sexta-feira, 17 de agosto de 2007


SABOTAGE

POETA DO CAOS

Até alguns anos, Mauro Mateus tinha uma vida não muito diferente de tan6tos garotos da periferia de São Paulo. Nascido na favela do Canão, Zona Sul da capital, cresceu na miséria, quase morreu de anemia (daí o aspecto franzino aos 28 anos), viu o irmão ser assassinado por causa do tráfico e, quando sua mãe morreu, seu tio terminou de educá-lo para o crime e para a vida. Ele poderia ter terminado na cadeia ou em uma emboscada, mas o rap foi o desvio que o libertou. Mesmo quando era gerente de tráfico, Sabotage (que ganhou o apelido por falsificar a assinatura da mãe em suas quatro passagens pela Febem) freqüentava a escola para “aprender as palavras” e fazia rap compulsivamente. Até chamar a atenção de seus parceiros de bandidagem - que quiseram custear um CD – e também de Mano Brow e seu selo Cosa Nostra, que acabou gravando o álbum de estréia Rap é Compromisso, distribuído pela multinacional Sony. Mais conhecido no mercado,o rapper paulistano Xis, do hit “Us mano e as Mina” , apresenta seu camarada: “Sabotage é sangue bom. Tem rimas muito boas e usa uma métrica que é só dele. Além do mais, sua atitude ajuda a quebrar o estigma de que rapper não fala com ninguém”. “Tenho o corpo fechado e muita sorte”, explica o próprio, justificando sua saída do crime – “sem dar um tiro sequer” – e o contato com cineastas brasileiros. Sabotage foi consultor de Paulo Miklos para criar seu personagem (um pistoleiro) no longa O Invasor, de Beto Brant, que chega às telas no mês que vem. Sua intimidade com ávida marginal lhe rendeu outro convite: Sabotage vai atuar em Carandiru , próximo filme de Hector Babenco, vivendo um traficante no histórico massacre dos 111 presos da penitenciária paulista. Entusiasmado, o rapper crê que suas andanças pelo cinema, além de renderem clipes e participação na trilha sonora dos filmes, são mais uma forma de passar a mensagem que ele traz nas músicas: “O crime não compensa, as drogas pesadas acabam com uma vida e a molecada tem é que ficar na escola, estudar para ter uma chance”.

Site sobre Sabotage:http://www.sabotage.cjb.net/



Nenhum comentário:

Postar um comentário