terça-feira, 20 de novembro de 2007

Novas evidências no caso Notorious B.I.G.


Uma juíza que está presidindo o caso do assassinato de Christopher "The Notorious B.I.G." Wallace pode incluir formalmente o fundador da Death Row, Marion "Suge" Knight e o policial corrupto, Rafael Perez, como acusados da morte do rapper.

Segundo o Los Angeles Daily News, a juíza Florence-Marie Cooper disse que poderá emitir um despacho definitivo adicionando Knight e Perez como acusados, devido a novas evidências em torno do assassinato de B.I.G., que ocorreu em Los Angeles, no dia 9 de Março de 1997, apenas seis meses após o assassinato de Tupac Shakur em Las Vegas.


Acusadores apresentaram evidências que indicam que Perez estava em serviço na noite do assassinato de B.I.G. A nova evidência conecta Knight, Perez e David Mack, outro oficial de polícia de Los Angeles, que está servindo 14 anos de prisão por assalto a banco.

Segundo fontes, o companheiro de cela alega que Mack admitiu prover segurança para Knight na noite em que B.I.G. foi baleado e morto.

Através de seus contatos com a polícia, Knight sabia onde Wallace estava e enviou Mack para cuidar dele, disse Robert J. Frank, advogado da família de B.I.G.

Knight se declarou inocente da acusação diversas vezes no passado...

Nenhum comentário:

Postar um comentário