segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Cocão Avoz lança a musica "No Último Vagão" com part Pitch Loko e Fernando Novaes


O rapper da zona sul de São Paulo, o Cocão Avoz do grupo Versão Popular, lança a musica "No ultimo Vagão" que conta com a participação dos manos Pitch Loko e Fernando Novaes




Letra: Cocão Avoz e Pitch Loko 

Instrumental: Cocão Avoz 
Baixo: Diego Silva 
Captação de Voz: Estúdio Favels e Estúdio Beat-x 
Mixagem: Estúdio Favels com DJ Pudim 
Fotografia de Capa: EP Photo Studio 
Designer de Capa: Rodrigo Kenan e Cocão Avoz.




-No Último Vagão 



Quando o meu trem passar ( Sai da Frente )
Suba e Escolha a Direção (Mova-se )
Posso te fazer sonhar, Viajar 
Ou te deixar na Contramão (Escolha o Trilho Certo )



Quando o meu Trem Passar ( A mais de Cem )
Escolha bem o seu Vagão (Vrum, Vrum )
No ultimo nem sempre é o Final, veja a luz 
Não é miragem mais é longa a estação.



Grafites e hits / as tags na Strets
Bem vindo a esse mundo / vivemos sem limites
Já somos futuro / demos nó na Matrix
Fazendo revolução / com poesias e beats.



Desbravando a Cidade / de esquina a esquina
Respirando etanol / nos pulmões gasolina.
Tem rastro de cocaína / um risco que contamina 
Parece quartel /em baixo da garoa fina.



Vejo trilho sem Trem / um maquinista sem freio
Sem direção sem ninguém / e o diabo no meio.
Pondo venda nos olhos / armando o pesadelo 
Ouço um Rei que chama / mas poucos que podem velo.



Ouw garante seu lugar / qual lado dessa linha, você vai seguir
Ouw não pode errar / talvez outra chance não terá pra decidir .



Quando o meu trem passar (Sai da Frente ) 
Suba e Escolha a Direção (Mova-se)
Posso te fazer sonhar, Viajar 
Ou te deixar na Contramão (Escolha o Trilho Certo )



Quando o meu Trem Passar (A mais de Cem)
Escolha bem o seu Vagão (Vrum, Vrum)
No ultimo nem sempre é o Final, veja a luz
Não é miragem mais é longa a estação



No ultimo vagão / da cidade solidão
Canto versos de protesto / por respeito ao cidadão.
Olha a via QUEM desvia / não protege quem devia
Vários golpes , cena forte / EU me lembro, foi um dia.



Anônimos em luta / Ta no corre em rotina.
Abrem-se as portas, eu sei / Muda se o clima.
Descaso ignorância / Humilhação é um dos nossos
Nao Espere, não dão tréguas / Com mulheres nem crianças.



E no Balança dessa vida / vire e mexe é recaída
Eu me via num Vagão /em um beco sem saída.
De volta a reale / Ligo o radio é perceber.
Somos tristes e felizes / misturador por ai.



Ouw garante seu lugar / qual lado dessa linha, você vai seguir
Ouw não pode errar / talvez outra chance não terá pra decidir



Quando o meu trem passar (Sai da Frente)
Suba e Escolha a Direção (Mova-se)
Posso te fazer sonhar, Viajar 
Ou te deixar na Contramão (Escolha o Trilho Certo )



Quando o meu Trem Passar (A mais de Cem )
Escolha bem o seu Vagão (Vrum, Vrum )
No ultimo nem sempre é o Final, veja a luz 
Não é miragem mais é longa a estação 



Quando o meu Trem Passar / Quando o meu Trem Passar
Passar , Passar , Passar ........
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top