sexta-feira, 31 de maio de 2019

Destaque entre os novos nomes do R&B Carioca, Natache Silva, lança "Rotina", seu segundo single



Inspirada nas mulheres ao seu redor e na sua própria correria, a rapper de Volta Redonda (RJ), Natache Silva, lança o single Rotina. Nele, ela coloca em poesia e flow o dia a dia da mulher preta, estudante, trabalhadora e periférica. Produzido pelo BeatBass High Tech, no QVP, Natache canta sobre rotulações e a construção social da identidade da mulher que se auto realiza.

Natache, que concilia o sonho de viver da música com a faculdade de Direito e ainda a rotina de trabalhar no comércio, expressa em seus versos o quanto a profissionalização é força estruturante da identidade feminina. Ela canta a realidade de muitas jovens que mediam a responsabilidade com os prazeres da vida.

“Rotina tem o sentimento que o trabalho e a diversão me trazem. Sei que assim como eu, muitas mulheres, principalmente as mulheres negras, passam por frustrações em seus trabalhos, que muitas vezes são subestimadas por seus chefes e mesmo assim não desistem por entenderem a necessidade de investir em seus sonhos. Que minha poesia e sentimento possam chegar a todos, principalmente a mulher preta, à mulher forte e as que ainda não descobriram sua força. Todo ouro pra nós!”, disse.

Rotina, gravado no Estúdio QVP e produzido pelo BeatBass High Tech, é o segundo single da rapper. “Cheguei com a música no estúdio totalmente nua e crua. Só tinha o flow e a letra na ponta da língua e eles conseguiram passar exatamente o que eu queria pra música. Foi a conexão certa”.

Ouça:


Natache, além de rapper, se desenvolve bem em diversos contextos musicais, característica que a acompanha desde a infância. No entanto, foram nas rodas de rima de Volta Redonda (RJ) onde tudo começou. Em busca de suas raízes, Natache dialoga com o R&B, Soul, e também performa pelo sound system, cantando com sentimento e expondo suas vivências na luta pela igualdade e empoderamento pessoal.

A rapper ainda faz parte do coletivo Rima Sistah, projeto que fomenta o trabalho de outras mulheres na cultura urbana por meio de oficinas de rima e noções musicais para meninas iniciantes no RAP. Seu primeiro single, INJÚRIA, foi lançado em 2017 e, logo em 2018 Natache ganhou o prêmio Dandara na categoria música na I Edição do Prêmio Dandara e Zumbi dos Palmares, realizado pela Secretaria de Cultura de Volta Redonda (RJ). Em 2019 ela gravou com o grupo de Volta Redonda (RJ), Zona Verde, o som “ Lei da Resposta. Em 2018, Natache gravou uma de suas poesias no projeto Versículo Rap do Laboratório 96 (2018), e participou do single VIVA de Greggório (2018). Recentemente foi convidada para uma participação na faixa Alluka do álbum lançado pelo rapper Nill de SP, chamado Good Smell vol. 1 que está disponível no Spotify, Deezes e demais plataformas.

Conteúdo produzido por Luísa Ritter

Um comentário: