terça-feira, 16 de abril de 2019

Don L convida Diomedes Chinaski, Tay e Terra Preta para apresentação no Z, em São Paulo


Show acontece no sábado (20) e ingressos antecipados estão disponíveis pela internet e na bilheteria do Cine Joia
Desde o lançamento do RPA3, Don L tem dado espaço para outros nomes do rap e gêneros que transitam próximo ao hip-hop em suas apresentações. Para esse sábado (20), o favorito do seu favorito chama para o Z o pernambucano Diomedes Chinaski, a paulistana Tay e seu fiel escudeiro Terra Preta, em um show que terá uma configuração um pouco diferente do que o comum. 

Os ingressos estão disponíveis no site Ingresse e podem ser adquiridos clicando aqui

Toda vez que Don sobe ao palco com Chinaski, o público presencia a celebração dos
caminhos que o rap nordestino seguiu: sua emancipação e reconhecimento por parte do eixo
Rio-SP, entretanto, no Z, Don L quer fazer diferente e acrescentar mais um ingrediente a essa
comemoração. "Esse show vai ter uma pegada um pouco R&B/Trap de quebrada de São
Paulo, com o Terra Preta e a Tay. Nesse sentido, eu e o Diomedes também temos coisas que
transitam nesse caminho", revela o rapper.
Mesmo com dois nomes já estabelecidos no rap, como Diomedes Chinaski e Terra Preta, Don
achou importante apostar em uma artista nova. "Eu convidei a Tay, uma artista que faz um
R&B e conheci pelo instagram da Alt Niss. Ela é bem nova e tá chegando no jogo agora. Eu
senti muita verdade, muita alma na música dela, coisa que parece rara hoje em dia nesse
joguinho caça likes que virou a música", diz o rapper sobre a escolha de Tay.

Na apresentação, o público poderá comprar as últimas peças de camisetas e meias feitas em edições limitadas.

Don L convida Diomedes Chinaski, Tay e Terra Preta - Z

Onde . Avenida Brigadeiro Faria Lima, 724 - Pinheiros - São Paulo - SP
Quando . 20/04, sábado, 20:00.
Quanto . R$ 25 (antecipado) e R$ 35 (porta)
Informações . Facebook | Ingresse

Sobre Don L

Don L é um dos nomes mais prolíficos e interessantes do rap brasileiro. De Fortaleza, lançou
em 2007 com o Costa a Costa o disco mais importante daquele ano: Dinheiro, Sexo, Drogas e
Violência de Costa a Costa. Não à toa eles levaram o Prêmio Hutúz duas vezes. A mixtape é
lembrada até hoje por artistas como Emicida e Diomedes Chinaski, que já revelaram a grande
influência do trabalho em suas carreiras. Depois da dissolução do grupo, ele não parou.
Em 2013, depois de vários singles, incluindo "Enquanto Acaba", com participação de Flora
Matos, Don L colocou nas ruas seu primeiro trabalho solo, a mixtape Caro Vapor - Vida e
Veneno de Don L, que recebeu destaque em vários veículos de comunicação, como IG, VIP,
Rolling Stone e VICE. Seu show de lançamento, no SESC Pompeia, mobilizou centenas de fãs
em São Paulo em um dia que não havia ônibus na cidade por causa de uma greve.
Quatro anos depois, trabalhando incessantemente e colaborando com outros artistas, como o
lendário Black Alien na faixa "Brisa Fria", do filme O Escaravelho do Diabo, Don L lançou o
primeiro disco da trilogia Roteiro pra Ainouz. O álbum novamente foi considerado por muitos
críticos como um dos trabalhos mais autênticos e relevantes do rap desta década.
Experimentando e dando um tom confessional às suas músicas, o MC cravou de vez seu nome
na história do hip hop nacional.
Don L pós-RPA3
Em meio a produção do segundo volume da trilogia, Don L continua escrevendo e produzindo.
Em 2017 participou do Poetas do Topo 3.1, sendo o maior destaque daquela cypher. Neste
ano, voltou a fazer uma parceria com a Pineapple e novamente foi o grande nome no Poesia
Acústica #5, que cativou artistas como Marília Mendonça. Recentemente, gravou a faixa "Verso
Livre / O Mundo É nosso Pt.2" para o canal Rap Box, foi protagonista na música “Blogueira”, do
novo disco do Froid, o MC mais relevante na canção “Lei Rua Neles” e participou da aguardada
mixtape do seu parceiro Nego Gallo em "No Meu Nome".

Nenhum comentário:

Postar um comentário