Emicida está prestes a lançar seu sexto trabalho. Completando oficialmente dez anos de carreira, ele esteve, pela primeira vez, na África. Fez a travessia em busca de elementos para fundamentar suas músicas e a própria vida. No palco ou fora dele, o rapper marca um posicionamento claro a favor da liberdade em tempos de reacionarismo
“Quer algo mais rock’n’roll que a vida dos preto?”, pergunta Emicida em um post no Facebook. O texto vem acompanhado de um vídeo em que ele aparece curtindo um som pesado, que fala de camburões e antigos navios negreiros. Na caixa de comentários, os fãs debatem que som é aquele, que não encontram em lugar nenhum. Os mais espertos comentam que deve ser uma música nova do rapper. Estão certos. O nome da música é Boa Esperança e estará no novo disco de Emicida, ainda sem título definido, trabalho que nasceu a partir da viagem para Cabo Verde e Angola, parte da África lusófona, e foi finalizado no Brasil.