quarta-feira, 7 de março de 2018

Rincon Sapiência lança o clipe "Área de Conforto"


rapper Rincon Sapiência acaba de lançar o single e o videoclipe de “Área de Conforto”, que fecha a estação mais quente do ano resgatando o que se vê no espetáculo de cores que toma as ruas de todo o Brasil durante o verão. Embalado por uma música que expressa a afro brasilidade do samba com uma cadência suingada, o lançamento traz versos repletos de alusões às tradicionais figuras do Carnaval, que tem como protagonistas em sua gênese os afrodescendentes tanto no aspecto rítmico-musical quanto na dança.

O elenco especialmente selecionado para o clipe, que conta com direção criativa e roteiro da Mooc, valoriza também a diversidade de biotipos. Assim como em outros trabalhos de Rincon Sapiência, os temas abordados em “Área de Conforto” refletem a sua incrível capacidade de captar o espírito do tempo e as atuais reconfigurações dos padrões estéticos ligadas à representatividade ao botar em evidência a pluralidade racial e corporal do mundo real. O discurso do rapper segue na mesma linha que consagrou seus versos, que de maneira incisiva questionam o preconceito que ainda paira sobre as expressões culturais oriundas da periferia.

O conjunto da obra dá corpo a mais um trabalho que expressa a verve contestadora e militante do Mc paulistano, também conhecido como Manicongo. Indo ao encontro do que o mesmo mostrou ao público em 2017, quando lançou o seu premiado álbum de estreia, “Galanga Livre” – eleito pela revista Rolling Stone o melhor disco nacional do ano –, a música “Área de Conforto” confirma a versatilidade do artista, que assina a composição, a interpretação e a produção musical da faixa.
Surpreendendo os fãs, algo que tem se tornado uma constante em sua carreira, o artista justifica, mais uma vez, o seu posto de melhor rapper brasileiro da atualidade, que lhe rendeu o Prêmio Multishow de Artista Revelação e Artista do Ano pela APCA (Associação Paulista de Críticos da Arte).  Com a promessa de ganhar a atenção da cena, o lançamento do single e do videoclipe, “Área de Conforto” se configura como um manifesto do Mc em defesa da merecida visibilidade historicamente negada às “minorias”, refletindo as tendências globais que pautam a produção artística contemporânea.
ASSISTA:

MÚSICA: Área de Conforto
Composição, Interpretação e Produção Musical: Rincon Sapiência / Percussão e Cavaco: Dudu Afrobrasileiro / Baixo: Nicolas Carneiro / Guitarra: Robson Heloyn / Mixagem: Renato Parmi (Estúdio GreenHouse) / Masterização: Cesrv / Selo: Boia Fria Produções

DOWNLOAD GRATUITO: http://bit.ly/2oRe5Cl

FICHA TÉCNICA DO VIDEOCLIPE
Direção Criativa e Roteiro: Mooc / Atendimento: Aimée Regina / Estrategista: Levis Novaes / Direção de Cena: Raphael Fideles, Louis Rodrigues / Assistente de Direção: Kevin David / Direção de Fotografia: Rodrigo Inada / Fotografia Still: Catarina Martins / Direção de Arte: Vinni Tex / Figurino: Suyane Ynaya / Assistente de Figurino: Caroline Costa / Beleza: Lydia Thais / Assistente de Beleza: Juliana Alcântara / Making Of: Felipe Mazzucatto / Câmera VHS: Mateus Salomão, Felipe Mazzucatto / Coordenador de Produção: André Bernardes / Produtor: Renan Queiroz / Boy de Set: Marinheiro / Contra-regra: Pablo Castilho / Produção de Arte: Thais Trulize / Assistente de Arte: Maurão, André Sucupira Elenco: Beatriz Ferraz, Cassia Sabino, Genize Ribeiro, Iara Ferreira, João Vitor Arruda, Letícia Fermino, Pedro Augusto, Pedro Ferraz, Poliana dos Santos Santana, Ricardo de Oliveira Serafim, Rincon Sapiência, Victor Garita, Vinicius Silvério, Yuran Judelfio Tinta / Elenco Veste: Brechó Replay, MRTS, Camila Gonçalves / Apoio: Cinevideo, 22 Locadora, Rosa (Catering), Cinevan, Águia Locações



+Rincon Sapiência
Nascido e criado na Cohab 1, zona leste de São Paulo, Danilo Albert Ambrosio (31) iniciou sua carreira em 2000, cantando em grupos do bairro. As experiências vividas nas ruas da periferia paulistana desde a metade dos anos 80 são traduzidas por Rincon Sapiência em versos inteligentes e sagazes, que abordam questões raciais e sociais no contexto da metrópole.  Em 2004, o rapper ganhou destaque como Mc fazendo rimas de improviso, e, desde então, passou a se dedicar profissionalmente ao Rap. A projeção nacional veio a partir de 2005, quando Rincon Sapiência venceu o campeonato de improviso realizado durante o Fórum Social Mundial, em Porto Alegre. No mesmo ano, o rapper se aliou ao selo Plano Áudio, idealizado pelo rapper Kamau, com quem lançou sua primeira faixa “Aventureiro” no disco “Escuta aí”, do grupo Simples.

Em 2008, Rincon participou no aclamado disco solo de Kamau, “Non Ducor Duco”, nas faixas “Por que eu Rimo” e “Tambor”, as quais também contribuíram para que o disco fosse considerado pela Revista Rolling Stone brasileira como um dos 25 melhores discos nacionais daquele ano. No ano seguinte, Rincon se firmou como protagonista na cena Hip Hop com a música “Elegância”, que caiu no gosto dos Dj’s e se tornou uma das faixas do rap brasileiro mais tocada em bailes no país. A música ganhou um videoclipe, que entrou na programação da MTV Brasil e foi indicado ao VMB 2010 na categoria Melhor Videoclipe de Rap. No mesmo ano, Rincon Sapiência participou do álbum “Projeto Paralelo”, da banda NX Zero - do qual também participaram outros Mc’s de peso do rap nacional como Emicida, Kamau e Rappin’ Hood – na faixa “Tarde pra Desistir”, uma das mais executadas do disco.

Característica marcante da sua produção artística, a exaltação de temas relacionados às raízes africanas é uma constante nas músicas de Rincon Sapiência, que abordam a consciência e a valorização da afrodescendência, reconhecida em solo africano durante os festivais dos quais o Mc participou em 2012. Tanto na sua apresentação no Festival 2H, em Dakar, capital do Senegal, quanto no festival Asalam Maleikum Hip Hop, na Mauritânia, Rincon Sapiência foi aclamado pelo público africano. No berço de seus ancestrais, Rincon mostrou que estava em casa pela sua performance de palco contagiante e também pelos instrumentais utilizados, como o sample de berimbau e referências à capoeira na faixa "Música Preta".

Em 2014, Rincon lançou “SP Gueto BR”, o primeiro EP da carreira do rapper, que contém 8 faixas oficiais e duas faixas bônus. Um dos destaques do rap nacional daquele ano, o EP foi em grande parte produzido pelo próprio Mc, e traz uma forte identidade musical, com influências das músicas eletrônica, rock, ska, reggae, samba e até o clássico estilo boombap dos anos 90. Desde então, o rapper vem lançando alguns singles de grande repercussão, que também contam com videoclipes alinhados ao discurso e à estética das músicas.

Em dezembro de 2016, Rincon Sapiência surpreendeu a cena com “Ponta de Lança (Verso Livre)” ao lançar uma provocação interessante aos admiradores do rap nacional. Inspirado pela cena atual no país, a música propõe o resgate da cultura do MC ao destacar a magia das palavras, o encaixe das rimas e as histórias contadas através das letras. Em pouco tempo o videoclipe dirigido por Jonah Emilião (Rasputines art) alcançou mais de 8,9 milhões de visualizações no Youtube e rendeu elogios do consagrado ator francês Vincent Cassel pela sua originalidade estética. Gravado com uma câmera Sony vx2000 nas ruas da Cohab 1, na periferia de São Paulo, o clipe traz naturalmente a textura dos vídeos antigos, remontando à época em que o MC ocupava lugar de destaque no rap brasileiro.

Rincon Sapiência faz parte do coletivo Audácia junto com o grupo Q.I. Alforria e os Mc's DiKampana, Raphão Alaafin, R.G. do Q.I., James Bantu, ZeroOnze, Rocha e Ba Kimbuta. Na sua carreira solo, Rincon Sapiência conta com as habilidades do DJ Mista Luba, parceria nutrida desde 2004. Em ambos os trabalhos, Rincon se destaca pela música e postura elegantes, marcadas pela sutileza contundente das metáforas, que prezam pela originalidade e inteligência, livres de vulgaridade. Assim, seu perfil rendeu participações em campanhas que utilizaram o rap em seus conceitos, como o cypher “Revolução”, lançada pela Nike, e a da Caixa Econômica Federal que homenageou a atleta olímpica Fabiana Murer durante os Jogos Olímpicos Rio 2016.

A universalidade da música e dos temas abordados pelo repertório de Rincon favorecem o seu trânsito em outros círculos que não sejam necessariamente periféricos. Sua forte identidade artística, reforçada pelo seu estilo original, também está presente na videografia do rapper, que conta com os clipes "Elegância", "Transporte Público", “Linhas de Soco”, "Profissão Perigo", "Coisas de Brasil", “A Coisa tá Preta”, “Ponta de Lança”, “Meu Bloco”, “Ostentação À Pobreza”, “Autêntico X Excêntrico X Incomparável”, “A Volta pra Casa” e “AfroRep”, além da recente participação no cypher “Poetas no Topo 3.1”. A estreia nas telonas veio em 2013, ao contracenar com o ator Wagner Moura no filme "A Busca", dirigido por Luciano Moura, seguida da participação no filme “Jonas”, dirigido por Lô Polliti, do qual também participaram os rappers Criolo e Karol Conka.