sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Duo Craca e MC Dani Nega faz show de lançamento do novo disco no Sesc Belenzinho IC


Com participação especial da atriz e MC Roberta Estrela D’alva, a dupla apresenta repertório do seu primeiro álbum Dispositivo Tralha

“Para abaixo do nível do mar há uma imprevisível complexidade em incessante transformação. Inquietude é nossa gasolina”. É neste contexto descrito pelo produtor que Craca inunda o teatro do Sesc Belenzinho com suas projeções visuais e o manifesto político-poético da MC Dani Nega. O show no dia 25 de novembro, sexta-feira, marca o lançamento do disco físico Craca, Dani Nega e o Dispositivo Tralha (2016)
Apresentando na íntegra o conteúdo desse que é o primeiro álbum da dupla, a atriz e MC Dani Nega solta o verbo sobre temas como feminismo, racismo, política e o amor. Sua performance “teatro hip hop” representa um levante cultural, prova de resistência a padrões e ao sistema político.
Eles ainda convidam a artista Roberta Estrela D’Alva para uma participação especial no show. Também atriz e MC e parceira de longa data da Dani, Roberta recentemente apresentou a dupla ao público em seu programa Manos e Minas, na TV Cultura, e agora leva sua poesia slam para mais um encontro que reserva boas surpresas.
Ao vivo, Craca sincroniza em tempo real projeções visuais videomapeadas com um híbrido som eletrônico de genes brasileiros, cruzados com batidas de origem afro, candomblé, trip-hop, cúmbia e balcan beat. Parte dessa produção é feita a partir de instrumentos musicais tocados de forma não convencional e gambiarras eletrônicas criadas pelo próprio músico, daí o nome do disco.
 
E é nesse som que navega a voz da MC, levando o público a mergulhar em uma experiência audiovisual surrealista para ver, ouvir e pensar. A dupla sobe ao palco às 21h, ao lado de Jovem Palerosi (guitarras e programações eletrônicas), Arnaldo Nardo (bateria), Gil Duarte (trombone e flauta) e Eloiza Paixão (backing vocal).
A venda de ingressos se inicia dia 16/11, a partir das 15h30 no Portal do Sesc SP e, em 17/11, os ingressos ficam disponíveis às 17h30 em todas as bilheterias das unidades Sesc.
 
SERVIÇO
Data: 25 de novembro às 21h (sexta-feira)
Local: Teatro do Sesc Belenzinho - 392 lugares
Duração: 1h30
Endereço: R. Padre Adelino, 1000 - São Paulo SP
Ingressos:
R$20 (inteira)
R$10 (Meia: estudante, servidor da escola pública, +60 anos, aposentados e pessoas portadoras de necessidades especiais)
R$6 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes)
Venda online: http://bit.ly/2emFSX2  
Estacionamento:
R$11 (não matriculado)
R$5,50 (matriculado no Sesc)
Não recomendado para menores de 12 anos


OUÇA Craca, Dani Nega e o Dispositivo Tralha:


Sobre Craca
Ele quer encarnar este "homem-crustáceo", nômade viajante do mundo, que coleta referências e inspirações culturais por onde passa e as recria à sua maneira de enxergá-las. Por meio de dispositivos eletrônicos, gambiarras (“tralhas”) criados pelo próprio produtor e instrumentos tocados de forma nada convencional, o músico cria sonoridades e utiliza samples para suas performances, que são um oceano para os sentidos humanos. Craca busca uma revolução fazendo os humanos dançarem.

E como se não bastasse o manifesto musical, ele inclui em suas performances ao vivo a parte visual, na qual realiza projeções de videomapping simultâneas à música que toca, com imagens fruto de sua paixão e pesquisa por documentarismo animal, filmes sci-fi, desenhos old school, entre outros elementos. São criações que partem do trabalho de artistas como Jean Painlevé e Max Fleischer.
 
Desde 2013 o artista já levou seu trabalho a festivais culturais renomados como a SIM São Paulo, Contato, Virada Cultural e festas do meio underground como Voodoohop, Calefação Tropicaos, Free Beats, Cósmica, Avonts, Barulho.org e TrendBeats. Este ano, lançou seu primeiro álbum em parceria com a MC Dani Nega, nomeado quase que metaforicamente ao projetoDispositivo Tralha (2016).

Durante 10 anos o músico circulou o Brasil e a Europa integrando o projeto coletivo Axial, com quem ganhou o Troféu Catavento na categoria de Música Experimental e o Prêmio Ney Mesquita, que contempla projetos de cunho inédito e inovador.
A tecnologia estilo “do it yourself” é marca das instalações artísticas e shows do Craca, que cada vez mais dialogam com performances de live cinema, chegando a ser considerado um dos importantes shows de 2014 pelo site especializado NowLoading.
 
Sobre Dani Nega
Dani atuou junto a importantes coletivos de teatro, com destaque para o pioneiro Núcleo Bartolomeu de Depoimentos - grupo que une o teatro épico à linguagem hip hop -, onde pôde desenvolver sua linguagem de atriz-MC. Foi apresentadora de programas de TV e no cinema trabalhou como atriz no longa-metragem “A Invasão de 76”, com direção de Ricardo Aidar.
Com voz doce e poderosa e discurso simultaneamente poético e político, Danieli Lima da Silva é tiro certo da música brasileira para os próximos anos e metralha flores aos que não temem uma “preta muito poderosa”.
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top