quarta-feira, 27 de maio de 2020

Manifestantes de Minneapolis confrontam com a polícia pela morte de George Floyd


Centenas de pessoas foram às ruas de Minneapolis para protestar contra a morte de George Floyd. 

Na noite de terça-feira (26 de maio) em Minneapolis, centenas de manifestantes protestaram pela morte de George Floyd, que foi morto sob custódia policial na segunda-feira. 

Em um relatório da CBS Minnesota, os manifestantes tomaram o mesmo cruzamento onde Floyd foi imobilizado por um policial antes de marchar para a 3ª Delegacia, onde acredita-se que os quatro policiais envolvidos na morte de Floyd trabalham.
Quando os manifestantes chegaram à delegacia, um grupo menor de manifestantes começou a pixar o prédio, bem como os carros de patrulha. Oficiais vestidos com equipamento anti-motim haviam formado uma barreira ao redor da delegacia. Vídeos vieram à tona nas redes sociais de policiais usando bombas de fumaça ou gás lacrimogêneo, além de granadas instantâneas, contra os manifestantes.
O representante do Minnesota Ilhan Omar respondeu ao tratamento dos protestos pelo Departamento de Polícia de Minneapolis, twittando: “Atirar balas de borracha e gás lacrimogêneo em manifestantes desarmados quando houver crianças presentes nunca deve ser tolerado. Sempre. O que está acontecendo hoje à noite em nossa cidade é vergonhoso. A polícia precisa exercitar a contenção e nossa comunidade precisa de espaço para se curar.”
O prefeito de Minneapolis, Jacob Frey, ainda não respondeu aos protestos. No entanto, ele falou sobre a morte de Floyd , chamando de "horrível" e "completamente e totalmente confuso". 

"Ser negro na América não deve ser uma sentença de morte", disse Frey.

 “Quando você ouve alguém pedindo ajuda, você deve ajudar. Esse oficial falhou no sentido humano mais básico". No momento, o FBI e as autoridades estaduais estão investigando a morte de Floyd. Desde então, o Departamento de Polícia de Minneapolis demitiu quatro dos policiais envolvidos no incidente sob custódia de Floyd. 

Fonte: CBS Minnesota/Okayplayer

Nenhum comentário:

Postar um comentário