domingo, 26 de maio de 2019

Mano Brown se diz "arrependido" por ter enquadrado o PT as vésperas da eleição presidencial



O jornalista, apresentador e também santista, Ademir Quintino, entrevistou o Mano Brown para seu canal no Youtube "Pronto, Falei!"

Ademir é jornalista esportivo e não esconde sua paixão pelo Santos. Ademir é amigo do Mano Brown e sempre que podem se encontram em jogos do Santos. Após um ano tentando marcar uma entrevista com Brown, Ademir conseguiu trombar o Brown num bar em São Paulo 

O Bate Papo que é dominado pelo futebol/Santos, num determinado momento o jornalista Ademir, pergunta se o Brown se arrepende de ter dado o puxão de orelha no PT

E o rapper responde: 

Eu tive vários sentimentos em relação aquilo, até de arrependimento, não vou mentir. É lógico que ali, foi uma navalha na carne, doeu em mim também. Eu não sou do PT, eu sou da ideia! eu não sou afiliado do PT, eu não recebo nada, entende? Eu nunca quis, e não é pra isto que eu fiz nada. O rap não tá aí pra viver de dinheiro do governo, seja lá quem for. Nem do PT, nem que fosse do Che Guevara, nem que fosse Malcolm X presidente, o rap não tá aí pra viver de dinheiro de presidente, governo. 
Brown também diz que o rap e o movimento Hip Hop não pertence nem a direita e nem a esquerda, mas que as ideias do Hip Hop batem com a esquerda.

"Nosso movimento é alternativo, não pertence nem a esquerda, nem a direita. Agora é logico que o negócio foi direcionado pra esquerda... pelas ideias" 

Daí o Ademir comenta: "Combinam mais com seu perfil" e o Brown responde: 

Não com o meu, eu não sou sozinho, está ideia não é minha (...) esta ideia é de um coletivo muito grande que gostaria de tá lá pra falar aquilo, eu tava lá. Tinha muita gente se sentindo abandonada, naquele momento (ali), realmente desamparado. Na eleição eu tive amigos/amigas que tiveram crise de pânico as vésperas daquela eleição. Como um candidato a presidente pode gerar tanto pânico em pessoas assim? 


Mano Brown também diz que se sentiu desamparado pela esquerda no caso da foto em que ele posa ao lado de Lula e Chico Buarque. 

Aquela foto que eu tirei com Lula e o Chico Buarque de Holanda naquele jogo de futebol em São Bernardo, ali repercutiu muito. E ali quando a direita me atacou, a direita em peso atacou minha rede social por causa daquela foto e a esquerda se calou... que eu falei: Opa! tô sozinho! Nossa, não sabia que eu era tão minoria assim (risos). A briga continua, nunca foi tão difícil... me vi sozinho, nossa! 1000 comentários e 900 xingamentos numa foto com lula, o momento político não tá calmo, né? Nem era uma campanha, era um encontro, eu queria ver o Lula. 
Assista a entrevista completa abaixo:
(A declaração do Brown começa no minuto 14)

Um comentário:

  1. Brown continua moscando... kkkk... O RAP não apoia bandido nem de direita e muito menos de esqueda... Valicou feio...

    ResponderExcluir