quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Como 50 Cent chegou a meio bilhão de dólares

No “O grande pagamento: A História dos Negócios no Hip Hop”, o autor Dan Charnas traça o crescimento Rap, das obscuras raízes do gueto de Nova York em 1970, até a predominancia pop cultural mundial e das indústrias multi bilionárias.
O fato que otimizou a distancia que o Hip Hop teria, veio com a parceria entre o rapper 50 Cent e companhia Glaceau, a produtora da Vitaminwater. Esse pode ter sido o maior contrato da história do Hip Hop, proporcionando a 50 Cent cera de meio bilhão de dólares.
No verão de 2003, o álbum de estréia de 50 Cent, ‘Get Rich or Die Trying” vendeu cerca de 5 milhões de cópias, e por sí só esses números o colocaram facilmente no caminho de se tornar um multi-milinário. Mas o rapper do Queens, cujo nome verdade é Curtis Jackson, que começou sua reputação com a história de ter sido baleado 9 vezes (uma bala encontra-se alojada em sua língua ainda) não se contentou em apenas ser um artista. Seu jovem empresário, Chris Lighty, um garoto do Bronx que se transformou em um homem de negócios, posicionou bem 50 Cent para explorar as mais diversas áreas. Lighy tinha saído da Def Jam onde gerenciava artistas como LL Cool J e Missy Elliott.
Com lighty, 50 Cent criou a marca “G-Unit”, incluindo uma gravadora, uma empresa de roupas e um acordo com a linda de tênis Reebok RBK. A G-Unit Clothing Company era uma aventura, com o design influênciado pela Marc Ecko, manipulada e distribuida com os lucros divido meio a meio.
Na gestão da empresa, Lighty ajudou 50 com seus artistas. Durante cerca de uma década, ele negociou diferentes tipos de contratos, como os ringtones de 50 Cent que eram vendidos a $2,99. Lighy fechou outros negócios como um video game, e uma biografia com a MTV Films e Paramount Pictures. Quando a agência que representava Lighty, CAA, recusou-se a representar o rapper, pela relação dele com a violência, Lighty conseguiu fechar um contrato com William Morris.


Veja o Resto da Materia no Rapevolusom

Nenhum comentário:

Postar um comentário