terça-feira, 14 de abril de 2020

O ano mais violento | Sagaz das Atalaias e Zoe Beats juntam forças e lançam mixtape

Divulgação
Em meio a esse caos por conta da pandemia e a crise política, a dupla lança a mixtape “O ano mais violento”. É um trampo sólido realizado pelo sergipano Sagaz das Atalaias, com direção musical do do pernambucano Zoe Beats. A mixtape tem 6 faixas que transitam entre assuntos e sonoridades diversas e conta com as participações de Mirim e Doiston, dois nomes nordestinos que vem ganhando espaço em nível nacional. 
Esse é o primeiro trabalho de Sagaz das Atalaias e Zoe Beats junto ao selo e produtora ILLEGAL CORP.

Ouça:


Sobre os artistas:


Sagas das Atalaias

É um rapper sergipano com raízes firmadas em Pernambuco e Sergipe. É integrante do coletivo “Chave Mestra”, que conta com vários outros nomes de peso no cenário nacional. Começou sua carreira fazendo freestyle na “Batalha da Escadaria”, no centro de Recife, passando logo em seguida a compor e gravar suas próprias músicas. No segundo semestre de 2017 se jogou para o Rio de janeiro em busca de novas oportunidades e perspectivas de trabalho. Foram quase dois anos vivendo e absorvendo tudo o que o rio de janeiro tinha pra oferecer. Nesse tempo fez shows em comunidades e rodas de rimas espalhadas pelo Estado, como Pavuna, Jacarezinho, Botafogo e Macaé. No início de 2019 mudou-se para São Paulo, onde se juntou ao antigo parceiro de grupo Diomedes Chinaski, acompanhando em seus shows com a turnê Comunista Rico

Zoe Beats

Nascido no bairro de Vera Cruz em Aldeia dos Camarás (Pe), deu início as suas práticas no FL em 2013,
Com seus amigos próximos fazendo rap ele sentiu a necessidade de abrir um estúdio, no ano de 2015 nasce a Vinew Records, consequentemente os resultados vieram, a Vinew ganhou uma grande proporção, e selou seu nome no estado.
Trabalhando com grandes nomes dentro do estado e até fora, inclusive Diomedes Chinaski, Davzera, Chipan, Lucas Sang, Sagaz das Atalaias, Pineapple Storm produzindo o perfil 70.
Atualmente reside no Rio de Janeiro e com objetivo de cada vez mais expandir seu trabalho, juntou-se a Produtora/ Selo Musical ILLEGAL CORP. para concretizar uma parceria que já havia dado certo no #PERFIL70 no canal da Pineapple Storm.

Nenhum comentário:

Postar um comentário