sexta-feira, 28 de junho de 2019

Mel Duarte apresenta primeiro single do álbum de spoken 'Mormaço'


Canção traz a vibração de Erykah Badu para o álbum, que chega às plataformas no dia 02 de agosto 

O primeiro single do álbum 'Mormaço - entre outras formas de calor', de Mel Duarte, chegou às ruas nesta sexta-feira (28). A canção, que é inspirada na energia sonora de Erykah Badu e brinca com os sentidos é a primeira do álbum de spoken, que será lançado em todas as plataformas no próximo dia 02 de agosto. 

"É uma faixa que te leva para longe. Fala de um encontro casual que termina muito bem no fim da noite", comenta Mel Duarte, que anuncia o primeiro disco, que chega com 10 faixas e é uma incursão mais profunda da poeta ao universo do spoken, ainda pouco explorado no Brasil, mas bastante celebrado por artistas norte-americanos de soul-jazz desde 1970, reforçando o uso da palavra em um contexto musical, apresentando uma nova vertente da poeta.

A música teve produção de DIA, bem como a programação, samples, pad e Efx’s, com letra e voz de Mel Duarte, bem como a produção executiva e contou também com Weslei Rodrigo no baixo elétrico, Renato Taimes no arranjo de guitarra e execução, Richard Fermino no arranjo de sopros, percussão com Sivuca e Nina Oliveira nos arranjos vocais e back vocal. 

Assista:



Sobre o Mormaço

Com produção musical de Dia que já assinou discos de “Tássia Reis”, “Rimas e Melodias”, “Brisa Flow” entre outras, o disco foi gravado no C4Studio e chega com poesias sobre amor, paixão, afeto, paixão e erotismo. Além de DIA, o álbum traz músicos como Renato Taimes (arranjo de guitarra e execução), Sintia Piccin (sax e flauta), Richard Fermino (multisopros), Sivuca (percussão), Jackson Silva (baixo acústico), Weslei Rodrigo (baixo elétrico), Marcelo Soares (arranjo de cavaco, violão e execução), que dão ao trabalho todo o conceito. A única música que o DIA não assina é “Ressaca” produzida por Peter Mesquita.

Para a apresentação deste trabalho, Mel Duarte mescla, no palco, música, ritmo e poesia acompanhada por banda com direção da atriz, cantora e MC Dani Nega. Com o próprio corpo, a voz e a performance, apresenta seus poemas em um espetáculo lítero musical, que proporciona a quem assiste, uma experiência sensorial e sinestésica única. 

Algumas faixas contam com participações especiais, como a das cantoras Bia Ferreira, Nina Oliveira e do Rapper Amiri e cada uma das 10 faixas será “ilustrada” por uma fotografia da baiana Helen Salomão que assina as fotos do disco “Bluesman” de Bacu Exu do Blues, transformando o Mormaço em um trabalho criativo e original que pode ser ouvido a sós, a dois ou em uma festa e foi pensado especialmente para emanar boas energias através dos poemas e dos sons ali contidos e experimentados. 

“A escolha do conceito, que passa pelo nome, é justamente por conta da sensação térmica que quero provocar em quem escutar o disco. Mormaço fala sobre afeto, sobre coisas que fazem o peito aquecer. Eu quero convidar as pessoas a esquentarem seus corpos – sem precisarem de sol. Quero apresentar outras formas de calor, só que através da minha poesia. A ideia é que as pessoas se permitam viajar em uma experiência sonora diferente”, destaca Mel.

Sobre a artista

Mel Duarte nasceu na primavera de 1988 em São Paulo (SP). É escritora, poeta, slammer, produtora cultural e atua com literatura desde 2006. Publicou os livros “Fragmentos Dispersos” (2013), “Negra Nua Crua” (2016, editora Ijumaa), “Negra Desnuda Cruda” (2018, ediciones ambulantes, Madrid, ES) e “Querem nos calar: Poemas para serem lidos em voz alta” (2019, Editora Planeta) É integrante da coletiva Slam das Minas – SP, batalha de poesias voltada ao gênero feminino e pessoas trans.

Em 2016 Mel foi destaque no sarau de abertura da FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty) e foi a primeira mulher a vencer o Rio Poetry Slam (campeonato internacional de poesia) que acontece dentro da FLUP (Festa Literária das Periferias) no Rio de Janeiro. Em 2017,foi convidada a representar a literatura brasileira no Festilab Taag, em Luanda, Angola.

Por sete anos, Mel Duarte também integrou o coletivo “Poetas Ambulantes”, que distribui e declama poesias pelo transporte público.

Na publicidade, já integrou o casting de campanhas como #VaiGarota, do Banco Itaú (2018), Olla (2017), Natura (2017) e Fundação Telefônica- Pense Grande (2016). Mel Duarte também já esteve no TED x Talks em 2016 e 2017. Em 2019 é poeta convidada do Circuito Sesc Arte da Palavra. 

Mais informações em: www.instagram.com/melduartepoesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário