quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Xamã vence a terceira etapa da Batalha do Real, em Madureira



Xamã vence a terceira etapa da Batalha do Real, em Madureira
Próxima etapa, única antes da grande final, acontece dia 30, na Penha, na Arena Dicró, a partir das 16h

Fotos: Henrique Madeira

O MC Xamã, que é natural de Campo Grande, zona oeste do Rio, foi o campeão da terceira etapa da Batalha do Real, no último dia 7, na Arena Fernando Torres, em Madureira, e conquistou vaga para a grande final, na Lapa, em novembro. Ele disputou o título com o MC Rayzen, de Caxias, e começou o free style pedindo desculpas ao MC Big Black, com quem havia se desentendido, no duelo anterior. “Não é só pelo prêmio, é pelo rap, e nosso inimigo é outro. Aquilo ali é como se fosse a última batalha da minha vida”, comentou.
Xamã e Big Black

Xamã é Jason Fernandes, 25 anos, e ganhou este apelido, nas rodas de free style, por se parecer com o índio do jogo Mortal Kombat, o personagem Nightwolf. Natural de Campo Grande, ele agora mora em Copacabana e, há um ano, abandonou o emprego para perseguir o sonho de viver de rap. Ele tem projeto de rap com o MC Estudante, de Padre Miguel, que também concorre nesta edição da Batalha do Real, o Xamã Estudante. As músicas da dupla estão disponíveis no YouTube e no Spotify. Xamã começou a rimar aos 12 anos e é fã de Black Alien e Speed Freaks, da escola de Niterói, e Racionais MCs.


A próxima e quarta etapa da Batalha do Real acontece no dia 30 de outubro, às 16h na Arena Dicró, na Penha, quando os 16 MCs participantes disputam as quatro vagas para a grande final, em novembro, na Lapa, para a qual já estão classificados o MC Xan, que ganhou as duas primeiras etapas, e o MC Xamã, vencedor da terceira etapa. A festa na Penha terá Old Dirty Bacon e Chapadão como mestres de cerimônia, pick ups comandadas pelos DJs Babz Brutal, LP e Saddam e shows de MãoLee (TUDUBOM Records), Akira Presidente e Sain (Pirâmide Perdida).

Mais sobre a Batalha do Real


A Batalha do Real foi contemplada pelo programa de fomento da Secretaria Municipal de Cultura, por meio do edital Viva Arte. As batalhas são feitas sobre bases criadas especialmente pelo curador, DJ e produtor musical Babz Brutal. Entre os produtores que criaram instrumentais, estão Mr Break, Dj Machintal e Goribeatzz. O cenário das batalhas valoriza outro elemento da cultura hip-hop, a arte de rua, e é feito com material reaproveitado e sustentável, tudo assinado pelos artistas Felipe Bardy e Fábio Ema.

Os 16 MCs foram selecionados em batalhas descentralizadas que acontecem por todo o Rio de Janeiro. Os novíssimos talentos do microfone têm idades entre 17 e 23 anos. Dos 16 MCs, quatro são mulheres. Participam desta edição Big Black (Jacarepaguá), Eminente (Caxias), Estudante (Padre Miguel), Gaspar (llha do Governador), Iguin (Caxias), Isaac ZO (Madureira), Jhon (Olinda), Jhonny (São Gonçalo), Mell Brito (São Gonçalo), Natalhão (Ramos), Pelé (São Gonçalo), Rayzen (Caxias), Ruiva (Pavuna), Samantha Zen (Niterói), Xamã (Campo Grande) e Xan (Grajaú).


As batalhas são realizadas no formato um contra um, o tradicional mata-mata. Cada MC tem dois rounds de 45 segundos para fazer suas rimas, no esquema de desafio no qual um MC responde ao outro, com curiosas e divertidas provocações de agilidade mental que são o charme da Batalha da Real.


Vídeos da Batalha:

Final Xamã e Rayzen


Semi-final Rayzen e Pelé


Semi-final Xamã e Big Black




Dia 30/10, Penha, das 16h às 22h
Arena Carioca Dicró
Rua Flora Lôbo – Penha Circular
Tel: (21) 7951-0203
Apresentadores: Old Dirty Bacon e Chapadão.
DJs: Babz Brutal, LP e Saddam.
Pocket shows: Mãolee (TUDUBOM Records), Akira Presidente e Sain (Pirâmide Perdida).
20/11, Lapa, Grande final
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top