quarta-feira, 31 de julho de 2019


Os rappers, junto com outros investidores, ajudaram a arrecadar mais de 22 milhões de dolares para o aplicativo. 

No início deste ano, 21 Savage visitou o Ellen Show para anunciar uma campanha que ajudaria a ensinar alfabetização financeira as pessoas. Ele não é o único rapper com esperanças de que as pessoas aprendam melhor a administrar seu dinheiro, agora que foi revelado que Nas e Will Smith ‘jogaram seus chapéus no ringue’, os dois amigos de longa data investiram em um aplicativo bancário criado pela startup Step. De acordo com o TechCrunch, Nas e Smith são apenas uma parte de investidores que doaram mais de US $ 22 milhões ao programa. 

"As escolas não ensinam as crianças sobre dinheiro", disse CJ MacDonald, o CEO e co-fundador, em uma entrevista. “Queremos ser suas primeiras contas bancárias com cartões de gastos, mas também queremos ensinar alfabetização financeira e responsabilidade. Os bancos não se adaptam a isso e queremos ser uma solução para ensinar a próxima geração de adultos a ser mais responsáveis com o dinheiro na era sem dinheiro. Foi fácil, com dinheiro, ir ao shopping, mas agora todo mundo está usando o celular para o Uber e muito mais”. 

O aplicativo ainda está em desenvolvimento e contará com serviços bancários gratuitos para jovens. Primeiro, estará disponível para o mercado dos EUA e ajudará os adolescentes a aprender como administrar seu dinheiro. 

“Os jovens de hoje são experientes em termos digitais, tendo crescido com a tecnologia como um pilar no dia-a-dia. Como resultado, também precisamos garantir que eles se familiarizem com os aspectos únicos dos pagamentos digitais, incluindo o fornecimento de educação sobre os vários produtos financeiros e de pagamento disponíveis”, disse Sherri Haymond, vice-presidente executivo da Microsoft para a Mastercard, em um comunicado. “A Step adotou uma abordagem ponderada para desenvolver uma oferta para adolescentes e famílias que forneça o primeiro passo para educar e aclimatar os jovens de hoje para ajudá-los a ganhar confiança e conscientização sobre suas finanças.”

Fonte: Hotnewhiphop

Em entrevista para o Brasil de Fato, o DJ do Racionais fala sobre a carreira do Racionais, sobre o Lula, ascensão econômica, sobre o movimento negro no Brasil, Movimento Negro no Estados Unidos e muito mais. Mas em um devido momento lhe  é perguntado sobre o Bolsonaro e o KL Jay diz: 

"Intelectualmente fraco, pra não falar o que todo mundo já fala! Ele representa mentalidade.. ele é o grande representante da mentalidade da colônia mesmo! E da violência também! É como se ele fosse um 'Senhor de Engenho da era moderna"

Assista a entrevista abaixo:

O maior grupo de rap do Brasil está de volta aos palcos, com uma turnê que celebra os 30 anos da união de KL Jay, Mano Brown, Edi Rock e Ice Blue. O DJ conversou com o Brasil de Fato e falou sobre diversos assuntos.


Masego é um dos grandes nomes e talentos da cena alternativa mundial.
O cantor e multi instrumentista nascido na Virginia, no agraciou com um lindíssimo vídeo clipe de sua música 'Queen Tings' do álbum 'Lady Lady', que conta com participação de Tiffany Gouché.

Assista:


A cantora e compositora paulista Gabriellê navega musicalmente por temáticas do cotidiano que a cercam. Em seu primeiro lançamento, Fúria, traz com toda força um single inquietante que questiona as estruturas que normatizam o patriarcado. A música conta com produção musical de Vibox, produtor de Quebrada Queer, Rap Plus Size, Projeto Preto, entre outros, e tem ainda um trabalho visual idealizado por Georgia Niara e Gabriellê, trazendo referências da cultura preta com muita sensibilidade. A música Fúria está disponível em todas as plataformas digitais.

Assista:



Notícia boa na área! O Panela MC, cantor, compositor da zona Sul de São Paulo e figura atuante na cena do Hip Hop dos anos 1990 anunciou o retorno de sua carreira solo e o começo de uma fase que conta com o desenvolvimento de muitos projetos.

Para preparar as pessoas que o acompanham para as novidades, o MC trouxe à tona a música “Me chamou pro rolê”, uma composição de Gabu, ex-integrante do grupo Raça Negra, que tem produção assinada por Kaion Black e VPF Sound Studio de Pedro Constantino (Master Pe).


O som retrata uma fase repleta de desilusões amorosas, onde só queremos encontrar o equilíbrio e viver uma relação leve. “Essa música fala muito sobre aquele momento da nossa vida em que nos encontramos para baixo e somos surpreendidos por um novo amor. Um sentimento bom que nos renova”, destaca.


Para o futuro, Panela MC afirma que em breve nos presenteará com o lançamento de um álbum. O c opositor adianta que o projeto já está sendo desenvolvido e que conta com mesclas musicais muito interessantes que dão um tom experimental ao trabalho.


“A construção do meu novo projeto está ocorrendo aos poucos e será uma grande novidade para os que curtem ouvir algo mais eclético. Eu comecei no rap na década de 90 no grupo Esquadrão Black, ficamos um bom tempo na caminhada, abrimos shows do MRN, Racionais, entre outros grupos. Depois que decidimos seguir solo, cheguei a formar outro coletivo e só depois de um tempo me dediquei inteiramente a minha própria carreira. Estou em uma fase nova e diferente, cheia de projetos e com planos para abrir a minha produtora musical. Muita coisa boa está por vir”, conclui.

Confira “Me chamou pro rolê”!



Playlist do rapper tem seleção de rap e r&b internacional e celebra os 30 anos do maior grupo de rap do país

O TIDAL, plataforma global de streaming de música e entretenimento, lança playlist de 16 tracks sob a curadoria de Ice Blue, músico e um dos fundadores do Racionais MC’s, maior grupo de rap do país. Os sucessos de artistas como Drake, Static Major, Ty Dolla Sign, com “After Dark”, Childish Gandino “Redbone” e Bruno Mars e Card B, com “Please Me”, fazem parte do mix feito pelo rapper.

Essa é a segunda playlist curada por um integrante do Racionais MC’s, a primeira foi curada pelo dj KL Jay (Ouça aqui), e marca a parceria entre a plataforma de música e o grupo de rap, que acaba de anunciar uma turnê nacional em comemoração aos seus 30 anos de carreira. O TIDAL patrocina os shows do grupo que acontecem Florianópolis, Rio de Janeiro e São Paulo e até o mês de outubro disponibilizará aos seus assinantes outras duas playlists curadas pelos integrantes do Racionais MC’s. 

Confira a playlist completa abaixo.



Com o seu próximo álbum, ‘I Wanna Thank Me’, a caminho, Snoop Dogg começa a semana com um som bem a cara da Costa Oeste. 

Chamando produtor Swizz Beatz, os dois se conectam para 'Countdown', uma faixa perfeita. Depois de 'I Wanna Thank Me' do início deste mês, a música mostra 'Uhh Ahh', de Boyz II Men, e é definitivamente uma prova de como virá o tio Snoop.

Assista:


terça-feira, 30 de julho de 2019


Paralelos Chegando Pesado... 

Com três Vocais e um Deejay, PARALELOS é um coletivo de Hip Hop do lado leste de São Paulo, formado por 4 integrantes, que reúnem seus trabalhos solo e faixas inéditas. O coletivo gravou seu primeiro DVD de estúdio (Live) no fim do semestre de 2019. A música "Parem de Nos Matar" chega pesadamente com uma ideia forte transmitida pela voz feminina do coletivo, Mina Mary, a música "Simples" produzida pelo RenTwo, traz ironicamente além da simplicidade, o resgate do nostálgico boombap do lado leste de São Paulo. Na voz do rapper Kaérre e Vato o refrão ganha sutileza com a participação da Mina Mary. 

As outras duas músicas "O Tempo Nunca Está Perdido" e "Microfone em Ação" são obras publicadas nas carreiras solo de ambos (Vato Loko Mc e Kaérre). 

Sem muito papo, bora conferir o primeiro trabalho do coletivo.

Assista:


PARA ASSISTIR OS 5 VÍDEOS NO YOUTUBE CLIQUE AQUI




Saiba mais sobre o coletivo: 


PARALELOS é um coletivo de Hip Hop do lado leste de São Paulo, formado por 4 integrantes, que reúnem seus trabalhos solos, e gravam seu primeiro DVD de estúdio (Live) no fim do semestre de 2019. 



Sobre as peças desse quebra-cabeças: 


DJ BETO PREMIER - da raiz underground dos anos 90 até à era atual, traz experiências e autenticidade ao coletivo, além de DJ é também beatmaker. 

Como deejay, já atuou em festas importantes da cena Hip Hop e em grupos renomados de rap, como: De Menos Crime, DOCTOR MC´S, e entre outros; 

DJ atuante em vários circuitos e festivais musicais e esportivos 

MINA MARY - traz a sensualidade, o poder e a resistência negra e feminina na voz, adicionado ao empoderamento visual e poético. 

Participação. single: A Luta Continua (Nego Panther) 2012 

Single: "Bom Dia" 2015 

Atualmente está preparando seu primeiro trabalho solo 

Experiência e vivências nas apresentações solo do Vato Loko Mc e Kaérre 

KAÉRRE ou KAÉRRE-MAN - traz experiências de grupos de rap dos anos 90, o empreendedorismo e o desenvolvimento artístico do coletivo. Cheio de flows e líricas voltadas ao Real Hip hop; 
EP "Kaérre" 2016 

VATO LOKO MC - traz a pesquisa e a criatividade para projetos, parcerias e conexões. Além de contribuir como produtor musical; 

EP "Pra Não Passar Batido e Nem Despercebido" 2016 

EP "O Tempo Nunca Está Perdido" 2017 

Video Clipe: Hip Hop é a Guerrilha 



VATO LOKO (DE LARANJA), DJ BETO PREMIER (DE AZUL), KAÉRRE ( DE VERMELHO) E MINA MARY.

Em 2003, três estudantes da North Carolina Central University se juntaram para lançar um dos mais amados álbuns independentes do underground do hip hop. O Departamento de Recursos Naturais e Culturais do N.C. reuniu os três neste documentário bastante impressionante sobre esse projeto. 

Ouça o álbum no Youtube

“The Listening: A história por trás do álbum de estreia do Little Brother”, o documentário é compilado “através do uso de extensas entrevistas com o trio e nunca visto antes, são filmagens de arquivos” e narra a produção do primeiro álbum de Phonte, Rapper Big. Pooh e 9th Wonder. 

Dirigido por Holland Randolph Gallagher, o primeiro (de dois!) 

Assista (Está em inglês):



Com seu álbum ‘Ghostface Killahs’ saindo em agosto, o Ghostface Killah está de volta com o segundo single do projeto, “Party Over Here”
Pegando da parte onde o clipe ‘Conditioning’ parou, Ghostface e sua equipe comemoram seu assalto bem-sucedido estourando algumas garrafas no clube.


Assista:

FOTO JOSÉ DE HOLANDA

O icônico e lendário rapper da zona sul de São Paulo, Mano Brown, concedeu uma entrevista ao site ‘Esquina Musical’. Alem de falar de música, de como os artistas vem lançando música como se frita pastel, o rapper falou sobre política. É claro que não deixou de falar sobre o Impeachment da Dilma e que a partir dali ficou claro que o plano era criminalizar o PT e prender o Lula para que não concorresse nas eleições de 2018. 

Se liga no trecho em que ele fala sobre: 

Eu acompanhei esse processo desde o início, quando começaram a cogitar o impeachment da Dilma, lá atrás, com a história das pedaladas fiscais. Foi o embrião de tudo o que estamos vivendo hoje. A gente já sabia que o desfecho seria a prisão do Lula. Estava preparado, sabia que o plano era esse, para ele não concorrer em 2018. É uma decepção ter um país de cartas marcadas. A direita que sempre governou o Brasil para ricos e poderosos que falam várias línguas, comem bem, estudam nas melhoras escolas e morrem velhos, cansou de ficar só olhando. Eles são uma minoria organizada. 
A gente foi preso com o Lula, eu estou lá preso com ele, o Lula é a ponta de um iceberg que tem mais de cem milhões de pessoas, que vivem abaixo da linha da pobreza, sem humanidade, dignidade e o respeito que o ser humano merece. Essa classe dominante que se sentiu lesada não quer direitos iguais, eles não querem é ter os privilégios cortados. Quem apoiou o impeachment foi a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). A Fiesp está no lugar onde existiam as maiores fazendas de café do país, onde a escravidão funcionou, ela continua sendo uma espécie de grande engenho de café. Na (avenida) Paulista ficavam os casarões dos grandes barões do café de São Paulo, e a Fiesp permanece lá. Foi esse tipo de gente que possibilitou o impeachment da Dilma e a prisão do Lula, às custas do silêncio de um povo oprimido, enganado e embriagado por mentiras.

Leia a entrevista completa aqui

O rapper e produtor da Zona Leste de São Paulo, Rimari, lança seu terceiro trabalho de 2019, o single "Corrupto". A música conta com a mixagem e masterização de Coffee Beats e instrumental produzido pelo próprio Rimari. 
A música retrata sobre os conflitos que as incertezas das nossas vidas trazem, fazendo-nos questionar sobre nossa condição e as maneiras que isso nos afeta.

Ouça: 


Evento único contará com participação dos DJ´s Will Ow e Sphinx.

A festa Punga sai de SP e vai para cidade maravilhosa, aka Rio de Janeiro, para uma enxurrada de sensações que só uma mistura de garoa com 40 graus pode proporcionar. De cara, temos um encontro dia 10 de Agosto, na Lapa. Calor + bons drinks + DJ Beans + DJ Minizu + DJ Will Ow + DJ Sphinx + MC Augusto Oliveira + Catarina Marçal na contenção geral do bonde. 


Conhecida tradicionalmente por reunir MC`s e DJ`s de forma singular, permitindo interação total entre artista e público, a festa contou nas edições anteriores com shows de Augusto Oliveira - membro da festa, além de nomes conhecidos,como Rincon Sapiência, Drik Brbosa, Karol de Souza, Alt Niss, Rico Dalasam, Nill, Fleezus, Leona, Carranca Records, Canella Fina, Hó Mon Tchain, Morlockz, A.L.M.A, MOB79, Makalister, Victor XAMÃ, Raffa Moreira, Febem, DaLua, Diego Amani & AuraSoul, Bon Vivant, Dee (5 pra1) Tamiyou, Tatiana Bispo entre outros. 

Além dos sets dos DJs residentes Minizu (Augusto Oliveira/SNTL Sounds) e Beans (Outroplanet), a festa traz convidados como DJ Kljay (Racionais MC’s / Sintonia), DJ Will (5pra1), MistaBrown (Rashid), Vins (Blkkk), Família JBC (Jean, César e Barata), DJ Samuca, DJ Murillo, DJ Marco (Discopédia/Criolo) , DJ Nyack (Emicida / Discopédia), DJ Dandan (Criolo / Discopédia, DJ Vitonez, Faul (Drik Barbosa), DJ MistaLuba (Rincon Sapiência), Pedro Dog (Brill), Ajamu (Sintonia), Fabio Lafa (Frequência Modulada), Kalfani e mais.

O line dessa edição foi escolhido especialmente para a primeira edição fora de casa, unindo SP e Errejota com essa mistura de sons.

Serviço:
A Festa acontece dia 10/08 no espaço CBGB Lapa – Av. Mem de Sá, 113, Lapa - Rio de Janeiro, das 22h às 05h. 
Ingressos:Primeiro lote promo - 15,00 ganha uma budweiser / primeiro lote - 15,00 / segundo lote ou porta - 20,00. 
Vendas on-line pelo Sympla – 
Atrações: Os DJs residentes de SP, Minizu (Augusto Oliveira/SNTL Sounds) e Beans (Outroplanet), DJ Will Ow (Yolo, Blacklux, Anti-éticos, sonoros), DJ Sphinx e Augusto Oliveira.

Bio:
Punga tem por objetivo reunir artistas que estão em destaque na cena, unindo MC’s, DJ’s e o público, propondo uma estrutura atípica de apresentação. Criada em Outubro de 2016 por Catarina Marçal que é também produtora da festa e Augusto Oliveira que é MC, e mais tarde agregada pelos DJ`s Minizu e Beans, a festa caminha para os três anos de existência e para sua primeira edição fora de casa. O nome da festa vem de uma palavra de origem africana que significa "estar pronto”, “preparado para o que vier", “adiantado”.

Foto: Osmar Moura


Allan Abbadia faz show de lançamento do seu primeiro disco no Sesc Pompéia

"Malungos" é a desmistificação do branqueamento da música negra no Brasil com samba, choro, baião e outras vertentes

"Quando eu pousei aqui
Você nem viu meu sal
Quando eu aqui pousei
Já vim doente do mar
Quando me entulhou aqui
Amargo fim
Recomecei
Pra esse chão me decifrar"

- Trecho da canção Valongo, de Allan Abbadia e Allan da Rosa

Canções que foram feitas para se tornarem trilhas sonoras da vida. Assim é "Malungos", o primeiro disco instrumental de Allan Abbadia, que narra a pluralidade da música negra no país e carrega a essência da ancestralidade de um povo. Com show de lançamento marcado para às 21h do dia 08 de agosto, no Sesc Pompéia, o público poderá vivenciar acordes de resistência e uma imersão da música negra brasileira.

As matrizes musicais utilizadas no show "Malungos", registram a resistência, a beleza e a força da cultura negra em busca de sua preservação.

Para além de resistir, Allan Abbadia traz a sonoridade contemporânea dos 13 anos de carreira, e conta com a potencia dos convidados Alexandre Ribeiro e Moacyr Luz além da versatilidade dos músicos Raphael Moreira, Tiganá Macedo e Xeina Barros na percussão; Nicolo de Caro na bateria; Deni Domenino no violão; Marcelo Martins no cavaco e Carlinhos Noronha no baixo.

Pensado em como contar musicalmente sobre o passado para então assim poder olhar para o futuro, o disco foi gravado em 2017 na Red Bull Studios e possui nove faixas, cada uma carregada e marcada pela sua história - Choro pro Moura; Madrugada; Deixa; De Itaquera a Madalena; Bico de Sinuca; Do Baião aos Malês; Pretos Novos; Cais do Valongo; Lamentos do Valongo.

"Eu queria muito homenagear a história dos meus antepassados, meu avô, a minha trisavó que foi escrava. Dentro do que vivemos e vivenciamos todos os dias, entendia que também precisava dar a minha contribuição, mesmo que fosse uma parcela pequena, desta tal reparação histórica. E assim nasceu o disco, um pouco de mim, da minha arte, para as pessoas, para a sociedade, pro mundo", contou Allan Abbadia. 

Pensado em como contar sobre a sua ancestralidade, Malungos - na gíria falada dos negros escravizados significa companheiros - é a desmistificação do branqueamento da música negra no Brasil com samba, choro, baião e outras vertentes.

Além de ser um disco instrumental, toda a sua arte gráfica foi inspirada em questões políticas e socioculturais, manifestadas através de obras de arte, como por exemplo, o quadro Operários, da Tarsila do Amaral e do quadro Navio Negreiro, do Di Cavalcanti.

Allan Abbadia - Músico trombonista, compositor e arranjador paulista. Fruto de políticas públicas culturais, aos 14 anos ingressou no Projeto Guri (Organização Social de Cultura), já tocando trombone, onde permaneceu quatro anos. Logo depois foi para a ULM (Universidade Livre de Música do Governo do Estado de São Paulo), onde pode aperfeiçoar seus conhecimentos musicais. 

Hoje, Bacharel em Trombone pela Faculdade Souza Lima Berklee, Allan Abbaddia vem acompanhando grandes nomes da música brasileira, como: Toni Tornado, Dona Ivone Lara, Luiz Melodia, Elza Soares, Mano Brown, Jards Macalé, Moacyr Luz e muitos outros.

A sua vivência musical também tem proporcionado que seu conhecimento seja compartilhado, através das oficinas quem vem realizando no Brasil e em países da Europa ( França, Inglaterra e Alemanha).

SERVIÇO:

Allan Abbadia

Dia 08 de agosto de 2019, quinta-feira, 21h30

Comedoria

*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa com 90 minutos de antecedência ao início do show.

Ingressos: R$6 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$10 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$20 (inteira).

Venda online a partir de 30 de agosto, terça-feira, às 12h.

Venda presencial nas unidades do Sesc SP a partir de 31 de agosto quarta-feira, às 17h30.

Classificação indicativa: 18 anos.

Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93.

Não temos estacionamento. Para informações sobre outras programações, acesse o portal: sescsp.org.br/pompeia

Nos acompanhe!




Conteúdo produzido por Media Pente Fino


4ª edição do Festival Red Bull Amaphiko ocorre em 4 de agosto reunindo música, workshops, performances, feiras e exposição no Centro Cultural Grajaú (CCG)

Pela segunda vez no bairro do Grajaú, extremo sul da cidade de São Paulo, o Festival Red Bull Amaphiko realiza nova edição no domingo, dia 4 de agosto, das 14h às 22h, no Centro Cultural do bairro, com programação gratuita de shows, feiras, performances e exposição, a fim de celebrar a inovação, o empreendedorismo e o impacto social. 

A edição de 2018 também aconteceu no CCG. Foto: Felipe Gabriel/Red Bull Content Pool

Na programação, destaque para o show PretaLeveza, com Bia Ferreira e Doralyce, que sobem ao palco para falar do amor afrocentrado. A fala de abertura fica com Maria Vilani, escritora, ativista local e mãe do rapper Criolo e as feiras de empreendedorismo e gastronomia buscam incentivar a economia local durante todo o evento. A programação completa segue abaixo. 

Todo o festival, que chega à quarta edição, está sendo co-criado em parceria com os coletivos locais Nóis por Nóis, Abebé, Ecoativa, Imargem e os produtores Leandro Sequelle e Luísa Estanislau. A proposta curatorial foi construída em torno da ideia do Futuro Ancestral, conceito que reflete novas formas de pensar contemporaneamente as culturas periféricas. 

O Festival Red Bull Amaphiko é o encerramento e a celebração de uma semana intensa. Durante a última semana de julho, o CCG recebe uma imersão organizada para os 14 empreendedores sociais que acabaram de ser selecionados para participar da Red Bull Amaphiko Academy. É um programa de 18 meses de mentoria e desenvolvimento de pessoas e projetos que geram impacto social. 

Destaques do Festival Red Bull Amaphiko

Exposição Retratos do Grajaú (14h às 22h)

Uma exposição de retratos, em fotografia e pintura dos moradores do Grajaú para falar sobre as identidades do território, destacando a pluralidade de rostos e a diversidade das vozes que compõem o distrito mais populoso da capital paulistana. Exposição coletiva com Quebramundo + Cauã Bertoldo + Mangraff + Jéssica Aquino + Nart.

Feira de Empreendedores, por Casa Ecoativa + Nóis por Nóis + Agência Solano Trindade (14h às 22h)

Evento que reúne empreendedores das diversas periferias de São Paulo, com produtos de moda, arte, decoração, beleza e bem-estar. A feira promove a autogestão econômica, para fortalecer a economia solidária e a gestão democrática nas periferias.

Feira de Alimentação Saudável, por Casa Ecoativa + Nóis por Nóis + Agência Solano Trindade (14h às 22h)

Diferentes sabores, aromas e temperos em empreendimentos gastronômicos de quituteiras, restaurantes e projetos relacionados à cultura alimentar.

SERVIÇO:

4º Festival Red Bull Amaphiko
Dia 04 de agosto, domingo, das 14h às 22h
Centro Cultural Grajaú - Rua Prof. Oscar Barreto Filho, 252 - (a 650 metros da estação Grajaú da CPTM)
Entrada Gratuita

Sobre a Red Bull Amaphiko

Red Bull Amaphiko é um programa que, desde 2014, dá asas a pessoas e ideias transformadoras. Presente no Brasil, na África do Sul e nos Estados Unidos, apoia e oferece mentoria, formações e conexões a projetos de empreendedores sociais que estão mudando a realidade de suas cidades e comunidades. Conheça mais em: https://amaphiko.redbull.com. Para a Red Bull, inovação social é o resultado de um processo que apresenta novas estratégias, serviços, produtos e/ou modelos de negócios que buscam solucionar desafios da sociedade contemporânea. Essas soluções, além de provocarem novas formas de enxergar o mundo, têm por essência promover uma sociedade mais justa, igual, humana, sustentável e diversa.


Araújo Paz Militante da cultura hip hop desde 2009, Cria de Sarau onde destravou suas rimas em poesia que retratavam sua vida a partir de 2014 surgiram os primeiros resultados de seu trabalho, participou do Curta-Metragem chamado "Vidas e Vielas" compondo a trilha Sonora, esse curta fala sobre a história do inícios das ocupações de favelas em Santo André na década de 70.
Atualmente, presente nos Slams de São Paulo Recitando sua poesia e adquirindo experiência dentro do circuito, tem alguns poemas publicados nos livros "Poemas da Cidade" 2016 e "Antologia Slam do Helipa" 2018.
Como MC tem Alguns Singles emplacados como "É Simples e Nessa que Vou", e se prepara para lançar em julho seu primeiro álbum intitulado "Chama Viva", uma mixtape que comemora seus 10 Anos de Ritmo e Poesia.


Assista:

segunda-feira, 29 de julho de 2019



Preta Ary está de volta na cena com o clipe do single 'Emergência'.



Ariadna da Mata vulgo Preta Ary é uma MC de São José dos Campos e ao lado de sua parceira Meire faz parte do duo D'origem.O último lançamento da MC paulista foi o som 'Nois ta de olho', após nove meses trabalhando no sapatinho ela nos entrega esta pedrada. 'Emergência' tem composição da Preta Ary e produção do Dö Mc. 



Como diz no nome do som, a Ary fala sobre a emergência em mudar a estrutura racista, de lutar como os brancos demonizam tudo que vem da África, rima sobre valorizar nossa ancestralidade, valorização de nosso povo, sobre de como temos que estar atentos e de mente sã para lutar contra o sistema racista que nos achata e mata feito bicho. 




A base do som surge da ideia que a mulher preta é a base da sociedade. Pois por ser mulher sofre com machismo e por ser preta sofre racismo. 

Por isso Preta Ary rima: "É emergência mudar a base, a base da base, ainda sou eu. Mulher preta fodida, que essa corrida já tá perdida desde que nasceu. (...) Quando o chão se mexer e abalar a estrutura, se promove a cura que nunca ocorreu".

O som conta com um trecho da Filosofa Djamila Ribeiro falando sobre o privilégio branco e de como o branco tem que entender seu lugar nesta sociedade racista e se posicionar contra o racismo (se não for racista, claro). O som finaliza com uma fala da Nina Simone


Ouça em todas as plataformas digitais: https://dmusic.lnk.to/Emergencia




Assista o clipe e sinta o poder preto de Preta Ary!



Siga nas redes sociais: 


Sharam Diniz é o titulo do mais recente single do trio angolano OVS composto por Carlos Candy, Bacana New e Jovem Privado, onde os artistas fizeram referência as recentes declarações da modelo internacional Sharam Diniz que afirmou que não acredita na fidelidade dos homens e o mesmo single conta com a produção de Jovem Privado. 

Ouça:


Em agosto, a Trupe DuNavô apresenta sua premiada fábula “Refugo Urbano” e o espetáculo “É mesmo uma Palhaçada” no SESC Campinas, convidado adultos e crianças a adentrar o universo da palhaçaria com delicadeza e poesia!

SESC Campinas recebe a premiada Trupe DuNavô 

Nos dias 04 e 17 de agosto de 2019, o SESC Campinas recebe a premiada Trupe DuNavô para apresentar dois espetáculos diferentes, frutos de sua intensa pesquisa sobre o universo do palhaço. Adultos e crianças poderão rir e se divertir com essa criativa trupe formada por Renato Ribeiro, Gis Pereira, Vinicius Ramos e Gabi Zanola, e que é hoje uma das grandes referências da palhaçaria do Brasil.

No primeiro domingo de agosto (04), o público de Campinas e Região poderá conhecer uma fábula urbana apaixonante chamada Refugo Urbano, que conta a história dos palhaços Pamplona e Claudius que se encontram em um beco esquecido da cidade para viver uma possível história de amor. 

O espetáculo apresenta o universo de uma catadora de lixo e de um lixeiro, retratado de forma sensível e criativa. O cenário, construído a partir de objetos descartados, é o ambiente estabelecido para uma delicada e encantadora fábula urbana, que desde a sua criação surpreendeu o público e agradou a crítica especializada. 

O espetáculo Refugo Urbano foi vencedor do Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem, um dos mais importantes prêmios de teatro da América Latina, na categoria Prêmio Sustentabilidade, pelo uso criativo de sucatas e material reciclado, retratando com sensibilidade o universo de pessoas em situação de vulnerabilidade social nas grandes cidades. Na mesma premiação foi indicado na categoria Melhor Atriz (Gabi Zanola) pela atuação como Pamplona. Em uma votação especial organizada para escolher os melhores do ano, o espetáculo foi eleito pelos leitores do Guia Folha como Melhor Espetáculo Infantil do Ano de 2015.

Já no dia 17 de agosto de 2019, é a vez do grupo apresentar “É mesmo uma Palhaçada”, espetáculo que referencia os grandes mestres do picadeiro. 

“É mesmo uma Palhaçada” que conta a história de três palhaços que chegam para uma apresentação e percebem que estão no lugar errado. Buscando uma solução para este imprevisto, eles encontram um roteiro descrevendo cenas e resolvem segui-lo para realizar a apresentação do dia, entretendo os espectadores com suas ideias mirabolantes, porém muito atrapalhadas. 

Com números clássicos de palhaçaria circense, mesclado às cenas de autoria do grupo, brincando entre o novo e o já consagrado pelos mestres do picadeiro, a trupe diverte o público e garante boas risadas. Dessa forma, promovem um verdadeiro resgate da memória do circo, valorizando a cultura popular, relembrando clássicos e convidando o público a reviver os grandes e tradicionais circos do passado.

Se você ainda não conhece o trabalho dessa divertidíssima trupe, se programe para participar. Mais informações acesse: www.facebook.com/DuNavo

TRUPE DUNAVÔ NO SESC CAMPINAS

Espetáculo Refugo Urbano

Dois mundos excêntricos, caos e ordem, ligados pela ação da transformação. Dois seres intrigantes e complexos. Claudius é organizado, comedido e cuidadoso. Pamplona é vibrante, emocional, e guarda consigo um universo único debaixo de seus sacos plásticos e papelões. Eles não se conhecem... ainda! Porém juntos, descobrirão o que há de mágico na trágica crueza das ruas. A Trupe DuNavô apresenta uma história de sentimentos, humanidade, sonhos, amor... e palhaços! 

Quando: 04 de agosto de 2019 - Domingo às 16h00

Ingressos: R$ 5,00 (usuário do SESC) / R$ 8,50 (meia-entrada) / R$ 17,00 (inteira)

* Ingressos à venda somente nas bilheterias das unidades. 

* Crianças com até 12 anos não pagam ingressos, sendo cobrados somente dos acompanhantes. 

Duração: 50 minutos.

Classificação: A partir de 4 anos

Espetáculo É mesmo uma Palhaçada

Um grupo de palhaços vindos de uma turnê internacional chega para se apresentar, mas ao se deparar com o cenário de outro grupo, percebe que está no lugar errado!

Os palhaços passam a vasculhar esse cenário desconhecido e a “improvisar” cenas com os diferentes objetos encontrados, para entreter o público ansioso pelo espetáculo. Passeando por ilusionismo, mágica, dança e demais variedades circenses, eles se revezam apresentando cenas clássicas e autorais, arrancando boas gargalhadas! E convidam o público para um verdadeiro resgate da memória do circo, valorizando a cultura e proporcionando uma vivência no ambiente circense, que não deve ser esquecida. 

Quando: 17 de agosto de 2019 - Sábado às 14h00

Entrada Gratuita

Duração: 50 minutos

Classificação: Livre

Onde: SESI Campinas - Endereço: Rua Dom José I, 270/333 - Bonfim, Campinas - SP, 13070-741

Telefone: (19) 3737-1500

Conteúdo produzido por Luciana Gandelini