domingo, 31 de março de 2019

Rap em quadrinhos - Edi Rock é retratado como Raio Negro, herói da DC.

Load e W.Luod estão de volta com segunda parte da série "Rap em Quadrinhos".

A primeira edição a principio ia contar com 10 personagens, mas fez tanto sucesso que terminou com 20 personagens. Esta série basicamente consiste num "crossover" entre o artista e o herói.
Não sabemos quantos personagens vão ser nesta segunda parte, mas já começaram a soltar as artes.
O primeiro rapper a ser homenageado foi o RAEL como o Bishop, Heroi da Marvel, o segundo rapper a ser homenageado foi o Dexter, como Spawn, o terceiro, alias, a terceira é a Mc Sharylaine, que foi retratada como Capitã Marvel, o quarto foi o Rashid como Punho de Ferro, o quinto mc a ser retratado foi o Parteum como Surfista Prateado.
Alguns dias atrás o Load soltou em seu instagram a arte do W.Loud, em que ele retratou o Edi Rock como Raio Negro, o herói da DC.



Palavras do Loud: 

Voltando a postar o #RapemQuadrinhos eu e o W.loud trouxemos o Edi Rock um cara que admiro muito e o fizemos ele de Raio Negro na versão do Eddie Newell, quem acompanha sabe como o personagem tem uma representatividade forte em suas historias e um discurso forte contra o racismo e desigualdade social assim como as suas letras " mágico de oz" e "negro drama" um honra homenagear mais um grande artista!

Conheça o Raio Negro

Raio Negro (Black Lightning no original) é um super-herói negro pertencente a editora estadunidense DC Comics, com poderes elétricos criado por Tony Isabella e Trevor Von Eden.
Jeff Pierce cresceu no Beco do Suicídio. Seu pai foi morto acidentalmente durante uma ação da máfia local, fazendo Jeff e a mãe passarem por maus momentos. Crescendo, ele se pós nos estudos e no atletismo, com uma aptidão para o inglês e poesia. 
Aos 18 anos, Jeff conseguiu ir às Olimpíadas, ganhando fama na mídia que ressaltava sua origem humilde no Beco. Durante o período em que ficou longe do cortiço, o jovem se casou com Lynn Stewart, vindo, mais tarde a se divorciar. Lynn se desapontou com o marido por não ser o líder comunitário que ela imaginava. Ele parecia só se preocupar em sair do gueto.
Voltando para o Beco para o funeral de sua mãe, o rapaz ficou triste ao ver que nada tinha mudado. Decidiu arrumar um emprego na sua antiga escola secundária. Durante uma visita ao prédio, junto com o diretor, Jeff topou com uma trocador de substâncias ilicitas, num dos corredores da escola. Furioso, ele bateu no rapaz e ordenou-o que se apresentasse na enfermeira da escola. Tobias Whale, líder dos 100, ordenou que os seus rapazes socassem o estudante, Earl Clifford. Eles pretendiam só assustar o rapaz, mas, acidentalmente foi morto pelo carro deles. Eles penduraram o corpo no aro de basquete da escola. Local onde Jeff poderia ver o que acontecia com quem se metia com os 100. O irmão de Pete Gambi, Paul, também estava no negócio de costura… isto é, no negócio de criar uniformes e acessórios para o supervilões de Central City. Pete obteve um cinto com um dispositivo que dava poderes elétricos à seu uniforme. Ele então criou um uniforme azul com raios. Uma combinação de capacete (simulando cabelo) e máscara ajudou proteger a identidade de Jeff. Nascia então o Raio Negro, que começou a aterrorizar os valentões do Beco. Whale contrata diversos especialistas para se livrar do novo herói. Merlyn, o arqueiro, o Cyclotronico e Syonide tentam, mas foi Syonide quem finalmente capturou o justiceiro com um dardo paralisante.
Syonide destrói o cinto gerador de Jeff antes dos 100 e o pendurarem em uma parede ao lado do Peter Gambi, que havia sido seqüestrado. Whale chama todos os líderes das 100 filiais diferentes e ordena a Syonide que matasse Raio na frente de todos eles. Tobias irritou-se com a recusa de Syonide e se retirou do local. Raio conseguiu livrar os dois, e em seguida, procurou dois os agentes contratados de Whale que o conduziram até uma arena. Circulando pelo local, o herói foi avistado por Syonide, que atirou contra ele. Pete saltou na sua frente e recebeu a bala que seria sua. O corpo de Raio Negro começou a crepitar com eletricidade apesar de estar sem o cinto energético. Seu poder havia sido incorporado, talvez devido à ativação de seu metagene durante este momento de alta tensão. Raio Negro, furioso, saltou em direção aos gângsteres e começou a lutar com dúzias deles. Ele passou pelos 100 e capturou Whale. Os 100 estavam quebrados. Mais tarde, alguns membros da Liga da Justiça, que estavam observando Jeff, ficaram impressionados com o seu poder, habilidade e determinação e acharam que deveriam convidá-lo para ingressar na equipe. Flash insistiu que Raio Negro deveria provar ser qualificado para entrar na equipe, e assim eles decidiram submetê-lo a um teste de iniciação. Os membros da LJA o atacaram disfarçando-se de vilões. O calouro passou por todos os testes,inclusive um que avaliou se ele tiraria a vida de um inimigo. Mas quando a LJA revelou suas verdadeiras intenções e lhe convidou para entrar na Liga, ele pegou de surpresa, recusando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário