sexta-feira, 26 de maio de 2017

A dupla Oshun lança o "Gods Cypher" (Codigo dos deuses), onde elas convidam jovens negros para rimar.


Em comemoração do Mês da História Negra, OSHUN convidou jovens negros a fazerem parte do Cypher oficial de "Deuses" na cidade de Nova York. 

read more...

O Mundo Gira (Roda de Samba) - Sandrox participação especial Georgia W. Alô


Alessandro Assunção, também conhecido como Sandrox, ganhou destaque no cenário musical do Distrito Federal como guitarrista e letrista da banda de Rap&Rock 10zer04, fundada na virada dos anos 2000 em Samambaia-DF.

Além de guitarrista, Sandrox dedica-se à atividade de beatmaker, e, em parceria com Castelo Beatz, administra a loja virtual de batidas e selo musical Beatz BR. Além disso Sandrox também é um dos organizadores do evento "A Hora do Beat", projeto brasiliense idealizado por Cleyton MC que busca celebrar o Rap tendo como referencial uma de suas expressões: o beat. 

Agora Sandrox assume o controle do microfone e parte para sua carreira solo como MC apresentando um outro lado da sua musicalidade, onde pretende misturar o rap com o samba, chorinho, rock, música eletrônica e a as várias manifestações da música regional brasileira.

Confira o seu single de estreia intitulado "O Mundo Gira (Roda de Samba)" que conta com a participação da cantora brasiliense Georgia W. Alo.


Disponível em todas as plataformas digitais.
Para baixar e conhecer mais músicas visite: www.sandrox.com.br
read more...

Mona Dya Kidi "Já Vais Tarde" | Terceiro Single de Ngala Ubheka


"Já Vais Tarde" é a terceira faixa disponibilizada pelo rapper Mona Dya Kidi, terceiro single do Albúm Ngala Ubheka que além do resgate cultural e resgate social é um manuel instruitivo a cidadania e comportamento  adotado a seres humanos  (melhor deixa-me enfatizar isso desta forma " SERES HUMANOS") que adotam condutas sabías e saudavel para o bom convivio em sociedade.
read more...

30 anos de carreira dos Racionais MC's ganham exposição inédita durante o RBMA Festival


Atração do Red Bull Music Academy Festival São Paulo, mostra em cartaz a partir do dia 2 de junho traz registros, vídeos e objetos do grupo de rap mais influente do Brasil

Crédito: Klaus Mitteldorf
São Paulo, maio de 2017 - Prestes a completar três décadas, o grupo paulistano de rap Racionais MC's é tema de uma exposição inédita sobre sua carreira no Red Bull Station. Aberta ao público a partir de 2 de junho, a mostra Racionais MC's: 3 Décadas de História em Exposição” faz parte do Red Bull Music Academy Festival São Paulo, que promoverá conversas, exposições e shows com mais de 50 artistas.
Espalhada pelas galerias Principal e Transitória do icônico prédio do Red Bull Station, no centro da capital, estará um pouco da história da vida profissional e pessoal do quarteto formado por Mano Brown, Edi Rock, Ice Blue e KL Jay, que a partir de 1988 passou a se chamar Racionais MC's e, ao longo desse tempo, tornou-se o grupo de rap mais prestigiado do país.
O acervo, garimpado durante meses pelo curador Fernando Velázquez, conta com material nunca antes divulgado pelos músicos. Além de fotos, vídeos e clipes originais e inéditos, há elementos cenográficos usados nos shows e peças como uma tábua na qual Mano Brown escreve nos últimos 20 anos assuntos pessoais e passagens sobre a banda.
Outro destaque é o primeiro mixer de KL Jay, uma tradicional MPC. Os fãs também poderão ouvir os samples utilizados pelos Racionais nas versões originais e modificadas por meio de tablets e conferir uma linha do tempo com marcos da trajetória do grupo. Neste acervo, há baterias eletrônicas de Edi Rock totalmente intactas, toca-discos, telas e objetos presenteados ao grupo por fãs, roupas e prêmios por venda de discos, entre outros elementos. Mais de 100 imagens, muitas delas inéditas, do fotógrafo Klaus Mitteldorf, que acompanha a banda há mais de 20 anos, também estarão em exibição.            
Segundo Velázquez, o momento é perfeito para celebrar a carreira dos Racionais. "Além das três décadas de vida, comemoramos também os 20 anos do lançamento de Sobrevivendo no Inferno, disco emblemático que reconfigurou o cenário do rap nacional. A exposição propõe revisitar a trajetória dos Racionais MC's a partir da compilação de relatos e informações pouco conhecidas e vem destacar a relevância histórica e cultural da banda, cuja caminhada está diretamente relacionada à cidade de São Paulo", diz o curador.
Os Racionais MCs fazem um show no Red Bull Music Academy no dia 6 de junho, no Audio Club. Os integrantes da banda ainda participam de conversas e apresentações no Red Bull Station um dia antes. Mais informações: sp.redbullmusicacademy.com
Serviço Completo:
Racionais MC's: 3 Décadas de História em Exposição”Quando: 2 a 10 de junho. Terça a sexta, das 11h às 20h. Sábados, das 11h às 19h.Local: Red Bull Station - Praça da Bandeira, 137, Centro, São Paulo, SPAcesso a deficientes / Cafeteria / Wi-FiEntrada gratuita
read more...

O grupo baiano Maus Elementos lança o webclipe "Quer Saber"




Sobre o grupo:

A Fraternidade Maus Elementos é um grupo de rap soteropolitano que circula no cenário desde 2012 quando iniciou suas atividades com o lançamento do single "Na Função". Composto atualmente pelos mc's Diego 157, Lukas Kintê, Mário M.U e Tiago Negão, o grupo mescla a oralidade do tradicional rap com elementos contemporâneos que vão do samba às fortes raízes da negritude, passeando por jazz sampleados e a essência do original funk/soul.
Entre os eventos que o grupo já participou podemos destacar a "Rinha dos Mc's - Edição 071", "Rap Sem Fronteiras"- quando abriram o show de lançamento do disco "A Fantásica Fábrica de Cadáver" de Eduardo (Ex Facção Central), Festival Mixtape, +Rap +Vida, além de atividades na Penitenciária Lemos de Brito em programação que incluiu o rapper paulistano Dexter.
A discografia é composta pelos singles "Na Função" (2012) e "C.L.A.N" (2014), além da aclamada mixtape "Eles Não Vão Perdoar" (2015) e o single "Ilícito" (2016). No campo audiovisual os registros são os videoclipes de "F.E.R.A" (2015) e do Cypher "Flowda-se Vol. I" (2016).
Pra 2017 os Maus Elementos preparam uma série de singles e videoclipes denominada "Projeto Viral" que nasce para apresentar ao público a nova faceta da fraternidade com mais acidez, flow, contundência, boêmia e sonhos nas linhas viris de cada integrante.
Quer saber? Solta os montros!
read more...

Artista refaz as capas famosas de álbuns contemporâneos.

Quando não está trabalhando para a NBA, o diretor de arte e designer gráfico Patso Dimitrov gosta de retrabalhar capas de álbuns contemporâneos para fazê-los parecer que são de outra época.
De Beyoncé e Rihanna para Kendrick Lamar e Kanye West, ele tem dado todos os seus álbuns um toque vintage. Mesmo que os vinis estão fazendo um grande retorno nos dias de hoje e muitos artistas estão lançando edições de colecionador, alguns realmente ter ido para um projeto retro.
Views , Drake. 
É assim que  Patso Dimitrov  entra. Mais conhecido sob o nome de  Instagram , @pvtso , Dimitrov reutiliza capas famosas de álbuns para fazê-las parecer vintage, geralmente visando um visual que vai dos anos 60 aos anos 80.
Ele tem todos os detalhes para baixo, da tipografia para o layout, design e esquema de cores. Ele até chega a acrescentar a impressão do disco no cartão, envelhecendo a imagem com simulações de poeira e desgaste para torná-lo mais realista.
Em uma entrevista com a  revista Crack ,  ele explica como ele começou:
"A idéia veio a mim muito organicamente, coletando discos de vinil e eu sou um grande fã de música em geral (não apenas hip-hop).
Obviamente eu tenho feito trabalhos alternativos há algum tempo e sempre gostei de colocar minhas coisas, mas nos últimos meses estive no espaço criativo de ouvir muitos funk e jazz dos anos 70 e 80s, e tentando pôr um layout mais moderno, mais pessoal, aos visuais dessa época.
Então, quando eu combinei isso com o meu carinho pelas capas de discos, tive esse resultado final. Uma inspiração direta seria The Freewheelin 'Bob Dylan álbum de Bob Dylan e Black Moses por Isaac Hayes."

Limonade , Beyoncé.
Coloring book , Chance The Rapper.
The Life of Pablo, Kanye West.
Atrocity Exhibition, Danny Brown
4 Your Eyez Only, J. Cole.

Damn, Kendrick Lamar.

Blank Face LP, Schoolboy Q

Anti, Rihanna
Birds in the Trap Sing McKnight, Travis Scott

Z, Sza


read more...

Netflix cancela a série The Get Down!

A Netflix optou por não fazer uma segunda temporada de The Get Down, ambicioso drama musical assinado por Baz Luhrmann.



A série musical da Netflix em parceria com a Sony, The get down, foi cancelada ainda na primeira temporada. A única leva de episódios da produção foi dividida em duas partes, lançadas em junho de 2016 e em abril deste ano, e mostrou a ascensão de músicos do rap, hip hop e punk em uma Nova York falida na década de 1970. Quem anunciou o fim da série foi o diretor e roteirista Baz Luhrmann. No texto, ele afirma ter se dedicado integralmente durante dois anos ao projeto e admitiu que iria se voltar para sua carreira cinematográfica.



''Essa exclusividade se tornou, compreensivelmente, um obstáculo para a continuidade da série para Netflix e Sony, que foram tremendos parceiros e apoiadores. Me mata saber que eu não posso me dividir em dois e ficar disponível para ambas produções. Eu me sinto profundamente conectado a todos que trabalharam e colaboraram nessa experiência memorável'', escreveu. 


E acrescentou: ''Tudo foi desenvolvido visando ao futuro... Até um show num palco (você imagina? Eu imagino. E versão acústica, alguém? No próximo verão? Pensando alto...) Mas a verdade pura e simples é: eu faço filmes. E a questão quando você trabalha com cinema é: quando você é diretor, não pode haver mais nada em sua vida. Desde que The get down parou, eu tenho, na verdade, passado os últimos meses preparando o meu novo trabalho cinematográfico''.

Confira o texto na íntegra no facebook do roteirista:

          
A série acompanhava jovens do Bronx que descobrem o hip-hop como uma forma de se expressar. O elenco conta com Jaden SmithJustice SmithShameik Moore, Giancarlo EspositoSkylan BrooksTremaine Brown Jr.Yahya Abdul-Mateen e Mamoudou Athie.
read more...

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Rincon Sapiência disponibiliza o album "Galanga Livre" no Youtube


Galanga livre é o nome do álbum e nesse projeto, Rincon Sapiência fala do empoderamento da comunidade preta brasileira. E para contar a história, ele usa como base a saga de liberdade do escravo Galanga, personagem de um conto fictício criado por Danilo Albert Ambrósio.
Aprimorando a originalidade de suas composições, já marcadas por influências das músicas africana, eletrônica e jamaicana, no novo disco ele revela maturidade poética e musical em 11 faixas e mais duas bônus tracks. A notória negritude que distingue o trabalho de estreia do Mc paulistano se faz sentir nos ritmos, que vão desde a capoeira até o blues, passando pelo coco e pela tropicália, até o afrobeat, permeadas pela sua veia rock and roll característica. Atestando o seu talento como produtor, as músicas foram todas produzidas pelo próprio rapper, com exceção de “Amores às Escuras” (Gambia Beats).




Ouça via Spotify: AQUI

FICHA TÉCNICA DO ÁLBUM GALANGA LIVRE
Produção Musical: Rincon Sapiência / Mixagem, Direção e Coprodução Musical: William Magalhães / Masterização: Arthur Joly (Reco-Master) / Produção Executiva: Mariana Bergel / Produção Fonográfica: Rincon Sapiência e Boia Fria Produções / Selo: Boia Fria Produções / Fotografia: Renato Stockler / Assistente de Fotografia: PC Siqueira / Figurino: Frou Frou Brechó / Figurinista: Hanna Saboia / Beleza: Esthé Luz / Arte Gráfica: Savia Design & Branding

+ RINCON SAPIÊNCIA
read more...

Mel Duarte representa literatura brasileira em festival de Angola


Poeta participa de sarau e bate-papo sobre literatura lusófona em país africano


Representando a literatura brasileira contemporânea, a poeta Mel Duarte, de 28 anos, se apresenta entre os dias 26 e 28 de maio em Luanda, em Angola, no Festival de Literatura Luso-Afro-Brasileira  (Festilab Taag), promovido pelo Centro Cultural Brasil-Angola que ocorre na capital do país com entrada gratuita.

O festival celebra a literatura lusófona e a poesia feita em língua portuguesa em diferentes países. Durante o evento, Mel Duarte participa, no dia 26 de maio, ás 19h30, de um sarau literário ao lado dos poetas Alice Sant’Anna, Antonio Carlos Secchin, José Luís Mendonça,  Paulo José Miranda e Thomaz Ramalho. O cerimonial fica por conta de Etelvina “Ngonguita” Diogo.

Em seguida há a abertura da Feira do Livro, com performance da atriz angolana Renata Torres e texto da brasileira Carolina Maria de Jesus, a primeira moradora de uma favela a publicar um livro e ainda inspiração para gerações de autores, tais como Mel Duarte. 


Já no dia 28 de maio, às 14h, Mel Duarte participa da mesa “M de mulher: letras e gênero na literatura contemporânea em língua portuguesa”, com a também brasileira Alice Sant´Anna e a angolana Brigitte Caferro. A mediação será de Áurea Mouzinho.
“Estou muito feliz com o convite e com a oportunidade de levar meu trabalho para outro continente, mas em um evento e país onde também falam português. Acho fundamental estreitarmos os laços lusófonos e nos conhecermos. Quero aproveitar ao máximo essa chance e também apresentar nossa poesia negra feminina e brasileira a eles”, disse Mel Duarte. 

Sobre Mel Duarte
Mel Duarte tem 28 anos, é poeta, slammer e produtora cultural formada em comunicação social- RTV. Atua com literatura marginal/periférica e independente desde 2006 na cidade de São Paulo (Brasil) onde nasceu e vive.  Faz parte do coletivo “Poetas Ambulantes” e é uma das organizadoras da batalha de poesias voltada para o gênero feminino “Slam das Minas- SP”. Em 2016 Mel foi destaque no sarau de abertura da FLIP (Feira Literária Internacional de Paraty) e foi a primeira mulher a vencer o Rio Poetry Slam (campeonato internacional de poesia) que acontece dentro da FLUPP (Feira Literária das Periferias) no Rio de Janeiro.Possui 2 livros publicados de forma independente “Fragmentos Dispersos” 2013 e “Negra Nua Crua” 2016 publicado pela editora Ijumaa.​ Neste ano lançou o audiolivro do “Negra Nua Crua” em parceria com a editora Tocalivros. 

Serviço  - Mais informações sobre o festival literário podem ser obtidas no  link bit.ly/MelemLuanda
read more...

B-Zero chega com um TRAP pesadão no clipe "Eu Voltei"


O integrante da Sixface Mafia, grupo primórdio no gênero Trap, B-Zero acaba de voltar com o clipe da musica "Eu Voltei".
Com direção da NRMG (New Rec Music Group), B-Zero relata seu retorno para o cenário e representando o Trap.


Direção : @luizinhonrmg 

Artista : B-ZERO 
Musica : Eu Voltei 
Selo : SIXFACEMAFIA 



Links : 



read more...

RAPensantes apresenta : Cypher "Xapakenti" com part. de Mano FB I Bella Z I Neto kush I Lady Laay I Mc Xina


RAPensantes é um projeto de artes visuais, focada em Cyphers, entrevistas, versos livres e documentários sobre a cultura Hip-Hop do Nordeste.
O pessoal do RAPensantes vem reunindo Mcs de peso da cena nordestina e trazendo alguns conteúdos, o desta vez é o Cypher "Xapakenti"(que é o 2º, ouça aqui o 1º). 
O Cypher Xapakenti tem participação de Mano FB I Bella Z I Neto kush I Lady Laay I Mc Xina.

Confira.


Ficha técnica:
Música: Xapakenti
Mc's: Mano FB I Bella Z I Neto kush I Lady Laay I Mc Xina
Captação/Mix/Master: Tuner Produções
Beats: NL Beats / Bobby Aüs
Filmagem: RAPensantes / Liohm Audiovisual
.
.
.
Produção:
.
RAPensantes
rapensantes@gmail.com
(81) 98427.1931
(81) 98883.1249
.
Liohm Audiovisual
(81) 98427.1931
(81) 98883.1249
.
.
.
Mc's:
.
Firma Brasileira
.
Bella Z
.
Neto kush
.
Lady Laay
.
MC Xina
.
.
.
Beats:
.
NL Beats
.
Bobby Aüs
.
.
.
Captação/Mix/Master:
.
Tuner Produções
.
.
.
Letra:
read more...
 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top