segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Yannick Hara lança o single "Pele Falsa"

 

Yannick Hara dá um basta nos termos pejorativos que a sociedade reproduz, no single "Pele Falsa", inspirado nos filmes Blade Runner e Blade Runner 2049.


"Pele Falsa" é um termo pejorativo dado pelos humanos ao replicantes nos filmes Blade Runner e Blade Runner 2049. Dentro deste contexto desagradável, depreciativo e insultuoso o artista Yannick Hara faz uma analogia entre os termos pejorativos dados as mulheres, indígenas, negros(as) e aos homossexuais. É um grito de basta.


"Eu cansei de ser humilhado, eu cansei de ser insultado, eu cansei de ser discriminado por você, eu cansei se prepare pro revide" é um dos trechos dessa canção que conta com a produção da artista e cantora Dy Fuchs, gravado, mixado e masterizado por Blakbone. A capa foi realizada pelo desenhista Law Tissot.


Este single também é comemorativo de um ano do disco O Caçador de Androides que foi lançado dia 19 de novembro de 2019 em todas as plataformas digitais. O disco conta com as participações de Clemente dos Inocentes, Rodrigo Lima do Dead Fish, da cantora Sara Não Tem Nome, de Moah do Lumiére, Rike da banda NDK, Keops e Raony do Medulla, do poeta Rafael Carnevalli e o rapper paraense Cronixta

A obra é inspirada no livro Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas? do escritor Philip K Dick baseado na cultura cyberpunk, a cultura da alta tecnologia e baixa qualidade. O livro originou os filmes Blade Runner e Blade Runner 2049 dos diretores Ridley Scott e Denis Villenueve.


Ouça:



Nenhum comentário:

Postar um comentário