terça-feira, 24 de agosto de 2010

COLETIVOHIP HOP - Manos e Minas de volta, uma vitória do Hip Hop

Foram protestos, intensas mobilizações e uma carta redigida pela jornalista e colaboradora do Coletivo, Gisele Coutinho, pedindo que o presidente da Fundação Padre Anchieta, João Sayad, revisse a decisão de extinguir o programa da grade, o Manos e Minas - único programa da TV aberta brasileira dedicado à cultura hip-hop. Na internet, o público e artistas não só do movimento hip hop, abraçaram a campanha #SalveoManoseMinas. Na tarde desta terça-feira, finalmente, a TV Cultura se pronunciou oficialmente em seu site, anunciando que o Manos e Minas volta para a grade da emissora para a alegria dos que lutaram por isso e dos fãs do programa. Ainda não se sabe sobre os funcionários da equipe, se seus cargos serão revistos e mantidos ou se a TV enxugará a equipe. Até às 17h15, a informação era sobre uma suposta reunião para definir esses e outros pontos que ainda não havia terminado.


No Senado, quando a TV anunciou o fim do programa, Eduardo Suplicy comentou sobre a decisão de Sayad, solicitou que fosse repensada e informou que conversaria pessoalmente com o presidente da TV, cobrando principalmente a volta do Manos e Minas após ser procurado por Gisele Coutinho, Kamau e outras pessoas que entregaram a carta em nome deles, do Coletivo, do Per Raps, Central Hip Hop e todos que fortaleceram a luta pela permanência do programa. Suplicy disse no Senado: "Se nos anos 50 e 60 era importante ouvir as canções do Patativa do Assaré, cantadas por Luiz Gonzaga, para poder saber como as pessoas que saíam do Nordeste para São Paulo sentiam qual era o seu grau de liberdade, como expresso em ´Triste partida`, hoje é relevante ouvirmos, por exemplo, ´Homem na Estrada`, de Mano Brown, cantada pelos Racionais MCs, para saber o sentimento dos adolescentes".

No comunicado a Cultura diz: "A TV CULTURA, visando consolidar um processo de comunicação transparente com o público, vem informar que sua nova grade de programação começa a ser veiculada a partir do final do mês de agosto, e que todas as suas atuais atrações estão sofrendo processo de avaliação. Um dos programas suspensos recentemente teve nesta terça (24) sua análise concluída. O Manos e Minas volta à grade depois de passar por um processo de repaginação, aumentando o interesse em função de novas atrações. É assim que a nova gestão da TV Cultura deve trabalhar, com o objetivo de oferecer aos seus telespectadores diversidade cultural da melhor qualidade possível, baseada sempre em critérios objetivos e justos."
Está marcado para hoje uma audiência pública na Assembleia Legislativa de São Paulo para falar sobre o programa e a decisão da TV Cultura.

By Blog Coletivo HIP HOP

Nenhum comentário:

Postar um comentário