terça-feira, 29 de setembro de 2020

Emicida tem duas indicações ao Grammy Latino 2020



O rapper paulista Emicida também foi indicado ao Grammy Latino

Como noticiamos a pouco tempo, a rapper Bivolt teve seu clipe “Cubana” indicado ao Grammy Latino, e o rapper cearense Rapadura teve seu álbum “Universo ao Canto Falado” indicado ao Grammy junto com o Emicida.

O rapper de paulista de 35 anos foi indicado na categoria "Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa" por seu álbum “AmarElo”, um dos melhores álbuns lançado em 2019 segundo vários sites, jornalistas e ouvintes. E também foi indicado na categoria “Melhor canção em língua portuguesa” por AmarElo, música que tem sample da músca “Sujeito de Sorte” do Belchior e participação de Majur e Pablo Vittar. 


“Acordamos com duas indicações ao #LatinGRAMMY 

Melhor álbum de rock ou música alternativa de língua portuguesa. E melhor canção em língua portuguesa. Muito obrigado, em meu nome, da Laboratório Fantasma e toda equipe que ajudou a colocar esse experimento social na rua.

A rua é nóiz”, declara o Emicida em seu Twitter


Na categoria "Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa" o rapper concorre com: 

Emicida – AmarElo

Ana Frango Elétrico – Little Electric Chicken Heart

Letrux – Letrux aos Prantos

Rapadura – Universo do Canto Falado

Suricato – Na Mão as Flores


Na categoria “Melhor canção em língua portuguesa” o rapper concorre com:

Vitor Kley & Samuel Rosa – “A Tal Canção pra Lua (Microfonado)”

João Bosco – “Abricó-de-Macaco”

Emicida feat. Majur & Pabllo Vittar – “AmarElo (Sample: Sujeito de Sorte – Belchior)”

Elza Soares & BaianaSystem feat. Virgínia Rodrigues – “Libertação”

Céu – “Pardo”


Nenhum comentário:

Postar um comentário