terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Black Thought "invade" show da Rapsody e manda um freestyle incrivel!


Na noite de 6 de fevereiro, a Rapsody se apresentou no Elsewhere, no Brooklyn, Nova York. Após uma turnê com Big K.R.I.T. no final de 2019, a mc da Jamla Records será a atração principal da turnê A Black Woman Created This, que também apresenta a Sa-Roc. 

Black Thought, que já trabalhou com a Rapsody várias vezes, apareceu no palco enquanto a mc apresentava "OPRAH", do seu álbum EVE. Ela abraçou o colaborador de "Nobody" (2017 e "Dostoyevsky" (2018). Depois, às 1:40 no vídeo (filmado pelo participante Andrew W.), ele abençoou os espectadores com um freestyle. 

“What’s a fly c*on to a tycoon? / I represent from midnight to high noon / I just pulled up, out the side room / To let you know it’s time to turn up, like the volume / Yo Rap’, we got the band back together, listen / I’m the man, no one can do it better, listen / And I am, Black, as ugly as ever, listen / It’s a difference when you makin’ more than seven figures / I just tell ’em ‘jump!’ / Machine gun pump / The sawed-off shotgun, hand on the pump / Impeach an MC just like Trump / Soldier Fortune magazine man of the month / The man on the moon / These Tony Clifton-ass MCs, they got jokes, but I am un-amused / I send a message to my goons with the broom / Get your pieces swept up by the doctors of doom / Listen, it’s the elephant in the room / Created by a collision of the sun and the moon / My sonogram was the image of a gun in the womb / That’s soon, to be opened, and the heroin and the spoon / Astonishing / Ayo, my future lookin’ promising / My skin tone that a crystal clear onyx is / My thoughts let the beats break like the Amishes / A stroke of genius like Mickalene Thomas is / Hip-Hoppin’, body-rockin’, do-what-it-do / We be the living definition of improving the groove / I use the same tools to shoot that Kubrick use,” 

Não traduzimos por ser um freestyle e em português possa não fazer muito sentido para quem não manja de certas referencias e gírias. Mas o Black faz várias referências a sons da Rapsody. Caso queria saber mesmo, use um tradutor online. 

Longe de terminar, Tariq canta: “Se você realmente não é ninguém até alguém te amar / eu digo que você não é ninguém até eles falarem muito de você / E Rap ', o que eles não querem é qualquer tipo de problemas / A menos que você tenha um boneco ou um corpo dobrado / Você tem alguns manos que vão pegar um mano para você? / Bem, eu vou dobrar ni ** as, em origami para você / O mais notório / laureado com o poeta.” Ele termina com mais alguns bares de acapella. Como o DJ diz: "desista do lendário pensamento negro", o The Roots MC insiste: "lendária Rapsody". 


Assista:




Fonte: Ambrosia For Heads

Nenhum comentário:

Postar um comentário