domingo, 15 de maio de 2016

Assessoria do DÖ Mc esclarece o cancelamento de seu show na Festa da Transcontinental.

NOTA DE ESCLARECIMENTO: Cancelamento de show do DÖ Mc na Festa da Transcontinental.

Ontem(14), DÖ MC se apresentaria na Festa da Trans, junto com os rappers, Emicida, Rael, Projota , Pikeno e Menor.
O MC chegou com 30 minutos de antecedência para sua apresentação e ao se dirigir a portaria, foi direcionado a outra entrada. O segurança possuía uma planilha com os nomes de todos que iriam se apresentar e o modelo/placa dos respectivos veículos. Nem o nome e nem o veiculo do DÖ Mc estavam na lista. 
A partir disto, iniciou-se uma tentativa frustrada de dar acesso ao evento, até que um dos colaboradores disse que nossa equipe deveria pegar a chave por conta própria para guardar o carro, o que é inaceitável, até no mais simples evento. 
DÖ MC só conseguiu entrar no evento, após o produtor que o convidou nos informar que havia uma entrada especial para artistas, informação que poderia ser passado de imediato por qualquer segurança no local, evitando o atraso e o cancelamento da apresentação. 
Chegando no backstage, fomos informados que a Transcontinental não toleraria atrasos e, que, por isto, DÖ MC não poderia se apresentar. 
Em resumo, DÖ Mc e equipe foram humilhados e, ainda que tenham recebido o cachê – que é obrigação do contratante, principalmente o que entende que o atraso se deu por falta de organização e despreparo dos terceirizados. Fomos prejudicados por não apresentar o trabalho para nosso publico que pagou para vê-lo e os demais artistas.

A CONTRATAÇÃO.
Dö Mc foi convidado por um dos produtores que estavam intermediando o evento da Transcontinental, a produtora exigiu um artista local, já que a empresa iria realizar um grande evento na cidade, com artistas de fora. O cachê oferecido ao DÖ MC está totalmente fora do padrão que trabalhamos, mas, por entender que seria um evento onde pudéssemos dar mais visibilidade ao trabalho e em respeito ao produtor/amigo que fez questão desta contratação para integrar a equipe do evento, decidimos topar. 
Não houveram favores, como em qualquer âmbito, vendemos mão de obra. Assim como aceitamos trabalhar por um valor abaixo do mercado e tratamos isto de forma profissional, chegando com antecedência no evento. Os contratantes tem a obrigação de tratar com igualdade os artistas, independente de valores. Começando pela colocação de todos os nomes no flyer, esquema de entrada, segurança, rider técnico e camarim. 
DÖ MC é um artista que optou por trabalhar de forma diferente no mercado, porém, continua mantendo a qualidade em seus projetos e tem o respeito tanto dos fãs, como dos artistas em geral. 
O rapper, além de atuar de forma incessante na cultura Hip Hop, foi arte educador na Fundação C.A.S.A, continua realizando atividades com a instituição e mantêm projetos para erradicação da pobreza intelectual e, através dos projetos Baobá e Nosso Canto, o MC multiplica a arte de fazer rap e a importância de manter a cultura Hip Hop dentro de uma construção social, educacional e política. 
É em nome deste grande artista, que esclarecemos a ausência dele no show de ontem e repudiamos a falta de respeito da empresa Transcontinental. Ressaltamos que uma empresa, ainda que contrate terceirizados para fazer o trabalho, não dissocia seu nome da responsabilidade para com o publico e os artistas. Desta forma, é responsabilidade dela assegurar que seus colabores estejam capacitados para exercer e manter a credibilidade do seu nome. 
Pedimos desculpas para nosso público que não recebeu um retorno dos contratantes sobre a ausência do artista, não considerando a importância dele e de seus fãs.
Agradecemos o produtor (pessoa) que nos convidou e que fez questão do artista local no evento, caso contrário, não teríamos.
Esperamos que isto sirva de exemplo para todos os contratantes que ainda não respeitam os artistas, achando que fazem um favor em contrata-los. Precisam entender que a relação é mutua, sobretudo quando se tem respeito.

Para o colaborador que nos informou que o problema não era dinheiro, numa tentativa de humilhar DÖ MC comparando ele com os artistas que iriam se apresentar. Respondo: - DÖ MC tem 15 anos de carreira, dinheiro é importante, mas sua trajetória comprova que nunca foi o principal. É só perguntar para nosso publico, este, que vocês também não respeitaram.
Att.
Assessoria de imprensa.
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top