segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Coletivo de Hip Hop de São Bernardo do Campo leva nomes de peso do Rap ao palco do Parque da Juventude



Evento marca o lançamento do Coletivo que tem o objetivo de criar políticas públicas e aumentar a participação dos grupos de rap na agenda

cultural da cidade

Difundir e socializar a cultura Hip Hop com todos seus elementos, promovendo a inclusão sócio-cultural e educacional, além de transformar artistas anônimos em protagonistas de suas próprias histórias. Estes são algumas das metas do COLETIVO DE HIP HOP DE SÃO BERNARDO DO CAMPO, que chega ao cenário cultural com um grande show de Rap no dia 31 de agosto, domingo, das 13h às 21h, no Parque da Juventude CITTA di Marostica, no Paço Municipal de São Bernardo do Campo (Av. Armando Ítalo Setti, 65). Artistas com longa história neste estilo participam do show, como Realidade Cruel, Detentos do Rap, Ordem Própria, Afro-X e Tribunal Popular (B.A.D e DJ Lord). O show integra as comemorações dos 461 anos de aniversário da cidade e tem ENTRADA FRANCA.

O show de lançamento do Coletivo terá também a discotecagem do DJ Magrão e apresentações com Alquimista, Kdaver e DJ Emmel, PIB, Snypes, Rebelião sem Limites, DJ Endoque e D’ABC Deejays, Crew Além da Tinta (representando o Grafiti), Teste sem Fôlego, Hip Hop no ABC e Casa do Hip Hop de SBC.

Coletivo reúne cinco grupos e já determinou metas

O ABC paulista tem uma longa tradição no Rap e é celeiro de diversos artistas, porém, quem produz e vivencia esta cultura sentia falta de mais união. Eventos voltados para o mesmo público eram organizados no mesmo dia, perdendo a oportunidade de reunir mais pessoas em torno dos mesmos objetivos. Não havia um diálogo entre os grupos e os coletivos para que as atividades acontecessem

de uma forma mais uníssona. Com o Coletivo, que reúne cinco tradicionais grupos da cidade, o objetivo é criar um consenso não só em ideias, mas tornar o movimento mais organizado e fortalecido, ou seja, criar uma marca própria e uma identidade. “Acreditamos que com esta iniciativa tornaremos o movimento mais forte e seja visto de uma forma mais ampla, não somente, como focos independentes”, explica Mateus “Pqno” Martins, do Coletivo Posse Hausa.

Os Coletivos tem várias metas a cumprir, como, por exemplo, dialogar com o poder público a fim de implantar Políticas Públicas, sancionar o dia do Hip Hop na cidade, descobrir novos talentos, desenvolver oficinas e workshops, realizar shows com atrações nacionais e internacionais, debates, fóruns, capacitar os educadores e trabalhar a comunicação audiovisual. “Queremos inserir nossos eventos na agenda cultural de São Bernardo do Campo, dar voz a quem quer falar e fazer valer o principal objetivo do Hip Hop que é o resgate de vidas, a elevação da auto-estima e a valorização da cultura negra da periferia na função de ampliar horizontes e criar novas oportunidades”, define Afro-X, um dos idealizadores do Coletivo de Hip Hop.

Serviço

Show lançamento Coletivo de Hip Hop de São Bernardo do Campo

Dia: 31 de agosto de 2014, das 13h às 21h

Local: Parque da Juventude Cittá di Marostica, Av. Armando Ítalo Setti, 65, Centro, em frente ao Paço Municipal

(11) 4121-2622

ENTRADA FRANCA

Nenhum comentário:

Postar um comentário