quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Alquimia Reversa lança o som "Solipsismo" com beat do Mortão VMG


Diretamente de um dos berços do Rap Nacional, Ceilândia – DF, o grupo Alquimia Reversa, composto por Jefferson Alkimista, Israel Mox, André Amaral com participação do Mc Odini, chega à cena com seu primeiro single “Solipsismo“. Nascido nessa cidade que transpira Gangsta Rap, o projeto Alquimia Reversa, vem na pegada underground, misturando em suas rimas conceitos filosóficos, com suas vivências e obras literárias e recheando o som de críticas em metáforas. Com beat do Mortão VMG, gravação no Templo Records, esse primeiro trabalho aborda uma concepção filosófica não tão conhecida: o Solipsismo. A música foi escrita por Jefferson Alkimista e Mc Odini que também faz parte do grupo Natural Flow. Solipsismo possui dois significados. Na primeira, como possibilidade filosófica é uma doutrina segundo a qual só existem, efetivamente, o eu e suas sensações, sendo os outros entes (seres humanos e objetos), como partícipes da única mente pensante, meras impressões sem existência própria. Sua criação é atribuída por Max Stirner como uma reação contra Hegel e sua acentuação do universal; o Solipsismo somente tem por certo, inconteste, o ato de pensar e o próprio eu. Assim, tudo o mais pode ser contestado ou posto em dúvida. (Wikipédia). O outro significado resume-se unicamente à solidão do Ser. São sobre esses dois significados que os rappers vão trabalhando suas ideias, como se estivessem presos ao último fio de sanidade diante de tanta coisa no mundo, como se só a negação da existência de tudo o restante além do Eu Pensante, pudesse suprir a dor mundana.

Alkimista explica o significado do nome do grupo: 

“O escritor, poeta, compositor… É um alquimista. Ele pega as palavras e, em experiências muitas vezes não canônicas e heréticas, cria algo novo e mágico, as vezes até tenebroso. Um experimentalista que desconhece o alcance de seus poderes, mas lida com suas consequências. Por isso ao nomear o projeto escolhi logo de início “Alquimia”. A expressão “Reversa” entrou no nome quando percebi que o projeto não era uma alquimia comum. Não havia o objetivo de transformar chumbo em ouro. De encontrar o Elixir da Vida Eterna, como os alquimistas históricos sempre buscaram. Era o antônimo. Nós transformamos ouro em chumbo. Pegamos aquilo que reluz e seduz e mostramos as trevas que estão por trás. Pegamos os elementos de verdade e mostramos que são fundados sobre mentiras. Nosso elixir mostra que não vivemos. Somos profetas de um mundo ao contrário. Somo pintores de um mundo cinza. Somos uma Alquimia Reversa”. 

O rapper também fala um pouco sobre o objetivo do projeto: “Quero fazer algo que não é comum no Rap. Quero levar as riquezas literárias através da música. Por exemplo, já tenho letras prontas baseadas em livros como 1984 de George Orwell e Clube da Luta de Chuck Palahniuk. Uma pesquisa mostrou que 44% da população brasileira não lê e 30% nunca comprou um livro! Um absurdo alarmante! E se pensarmos, entre essa porcentagem temos muitas pessoas que escutam Rap, portanto, posso de certa forma levar essa riqueza pra eles. Fazer também com que aquele moleque que tem dificuldade de interpretar um enunciado de prova, por exemplo, possa quebrar cabeça para interpretar minha letra. É uma forma de fomentar o raciocínio. É nossa tentativa de contribuir com a riqueza intelectual do país, claro que sem prepotência, pois conhecemos nossas limitações. Na música falo que sou “Agricultor de dúvidas”, por que acima de tudo, não venho trazer respostas venho para fomentar questionamentos, pois foram das dúvidas que nasceram as grandezas da humanidade”.


Como podemos ver o grupo chega com uma proposta bem madura e original, portanto, convido-os a conhecer o trabalho. 

Contatos: Jefferson Nóbrega: (61) 991116458 | alquimiareversa@gmail.com 
Instagram: @alquimiareversa 
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top