terça-feira, 5 de novembro de 2019

Mulheres | Marih Black lança clipe que aborda opressões vividas por diversas mulheres

divulgação


Marih Black retorna à cena com o lançamento do videoclipe “Mulheres”, que aborda as opressões diárias vividas por mulheres de diferentes idades, grupos sociais e culturas. A música faz parte de um EP que ainda não teve o nome revelado e foi produzida por Dubalizer.

No clipe dirigido por Marih, a cantora de Ituverava, São Paulo, ainda fala sobre preconceito, assédio, medo e redescobertas, já que ao passarem por tantas imposições as mulheres necessitam achar formas diversas para se libertarem dos padrões estruturalmente enraizados na sociedade. 

“A música foi escrita em 2017 e foi a primeira demo que gravei. Agora tive a proposta de tirar ela da gaveta e dar uma nova cara, com um olhar mais maduro. No processo de reconstrução trabalhei pela primeira vez com o produtor Dubalizer, e juntos buscamos outras melodias, referências do soul e também demos espaço para o novo, com batidas de trap. Eu adaptei a música, muitas coisas foram acrescentadas e outras deixadas de lado”, discorreu Marih acerca do processo de criação da track. 

Sobre o audiovisual, a artista que começou sua carreira na MPB ressalta a importância de enfatizar o cotidiano das mulheres e trazer à tona situações corriqueiras que incomodam o elenco escolhido para o clipe: Júlia Carvalho, Erica Luz e Milena Gonçalves.

“No vídeo, procurei apresentar mulheres comuns que acho incríveis. Antes de iniciar as gravações, tivemos um bate papo para falar das coisas que mais as incomodavam no modo em que eram tratadas, simplesmente pelo fato de serem mulheres. Depois cada uma escreveu em cartazes e no corpo frases que já haviam escutado, e que de alguma forma, acabaram machucando-as ou prendendo-as em uma bolha. Após isso, pedi para que rasgassem os cartazes e limpassem o corpo como ato de redescoberta. É muito importante redescobrir que somos mais, que podemos mais, que não há um sexo frágil, e que se você quer viver algo, você pode. E para finalizar, escrevemos mensagens positivas para demonstrar que não há só coisas ruins. O fato de o vídeo ser em preto e branco também foi para reforçar essa dualidade: a luz e a escuridão, os problemas vividos e a busca por liberdade. Há lados positivos e negativos em tudo”.

Em relação ao futuro, Marih Black garante estar ansiosa para o lançamento de seu EP e para voltar aos palcos com um repertório autoral e diverso. Outra vontade futura da cantora é mergulhar no universo audiovisual para agregar ainda mais ao seu trabalho como artista independente.

Assista ao clipe “Mulheres”:


Um comentário: