terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Shazam & LR Beats conversaram com o Noticiário Periférico sobre o EP "Autoprojeção: Da Infância aos Conflitos"

LR Beats (Esquerda) / Yanick Shazam (Direita)

O rapper de Campo Limpo Paulista, Shazam e o beatmaker, LR Beats de SP trabalharam um ano na construção do conceito por trás do EP “Autoprojeção: Da Infância aos Conflitos” que conta com 10 faixas, todas com produção musical do próprio LR, nesta entrevista a dupla, fala um pouco sobre o processo de escrita e produção e o conceito do EP. 




                                                              CRÉDITO Pablo Zanella 


Salve mano Yanick, de onde veio a ideia de lançar o EP Autoprojeção com o LR Beats..? 



R: Saaalve Anderson, primeiro é uma honra falar com o Noticiário Periférico, parabéns pelo trampo. Então, LR e eu nos conhecemos em 2013 pela internet mesmo, eu já fazia um som com o Ladeira 1 e tinha algumas músicas solo, LR já estava fazendo beats e o que me espantava era a habilidade dele mesmo sendo um cara novo, depois que lancei o meu primeiro EP e ele ouviu passamos a trocar mais ideias, conversar sobre música, indústria, influências, aí já era, nos identificamos demais. Um tempinho depois surgiu a ideia de um EP em colaboração, ele me convidou para um projeto com 5 faixas, eu fiquei muito empolgado com a ideia e no início de 2015 nos encontramos na casa dele em São Paulo e ele me apresentou 10 faixas!!! 10 batidas inéditas, o muleque é um monstro HAHAHA 



Como foi o processo de escrita das letras, você já tinha pronta ou foi escrita exclusivamente pra este EP..? pergunto porque reparei que as musicas, fala sobre infância, adolescência, amor e a transição pra vida adulta.. 



 R: Apenas uma letra estava escrita antes do EP, a "Meu Castelo", todas as outras foram escritas exclusivamente para o EP depois de muitas reflexões, uma fase meio turbulenta pra minha mente, dessa tempestade eu tirei o conceito do disco, as letras foram surgindo conforme minhas conclusões eram tiradas, foi algo muito intimo 



Sei que é foda perguntar isto, mas qual é sua faixa favorita..? e fale sobre ela e porque é sua favorita.. (claro pode ser mais que uma) 



 R: Pergunta difícil mesmo (risos), bom, eu gosto muito da faixa "Borboletas" e "Vida Esquecida", "Borboletas" inspirou a capa do disco, para mim é a música que melhor resume o conceito do EP o encaixe do sample que o LR usou, com a ideia da borboleta e da lagarta foi uma sintonia muito grande, foi quase como uma conexão, ele mandou o recado e eu entendi. E gosto muito da "Vida Esquecida" pois além de também dizer muito sobre o conceito do EP a letra da Camila Rocha é sensacional, poesia pura, não porque sou fã dela, mas é muito boa, existe uma harmonia entre nós naquele som que não sei explicar. 



Vocês não estão de brincadeira mesmo, e já vão lançar o clipe da Musica "Acordar (Aviões de papel)" teve algum motivo especial pra escolha desta musica ..? já tem data de lançamento..? 



 R: Então cara, vamos lançar sim, acredito que semana que vem já esteja no ar! Escolhemos essa música por ser a primeira do EP e por também falar em um "despertar", que é o que tá rolando agora, vai ser meu primeiro trampo áudio-visual solo então enxergo isso como um despertar e um novo voo! 



O fato das musicas falaram entre si no sentido de como se fosse algo continuo e evolutivo foi proposital..? 



 R: Sim, foi proposital, era a proposta desde o início meio que criar um story line, ligar as músicas em uma linha de pensamento coesa, onde parece que você acompanha o personagem no decorrer de um dia, eu e o LR vinhamos discutindo muito isso e decidimos incorporar nesse projeto. 



Repassando a pergunta..rsrsrs, Mas e ai mano Seja bem sincero, olha pra você hoje, você é aquilo que você imaginou quando criança..?



 R: HAHAHAHA olha, eu completei 24 anos de idade no último dia 04 de fevereiro e estava conversando com a minha namorada sobre isso! Sim, eu sou exatamente o que imaginei quando era criança e adolescente, o sonho de fazer música sempre esteve presente comigo e hoje, tenho um trabalho pronto junto de um grande produtor e parceiro, faço tudo que amo, tenho grandes pessoas do meu lado, uma ótima namorada, então sim! Eu sou o que imaginava com certeza. 



 Mano pra terminar defina com quantas palavras quiser o EP "AutoProjeção" 



 R:O EP "Autoprojeção" é uma viagem até o fundo do íntimo de uma pessoa que cresceu e agora tem um choque da realidade adulta que o cerca. É quase como um resgate de algo que havia perdido, espero que eu consiga conectar as pessoas com esse sentimento, quero que olhem para sua criança interior, de resto é só mais um retrato meu e do LR, transformamos em música o que estávamos sentindo



Primeiro single oficial do EP "Autoprojeção: Da Infância aos Conflitos" de Shazam & LR Beats. Aguardem! #Autoprojeção #ShazamXLRBeats



LR, mano os beats parece que foram feitos pra cada musica do EP, o beat se encaixa perfeitamente, um exemplo é a segunda faixa chamada "Borboleta", o beat + o Sample meio que fala com a letra do Yanick, você fez os beats pensando neste trampo..? como foi este processo..? 





                                                                                                     CRÉDITO Diego Marcos







R:Salve Anderson. Quando eu e o Yan decidimos fazer o EP autoprojeção, trocamos bastante referências e pensamos em fazer algo seguindo uma linha só, tive bastante liberdade no processo de criação e decidi interligar todas as faixas pois já haviamos decidido o conceito do álbum, ficaria mais interessante, pois além de ser um disco, também é uma história. As letras foram fluindo naturalmente nas bases e foi aí que a mágia aconteceu, aos poucos foi nascendo concretamente o disco e dentre elas a faixa "Borboletas", que nasceu de um sample da Adriana Partimpim (poesia de Vinicius de Moraes), que por coincidência, faz parte de um álbum para crianças. 


Qual faixa você gostou, qual você mais se identificou.? e porque..? 



 R:Borboletas, sem dúvida. O Álbum gira em torno deste conceito, essa faixa é a chave pra você entender o EP. Quando crianças, somos livres, como uma borboleta, não existe pressão em relação a escolha de profissão ou até mesmo sobre futuro, não temos responsabilidades, contas e dívidas não nos sufocam, não existe preocupação e essa situação mostra realmente quem somos, e quando crescemos, costumamos a trabalhar em empregos que não gostamos, não temos tempo, as responsabilidades tomam conta de 90% do nosso tempo e quando é perguntado se estamos vivendo o que sonhávamos ser quando criança, raramente a resposta é sim, essa faixa é libertadora e fará muitas pessoas re-pensar sobre o futuro, lembrando do passado. 




Repassando a pergunta pra você também..rsrsrs, mas e ai mano Seja bem sincero, olha pra você hoje, você é aquilo que você imaginou quando criança..?? 



 R:Eu já quis e tentei ser várias coisas, mas de todas as tentativas, eu nunca tive a liberdade de ser quem eu realmente sou, entende ? hoje, eu faço o que gosto, dou valor as coisas que tenho e realmente, se eu estivesse cara a cara comigo quando criança, realmente, o Lucas de 12 anos atrás estaria orgulhoso, por ser livre. 




Como que é seu processo de produção dos beats, você costuma usar samples ou cria suas melodias, você trampa sozinho ou em parceria com o rapper.. como você prefere trampa..? 



 R:Sou muito fã de samples, gosto de tirar algumas horas do meu dia pra procurar novos sons, pesquisar artistas e até mesmo, estudar ou assistir documentários sobre esses artistas para entender melhor a sua obra, comecei a produzir por meio de samples e esse processo é fantástico, mas sou autodidata, e gosto bastante de criar, acredito que esse processo de criação varia bastante da sensação do momento, mas ainda sim, prefiro samplear. Eu faço parte da produtora Artefato, junto com o Nego E, Helibrown, Lester, Ale menezes e o grupo SEMPRE e também tenho uma banca de beatmakers chamada DOPE MUSIC GROUP, que conta comigo, Boca dos Beats, Dree, Kriolão, DJ Tadela e Lil Tec, ambos ajudam na minha carreira, mas na hora de produção, no momento de criação, prefiro trabalhar sozinho, até mesmo porque acho que sozinho, a criatividade flui melhor. 



 E você como definiria o EP Autoprojeção ..? 



 R:Um dos trabalhos que mais tive prazer em trabalhar, desde o processo de criação, ao acompanhamento da finalização da obra, o EP Autoprojeção foi algo pessoal, você irá ouvir os sentimentos do Yanick em cada rima e irá sentir os meus sentimentos em cada instrumental, e é maravilhoso compartilhar isso com o mundo. 


 OUÇA O EP/ DOWNLOAD AQUI




Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top