quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Biografia do Grande Sabotage #9Anos100Sabotage


Informação geral
Nome completoMauro Mateus dos Santos
ApelidoSabotage
Nascimento13 de Abril de 1973
OrigemBrooklin, São Paulo, SP
País Brasil
Data de morte24 de janeiro de2003 (29 anos)
GênerosRap
Hip hop alternativo
Período em atividade1989 – 2003
Gravadora(s)Cosa Nostra
AfiliaçõesBNegão
Charlie Brown Jr.
Negra Li
Racionais MC's
Rappin' Hood
Sepultura
Trilha Sonora do Gueto
Conexão RP

Biografia


Vida social

Durante a adolescência, Mauro foi interno da FEBEM e traficante na Zona Sul de São Paulo. Com a convivência junto ao crime na favela do Canão, ele acabou sendo indiciado em 1995 duas vezes, uma por porte ilegal de arma, outra por tráfico de drogas. No final de 1998, mudou-se para o complexo Vila da Paz, onde segundo a polícia montou um ponto de tráfico de drogas com o colega Durval Xavier dos Santos, o Binho. O problema era que já existia nas proximidades do local outro ponto de tráfico; desencadeando uma guerra entre as facções acirrada após os dois assassinaram Euclides Menzes Pessoa, chefe da facção rival, em 1999.
Após a morte de Euclides, Sirlei Menezes da Silva assumiu o grupo e indicou Nivaldo Pereira da Silva, conhecido como Caçapa, como segundo na hierarquia da quadrilha. No ano seguinte, Sabotage se mudou para a favela do Boqueirão com o intuito de fugir da guerra. Binho continuou, tendo sido preso em 2002, mas em 14 de outubro do mesmo ano foi morto no Cadeião de Pinheiros 3 em um acerto de contas.E como suposta vingança a isto, Sabotage teria executado Denivaldo Alves da Silva, conhecido como Vadão, que era segurança de Sirlei, em 9 de janeiro de 2003. Em outra represália, 15 dias após, Sirlei, acompanhado de Bocão e o irmão de Vadão, assassinaram a Sabotage. Um mês depois, Bocão foi morto.

Carreira musical

No final dos anos 80, ainda adolescente, participou de um concurso de rap no salão Zimbabwe, em São Paulo. Estavam presentes Mano Brown e Ice Blue, dos Racionais MC's, que ficaram entusiasmados com sua apresentação. Foi o impulso para iniciar sua carreira.
Suas músicas, além de violência policial, drogas e miséria, falam também da Zona Sul e favela do Canão onde nasceu e morava. Além de ser muito talentoso como cantor, atuou em três filmes: O InvasorCarandiru e um documentário sobre sua vida, que leva seu nome.
Fez várias participações como na música "Dorobo" do BNegão; "Nem Tudo está Perdido" do Posse Mente Zulu; com Rappin' Hood; "Black Steel In the Hour of Chaos" com a bandaSepultura; com Helião, Sandrão, Negra Li, Negroutil, KL Jay em Piri-Pac; com Jacksom, Trilha Sonora do Gueto e Z'África Brasil em "Giria Criminal"; e com Charlie Brown Jr. em "A Banca", entre outras.
Um álbum póstumo está para ser lançado em 2010.

Morte

Era manhã do dia 24 de janeiro de 2003, no bairro do Brooklin, Zona Sul de São Paulo, quando Sabotage, levou sua mulher, Maria Dalva da Rocha Viana, ao ponto de ônibus.
Na despedida, Sabotage disse à esposa que iria para o Fórum Social Mundial de 2003, em Porto Alegre. Após entrar no carro, segundo testemunhas, foi abordado por um traficante que disparou quatro vezes. Sabotage foi atingido com dois tiros na coluna vertebral, enquanto outros dois atingiram sua mandíbula e sua cabeça.
O rapper foi encontrado ao lado de seu carro, às 5h50 da manhã. Além das balas disparadas, foi encontrado, ao seu lado, uma máscara preta. Ele chegou a ser reanimado por meia hora no Hospital São Paulo, mas devido ao estado considerado gravíssimo, não resistiu


Julgamento

O julgamento do assassino de Sabotage estava previsto para iniciar em 28 de abril de 2010, aproximadamente 7 anos e 3 meses após o acontecimento. No entanto, ele acabou sendo adiado para 12 de julho pela ausência de uma testemunha imprescindível pela acusação, segundo a juíza Fabíola Oliveira Silva. O processo foi reiniciado na data prevista, então contando com todos os integr antes necessários.
O julgamento durou dois dias, com Sirlei Menezes da Silva defendendo as acusações negando a morte de Sabotage, alegando torturas e colocando a culpa no Primeiro Comando da Capital, o PCC. A defesa questionou as provas e a conduta da polícia, obtendo como réplica a acusação de que Sirlei fez uma festa para comemorar o assassinato do "inimigo". Aproximadamente às 17h30 de 13 de julho, o júri se reuniu para decidir se condenava ou absolvia o réu. Às 18h00 o resultado se tornou público: Sirlei Menezes da Silva foi condenado a 14 anos de prisão.


Discografia


Álbuns de estúdio

  • 2000 - Rap é Compromisso!


Coletâneas

  • 2002 - Uma Luz que Nunca Irá se Apagar


Principais canções

  • "Respeito é Pra Quem Tem"
  • "Um Bom Lugar"
  • "Rap é Compromisso!"
  • "No Brooklin"
  • "Mun-Rá"
  • "Cabeça de Nêgo"
  • "Na Zona Sul"
  • "Cocaína"
  • "País da Fome"
  • "País da Fome, Pt. II"
  • ' Cigarro Mata


Parcerias

  • "TI, TI, TI" e "DJ Cia" (com RZO)
  • "A Banca (Ratatá é Bicho Solto)" (com Charlie Brown Jr.)
  • "Black Steel in the Hour of Chaos" (cover de Public Enemy) (com Sepultura)
  • "Cantando Pro Santo" (com Charlie Brown Jr.)
  • "Dorobo" (com BNegão)
  • "Enxame" (com SP Funk)
  • "Marginal Alado" (com Charlie Brown Jr.)
  • "Me Empresta o Microfone" (com Attack Versus)
  • "Nem Tudo Está Perdido" (com Rappin' Hood)
  • "O Livro" (com Ronnald Rap)
  • "Segue Sua Rota" (com Quadrilátero)
  • "Vira Lata Sa" (com Di Função).

Videos

Sabotage - Um Bom Lugar




Sabotagem - Respeito É Pra Quem Tem




Sabotage AO VIVO (Mun Rá) (sobcontrole)




SABOTAGE - Sai da Frente



Prêmios

AnoPrêmioCategoriaRef
2002Prêmio HutúzRevelação[16]
2002Prêmio HutúzPersonalidade do Ano[16]
2009Prêmio HutúzMaiores revelações da década[17]
2009Prêmio HutúzMaiores artistas solo da década[17]

Nenhum comentário:

Postar um comentário