terça-feira, 4 de agosto de 2020

Debruçado em ídolos históricos, o baiano, Axel Lóhr lança clipe de "Invisível"


Cantor, ator e poeta baiano, Axel Lóhr mergulha em uma sonoridade mais leve em seu novo single e clipe, “Invisível”, lançado na última segunda-feira, 20. Em um subúrbio baiano ele mostra suas duas faces: a do tímido Alex Bruno; e a do alter ego sombrio, forte e corajoso, Axel Lóhr. O vídeo dirigido pelo próprio artista sucede “Novo Ataque” e é o terceiro single do artista. Mais uma vez Axel ousa ao unir influências que vão de Malcolm X a Jim Morrison, com o Rap como roupagem musical. 

“A música é um pouco de desabafo de mim para o meu alter ego. Em que a persona artística me convida a aceitar minha escuridão e conviver com ela. Em linhas gerais, é possível viver com a depressão, sendo ela, acredito eu, um estado de espírito. Talvez nunca mude e não exista alguém ideal para preencher o 'vazio. Sou eu quem preciso encontrar todos os dias, formas e motivos para continuar.”, explica Axel Lóhr. 

O single “Invisível” é um reflexo no espelho do artista. Ainda que o clipe tenha sido gravado durante a quarentena, a simbologia está presente nas locações, que ora envolvem a simplicidade das casas do Barbalho, bairro histórico de casebres antigos na cidade de Salvador (BA). Mas não deixam de referenciar na estante cheia de livros, os autores que ajudaram a Alex criar a persona de Axel. 

A canção fala sobre o sonho da eternidade e a solidão inerente ao ser humano. Como se reconhecesse a própria fragilidade, em cada verso de “Invisível”, o artista expõe sobre quem é, e quem deseja ser. De beats verdadeiros e cadenciados, surge também a insegurança de se mostrar com a sua arte, e receber em troca o julgamento daqueles que não o conhecem. Fazer arte também é dar a cara a tapa. 

Assista “Invisível”:
   



Ouça “Invisível” nos streamings 





Um comentário: