quarta-feira, 10 de abril de 2019

#Entrevista - Conheça a cantora Torya!

Moradora do Jaçana, periferia da Zona Norte de SP, Torya está somente no início, mas apesar de ser bastante jovem, chama a atenção de quem a acompanha, já que o talento é notório, e sua força e identidade deixa marcado suas composições, combinando sua voz doce e seus versos regados de protesto e sentimento. 


Torya traz em suas músicas a persistência e a luta que a mesma enfrenta em sua vida, onde em um mundo formado por um machismo enraizado, a arte é uma ótima ferramenta para quebrar essas barreiras, e ela consegue fazer como poucos no cenário atual.

O álbum "Início", primeiro trabalho consolidado pela artista, tem produção de Gustavo Gibin, e traz 7 faixas de bastante versatilidade e emponderamento feminino, fato que a jovem Torya não deixa passar em suas composições e você pode conferir abaixo:


Depois do primeiro contato com o trabalho de Torya, ficou impossível não querer saber mais dela e das novidades. Então, confira a entrevista que tivemos o prazer de realizar com ela. 


NP: Bom, primeiramente a gente quer agradecer você ter aceito a entrevista, desde a primeira vez que ouvimos seu som, além da produção impressionar, sua maturidade como artista impressiona também. É meio clichê, mas sempre começamos pedindo para a convidada se apresentar. Então, quem é Torya? 

Torya: Bom... eu sou uma mulher de 19 anos, nasci e moro na Zona Norte de SP e sempre tive uma certa intimidade com a minha voz e a musica ! 

NP: Bom, como eu disse, desde o primeiro contato com seu trabalho, podemos notar uma maturidade muito grande, a gente trabalha com bastante artistas independentes, e essa identidade toda é bem rara de encontrar. Fala pra gente um pouco sobre como foi esse processo de encontrar essa identidade e expor ela ao mundo. 

Torya: A Jennifer sempre foi uma garota um pouco insegura. Gostava de cantar mas sentia medo, e timidez. Fazia cover da Beyoncé no ensino médio e parecia que quando começava a cantar, já não era mais a mesma, toda a insegurança, toda a atitude já era algo novo... Foi assim que me descobri Torya, foi assim que decidi que ia ser uma cantora. 


NP: Como foi o processo de fazer um clipe pra cada música do seu álbum "Início"? Foi ideia sua, ou mútua com a produtora? 

Torya: Foi uma ideia mútua. Todos nós acreditamos muito nas músicas e achamos que por ser um primeiro trabalho, tinha de ser lindo ! Queríamos mostrar para que viemos. 

NP: Qual seu ritual pra compor? O que costuma lhe inspirar em sua escrita? Tem alguma coisa que você gosta de fazer pra ajudar a pensar e escrever? 

Torya: Bom. Eu gosto de pensar na letra ouvindo alguma batida, ou acorde. Tem até uma curiosidade... as vezes estou no chuveiro cantarolando e fica tão bom que tenho que sair correndo para escrever em algum lugar (risos) ... Banheiro, um bom lugar para pensar!

NP: Na hora que você está escrevendo sua música, você se preocupa em agradar quem vai ouvir seu som ou você vai pelo que você está sentindo e que deve mostrar ao povo? 

Torya: Eu sempre vou pelo que estou sentindo! E maioria das vezes consigo atingir o que uma pessoa está passando pela minha letra. 

NP: Torya, suas músicas trazem bastante a questão da persistência e a luta, além de questões como machismo, empoderamento e outras questões essenciais. Entendendo nosso contexto político, social, que acaba taxando pessoas que usam a arte pra se expressar, é muito importante que você use a sua arte pra tratar de questões tão importante como essas. Como a inspiração para fazer essa opção de tratar desses assuntos veio até você? 

Torya: A partir do momento que você vive algo que outras pessoas possam ter vivido e se identificarem, você sabe que está no caminho certo e que está mostrando algo real. 

NP: Você tem em mente colaborações que você gostaria de fazer aqui no Brasil? E algum sonho de colaboração musical ou artística? 

Torya: Com certeza, meu sonho é cantar com a Gloria Groove 

NP: Nos seus videoclipes, você parece realmente curtir seu tempo na frente da câmera e se divertir bastante. Você tem algum tipo de formação em artes cênicas ou dança? 

Torya: Bom, fiz alguns meses de Hip-Hop na Fábrica de Cultura do Jaçanã, mas nenhuma formação em artes cênicas nem nada do tipo, aliás, sempre quis fazer artes cênicas 

NP: Nos videoclipes e também nas redes sociais, sempre vemos você com sua "banca", e logo lembramos de grandes artistas do Hip Hop que traziam coreografias nas danças, como Destiny Child por exemplo. Você se inspira em quais artistas pra montar seu lifestyle? 

Torya: Acertou na mosca ! Destiny Child foi de cara minha primeira inspiração... Minha mãe e tia gostavam na época, então sempre admirei. Atualmente também me inspiro na cantora Ludmilla e na Gloria Groove. 

NP: Por fim, deixe sua mensagem aos leitores e leitoras do NP, anuncie pra gente quais seu planos para o futuro. Podemos esperar singles, álbuns, o que planeja? 

Torya: Estamos planejando um novo álbum que vem agora com uma energia ‘’pesada’’! Com muito trap, muito rat muito grave, e claro... Ideia boa ! 

Temos alguns singles, e participações também para concluir e lançar logo menos.
Vocês não perdem por esperar, porque vem tudo no Torya Style, com som e aquele clipzão dramático! (risadas)

O NP agradece a troca, acompanhem Torya pelas redes sociais e fiquem por dentro das novidades!

Um comentário: