terça-feira, 21 de abril de 2020

Santuspê: branco namastê escravizando produtores o rap hoje vive numa caixa | Diss para o Fim do Planeta



O sarcasmo do rapper Santuspê é mais uma vez exposta, porém, dessa vez, com uma porção extra de acidez. Num tom de deboche e revolta, o mc lança sua visão sobre a cena interna do rap nacional disparando linha para mc’s como: Lennon L7, Shawlin, Diomedes Chinaski, Marcelo D2, Nocivo Shomon, Raffa Moreira, Djonga, Filipe Ret, Fabio Brazza, Ngc Borges e até a si mesmo. Nem mesmo a Boca, sua antiga gravadora saiu ilesa.
Não se trata de uma mera diz ou ataques sem fundamento, mas se trata de contestamento dentro do que é Hip Hop: verdade nenhuma que vem do homem é absoluta, todo mc merece e dever ser contestado.

"Não precisamos de artistas blindados dentro de um falso discurso libertino que encoberta o machismo e o racismo estrutural que impede que quem vem de baixo, chegue no que eles chamam de "Topo". O Rap é do gueto e o dinheiro tem que voltar pro Gueto" - afirma o MC.


"Diss pro fim do Planeta" aborda também atualidades como a pandemia de Covid-19 e o veio pra acabar com o tédio da quarentena.

Ouça:



Nenhum comentário:

Postar um comentário