terça-feira, 24 de novembro de 2009

III Encontro Paulista de Hip-Hop agita São Paulo

A Secretaria de Estado da Cultura informa que Chuck D, líder do grupo norte-americano Public Enemy, cancelou sua participação no 3º Encontro Paulista de Hip Hop, evento marcado para 28 de novembro, no Memorial da América Latina. O show de Max B.O., Emicida e o grupo Rota de Colisão, agendado para 20h, acontecerá sem a participação do rapper americano.

Em 28 de novembro, chega à terceira edição o Encontro Paulista de Hip-Hop, evento realizado pela Secretaria de Estado da Cultura no Memorial da América Latina. O evento traz fóruns de debates, oficinas, workshops, contação de histórias, performances de DJs e shows.

Entre os participantes do evento, estão DJs, MCs, grafiteiros e Break Dancers. O objetivo do encontro é ampliar as discussões e fomentar políticas públicas voltadas para o segmento, valorizando e contemplando a cultura Hip Hop, em todos os seus elementos. Um dos destaques da programação o show agendado para 20h, com o grupo Rota de Colisão e dos rappers Max B.O. e Emicida.

Ao longo de todo o dia 28, uma grande tenda com capacidade para 500 pessoas, armada do lado de fora do Memorial, apresenta debates sobre saúde, sexualidade e questões dos direitos humanos, promovendo troca de experiências e discussões de temas que dizem respeito aos jovens. Estão confirmadas as presenças de especialistas como a Dra. Albertina Duarte, Coordenadora do Programa de Saúde da Adolescência da Secretaria Estadual de Saúde, e o jornalista Caco Barcellos.

Vale destacar na programação o inusitado encontro do RAPentinaMENTE, com a presença de Emicida e Max B.O. e dos repentistas Peneira e Sonhador, das 16h15 às 17h15. A ideia é apresentar ao público a versatilidade da cultura brasileira, a troca de experiências sobre improvisação, e a agilidade da rima de improviso feita tanto no rap como na embolada.

Os pequenos também têm espaço na programação do Encontro. O foyer do Memorial se transforma no espaço Erê, com oficinas de breaking e contação de histórias para crianças de 5 a 12 anos. Das 18h30 às 19h30, o espaço é dedicado às mulheres. Priscila Fênix convida Flor do Guetto, Janaína Teodoro, Lisa Bueno e Anarkia para um bate-papo sobre as conquistas femininas na sociedade no espaço chamado Casa da Mãe Joana.


Nenhum comentário:

Postar um comentário