assim como uma gota de veneno compromete um balde inteiro, também a mentira, por menor que seja, estraga toda a nossa vida”. A célebre frase de Mahatma Gandhi ilustra exatamente qual é o efeito do Bullying na vida de uma criança, por mais que o que esteja sendo dito a ela não seja verdade. E quais são as ferramentas necessárias para enfrentar este mal? Algumas destas ferramentas são apresentadas no espetáculo infantil “BULLYDONA”, criado pela Lune Cia. de Teatro. Com direção e texto de Fábio Gark e produção da Vila Arte Produções, o espetáculo terá uma única apresentação na Fábrica de Cultura Capão Redondo (Rua Algard, 82, Conjunto Habitacional São Bento, SP), no dia 23 de novembro, segunda-feira, às 16h, com ENTRADA FRANCA.

Voltado para crianças com até 10 anos de idade, a peça elementos para que a criança perceba quando deixa de ser brincadeira para ser uma ofensa. A história, narrada de uma forma divertida e interativa, acontece na praça de uma grande cidade onde vivem os amigos Gaby, Bruninha e Pedrinho, todos na fase de adquirir conhecimentos e descobrir como é crescer juntos. Tudo ia muito bem até que um ser muito mal veio atrapalhar a vida das crianças. Bullydona, um nome tão estranho quanto sua figura estranha, quer transformar todos os amigos do mundo em inimigos e para conquistar o seu plano: ter todos os amigos somente para ela. Para isso terá que influenciar todas as crianças do planeta com seu comportamento dissimulado, divertido, engraçado, porém, com um mal terrível por trás de tanta simpatia. A interatividade do espetáculo, na verdade, presta um grande serviço, pois são as próprias crianças que vão desmascarar Bullydona.

Segundo Fábio Gark, dramaturgo e diretor da peça, a Bullydona, personagem da peça, não é a figura horrenda da bruxa. Ela usa todos os encantos para atrair as crianças, mas as intenções são más. A personagem é uma metáfora para explicar às crianças que o Bullying pode parecer algo inocente, mas representa o que há de mais nocivo no convívio em uma sociedade. “Por isso no espetáculo levamos o

questionamento de que é necessário um pedido ajuda aos pais ou professores, pois o silêncio pode ter consequências que vão influenciar essas crianças por toda uma vida”, conclui Gark.

O espetáculo visa colocar em evidencia a discussão e reflexão sobre o Bullying. O diretor Fábio Gark utilizou-se de pesquisas para compor o texto e a dramaturgia, mas, principalmente, experiências vividas na sua juventude, quando também sofreu Bullying. “Tinha 9 anos e engordei um pouco e logo ganhei apelidos pejorativos. Identifiquei-me lendo diversos relatos todos parecidos com minha experiência. No final do espetáculo as crianças tomam conhecimento de ferramentas para se defender, mas na minha época não existia o conceito do Bullying, mas ele já existia”, explica. Apoderar a criança desse conhecimento de forma divertida é um dos principais objetivos.

Ministério da Saúde detecta aumento do Bullying nas escolas

Pesquisa recentemente divulgado pelo Ministério da Saúde aponta o aumento nos casos de bullying nas escolas brasileiras. A expressão serve para caracterizar um tipo de violência e de intimidação, que tem características específicas como a repetição do ato de humilhação e a intenção premeditada em intimidar a vítima. O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, entrevistou jovens de 26 estados brasileiros, sendo que, 109 mil estudantes de escolas públicas e particulares foram entrevistados. Segundo o Ministério da Saúde, uma das medidas para proteger os jovens da agressão é informar as escolas sobre as características dessa intimidação.

SERVIÇO

Espetáculo: Bullydona

Onde: Fábrica de Cultura do Capão Redondo – Rua Algard, 82, Conjunto Habitacional São Bento, SP Informações: (11) 5822-5240

Horário: 16h Quanto: ENTRADA FRANCA

Duração: 60 minutos

Indicação Etária: até 10 anos de idade

FICHA TÉCNICA

Elenco : Alex Bischiliari, Fernanda Péis, Paula Cantarini,

Direção e texto: Fábio Gark Cenário e figurinos: Cia. Lune de Teatro

Produção: Vila Arte Produções
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top