sexta-feira, 30 de janeiro de 2015



Suge Knight , co-fundador e ex-CEO da Death Row Records, foi preso e acusado de homicídio no início desta manhã (30 de janeiro) após um atropelamento que resultou na morte da vítima. Ontem, em Compton, Suge Knight esta numa ação comercial de um filme, que estava o Ice Cube e Dr. Dre , então pediu para sair com segurança, mas em vez disso começou a lutar com dois homens.

Após a briga, relatos de testemunhas dizem que Suge voltou para o carro, colocar o veículo em sentido inverso e atropelou três homens, um dos quais sofreram ferimentos fatais. Depois de atropelar o homem duas vezes, Suge fugiu do local do crime. No início desta manhã, Suge se entregou para ser interrogado, ele foi formalmente preso e acusado de assassinato , com a fiança estipulada em $ 2 milhões .


O grupo Bone Thugs N Harmony, planejou uma turnê comemorativa de 20 anos do grupo, e para sorte dos brasileiros o grupo vai fazer 4 shows no Brasil, 2 em São Paulo, 1 em Porto Alegre e termina fazendo 1 show no Rio de Janeiro.
Lembrando que por problemas jurídicos o grupo não pode vir no ano passado, mas este ano se tudo der certo o grupo promete vir com sua formação original.

Confira os lugares dos Shows.



No DVD Dub Central, a banda 2Dub reuniu renomados artistas do DF entre eles Rapper Japão (Viela 17) para regravarem uma música conhecida de seu repertório em versões Dub/Ragga. Em 3 dias de filmagem, o espaço virou uma legítima pista para a banda e seus 11 convidados, participações de grandes artistas: Ellen Oléria, Dillo Daraújo, Frango (Galinha Preta), Digão (Raimundos), Bruno Dourado e Izabella Rocha (In Natura), Renato Matos, Jacob Bruno (Levitas Reggae), Natinho Dente de Ouro, Pablo Fagundes e Leo Campos.
“Participar de um projeto desse porte e com parceiros/amigos da música foi de imensa satisfação...não foi um trabalho, foi um lazer” diz Rapper Japão.
 A música escolhida Assim será (Vamo lá pro baile) foi lançada no CD O Alheio chora seu dono (2005) e em sua versão original conta com a participação de Helião (RZO).

Japão - Assim Será (Vamo lá pro baile)


 

DVD Completo




  O projeto T.O.R.R.E do interior de sp é a junção de 4 mcs de São Carlos e 1 beat onde cada mc rima sua ideia. E este é só o primeiro,logo mais vem outros..
#1beat4ideias.. 





MC'S: Sara Donato, Gaiva, Vinicius RR, Thiago SK

Direção, Fotografia e Edição : Izabela Cardozo
Produção de set : Tayenne Andressa
Captação : Mato Experimental 
Mixagem e Masterização : Correra Records
Beatmaker : Thiago SK
Agradecimentos : Whey-fi



Letra :



Ah, foi tomado de assalto nem percebeu. 
Onde se esconde sua paz ? Quem pergunta nem sou eu
Consciência pesada, um fardo pra carregar
Mais de 16 toneladas tem que se esforçar pra virar



Se esquivar, sai zika sai pra lá. 
Tô imune as maldades que rodeia. 
Me cercaram e pastoreiam, mais não vou ser mais uma ovelha
Pastando e pensando com a mente alheia. 



Das colheitas nois Aproveita as coisas boas. 
Dona Gi e Dina Di são minhas raízes em pessoas. 



Me inspiraram e motivaram eu dei o melhor de mim. 
E que se passe mais alguns a os vai continuar igual sendo assim



Olhe no Horizonte longe onde vai
Ontem era tão longe hoje nem tão longe demais
No mais tardar dado tempo e lugar
Mesmo que tenha que andar bem mais pra chegar la
Adiante então nem tão distante
Sem condição travado na travessia da ponte
Desatinado por um lugar demasiado longe
Não dorme Não sonha sobrevive o Hoje
Virado de ontem da rosa só o espinho
Aflito se apressa e erra o caminho
Não tome atalho nem desvio desvie do lado sombrio
Para que não venha peranbular noites a fio
O destino é um desafio sou eu quem defino
Filho do filho do peregrino nordestino
Criado Pra ser livre em todos os sentidos 
Indo e vindo ajudar ou ignorar o caido...



Seres caminham cegos ao vácuo nulo
Eu to na ponta do pico 
Mas eu não pulo
Num instante, avante
Ao processo tecnologico 
Deserto é o ser vago
Do coração inóspito
Ligeiro passo sob o solo de Alá
Ligeiro disfarço rastro pra filho da puta não me achar
Entocado no meu próprio mantra musical
Dando murro em ponta de faca
Caminhando sob o sal
Mas antes que cada um faça : Pense
O desespero tem consequência 
A dona morte vem de presente
Cuidado ao ego inflado
Ou será como tal do espírito opaco
Imagina pra si só e torna
O real em imaginário
Limpe-se irmão, beba do cálice sob o calvário



Quando não escuto o canto, vejo o arco Iris preto e branco
E desse jeito em um canto vou ficar, 
Até que um pássaro cante, e me lembro o sentido da vida
Como será se de manhã ele não cantar



Cada cabeça um mundo, e sua cabeça da sentido a letra
Pois se for o mundo, o mundo é sem sentido
Quantas vezes cai, levantei e cai de novo
Para aprender que estamos em um estado evolutivo



Já tomei tapa na cara, e abaixei a cabeça
Minha missão nesse mundo não é as treta aumenta
Uns vão falar que é covarde, pura covardia
Eu digo é uma maneira de meu mundo melhorar
Sei o que é seu, e o que é nosso tentam tomar
Mas também sei que tudo passa e volta a seu lugar
O que penso não é a verdade absoluta
Mas tento respeitar, todas as formas de pensar para que o mundo tenha cores vivas

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015



Ele é o cara! Vencedor de três Grammys, uma das cabeças do SuperHeavy e filho do lendário Bob MarleyDamian Marley traz os sons da Jamaica para oBack2Black 2015! A fusão do reggae, R&B e hip-hop sobe ao Palco Rio, na Cidade Das Artes, no dia 20 de março. Tá pronto pra curtir esse show? Adquira seu convite no Ingresso Rápidohttp://bit.ly/1y3zdkJ


BASEADO EM UMA EXTRAORDINÁRIA E INSPIRADORA HISTÓRIA REAL DO SÉCULO XIX

Durante toda sua vida, Mary Bowser havia sido escrava da poderosa família Van Lew em Richmond, Virgínia, até que a voluntariosa Srta. Bet, filha dos Van Lew, decide mandá-la para a Filadélfia para estudar. A vida no Norte traz para Mary novas amizades e a conduz ao coração do movimento abolicionista. Com o país na iminência da Guerra Civil, ela desafia as leis da Virgínia voltando para Richmond para cuidar do pai doente — e lutar pela emancipação. Fingindo ser uma escrava na Casa Branca para espionar o presidente Jefferson Davis, Mary engana até mesmo aqueles mais próximos para ajudar o comando da União.
Baseado em fatos reais e escrito com muito vigor, Os segredos de Mary Bowser é uma emocionante história de injustiça e coragem, amizade e guerra, e de uma incrível mulher capaz de sacrificar tudo para transformar seu país em um lugar melhor.


Pois é... Como tal, e para abrir o ano de 2015, trago desta vez o primeiro trabalho oficial da produtora independente Ur-Yó Produções para este ano. Trata-se da track promocional de Mac D. O Murmur-Yó intitulada "Tah Good", contando com a participação de Saggaz, uma referência obrigatória na história do Rap Benguelense. A mesma track foi extraída da mixtape"Agora Que Vim", com o lançamento agendado para muito breve.  Depois de ter realizado uma tour nacional e diversos shows no ano passado e alguns lançamentos de outros artistas da produtora, abrimos assim a temporada de Mac D. O Murmur-Yó que vai culminar com o lançamento da sua mixtape, seus respectivos videos e shows correspondentes.

Confira a track promocional no link abaixo:

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015



A maioria conhece o Ronald Rios conhece ele da MTV e claro por ser reporter do CQC, mas o que muito não sabem é que ele manja de rap, mas o que eu fiquei surpreso foi com o discurso dele, sobre a questão da apropriação cultural no rap, dele saber do privilegio branco que existe fortemente influencia pelo sistema.
Uma curiosidade o Ronald ja disse que ainda vai lançar um cd de rap.




Filipe Cavaleiro de Macedo da Silva Faria, o Filipe Ret, é um fenômeno da internet. Sua arte é exposta diariamente para milhares de seguidores nas redes sociais, e esse foi o maior combustível para o rapper e compositor carioca apostar na música como profissão. Em 2014, aos 29 anos, foi um dos maiores nomes da nova escola do rap no Brasil.

Ret se destaca por sua levada sedutora, letras filosóficas e agressivas. Com influências de toda a diversidade da música brasileira, se inspirou na MPB que os pais ouviam, no funk e no pagode das ruas do Catete, bairro onde passou a infância no Rio de Janeiro.

O flow cheio de suíngue é a grande característica de “Invicto”, primeiro lançamento do artista pelo selo BUUUM, dirigido por Zegon. A produção é assinada por Duani Martins - multi-instrumentista de mão cheia, responsável por boas pérolas na nova MPB e pelo balanço da faixa - e Mão Lee, o beatmaker parceiro dos trabalhos anteriores de Ret. A mixagem fica por conta de Mário Caldato, parceiro de produção de Zegon em vários discos clássicos.

Se as músicas de Filipe Ret criam seguidores quase que religiosos, está aí mais uma track poderosa, autobiográfica, que transcende o rap e vai rodar nos bailes black de todo o Brasil.

BIO

Formado em jornalismo, por muitos anos teve de conciliar a música com o escritório, mas essa relação ficava cada vez mais desgastada. Na web, alternava a publicação de pensamentos em seu blog, Máximas Retianas, com o lançamento de alguns singles, enquanto se apresentava de graça nas ruas da Lapa, bairro boêmio carioca, e participava das tradicionais batalhas de MCs.

Optar entre a comunicação e a música foi o divisor de águas para a carreira desse notável artista. Durante uma das apresentações na Lapa, o amigo e também rapper Daniel Shadow o aconselhou a ficar apenas com os palcos. Sua desenvoltura e talento chamavam muito a atenção do público, e o conselho do amigo foi processado por alguns dias até que ele decidiu dar vida longa ao Filipe Ret.

“A opinião do Shadow sempre teve um peso muito grande pra mim”, relembra Ret. “Ouvir dele que eu nasci pra fazer isso me balançou muito. Eu já não estava indo tão bem no meu emprego na área da publicidade e ganhava o mesmo num mês que numa apresentação. Fazer as coisas do meu jeito, com as minhas regras, é bem sedutor. Me atirei de cabeça no meu sonho.” 

Apesar dos singles correrem pelo Brasil na internet, Ret se juntou ao beatmakerHenrique “Mãolee” e lançou o projeto DJ + MC intitulado Numa Margem Distante, em 2009. Ao final de 2012, após alguns meses de trabalho em estúdio e muita determinação para levar suas composições para todos os cantos do país, Filipe Ret lançou seu primeiro disco, VIVAZ. O álbum tem 10 composições de sua autoria. Seis dos 10 beats instrumentais são de Mãolee, com influências de jazz, blues e rap underground. A mixagem é do Shadow, que também faz um instrumental e canta em duas faixas.

Com quase sete milhões de visualizações na internet, o primeiro trabalho audiovisual, “Neurótico de Guerra”, é um grande exemplo da proporção que a obra desse carioca está tomando. 
Já o trabalho mais recente, “D.U.T.U.M.O.B.”, com produção e direção diferenciadas, em menos de 24h já tinha sido acessado por mais de 160 mil pessoas e hoje conta com 1 milhão e meio de views. A fotografia está impecável e a direção geral é de Evandro Lima, resultando em um excelente vídeo.

Em 2015, o rapper firma parceria com ninguém menos que Zegon.
“O Ret é uma das grandes apostas do Buuum”, diz Zegon, diretor e produtor do selo. “Ele é autêntico, tem atitude, flow com melodia e não segue modismos.”

Filipe Ret é um artista que faz parte do selo BUUUM, do projeto Skol Music.


O Pagode da 27 foi fundado no dia 26 de Agosto de 2005 no bairro do Grajaú-SP sem grandes pretensões, a partir de um grupo de amigos formado por amantes do samba autêntico, com objetivo de preservar as raízes do samba, revelar novos talentos, abrindo espaço para novos músicos, cantores e compositores.
Com tempo houve a percepção da responsabilidade com o público, e da oportunidade de contribuir socialmente com a comunidade do nosso bairro tão descriminado e carente de assistência social e cultural, e dentro deste espírito de amor ao samba, cidadania e solidariedade nasceu o Projeto Sócio-cultural Pagode da 27, as cores oficiais são vermelho e branco. 
A rua "27" como é chamada até hoje, era na época uma das mais violentas ruas da zona sul de SP. Um ano depois da fundação, foi conquistada autorização para fechar a rua nos dias de pagode, em seguida foi criada uma sede, onde ocorrem hoje aulas de iniciação musical para as crianças do bairro e arrecadação de mantimentos e agasalhos.
Hoje o Pagode da 27 conta com 10 músicos, cerca de 20 compositores, e uma imensa comunidade que o ama. O Samba acontece aos domingos durante o ano todo.

Conheça --> www.pagodeda27.com

terça-feira, 27 de janeiro de 2015




Em parceria com a A.R.M.A.D.U.R.A. decidimos relançar algumas músicas do disco "15 de RAP, 30 de VIDA".

As músicas estão divididas no estilo clássico de "LADO A" e "LADO B".
Remasterizamos as músicas em 432Hz; deixando um pouco mais grave e cadenciado o som. Além de nos aproximar da harmonia do universo e expandir um pouco mais nossa consciência. 



Sobre os 432hz:
A história é bastante antiga e ao que tudo indica se inicia na Suméria, por volta de 5500 a 4000 a.c., quando os sumérios afinavam seus instrumentos em Lá na frequência de 432Hz, ou seja, esta nota vibrava 432 vezes por segundo. De acordo com cientistas, tocar e ouvir música em 432 Hz aumenta a capacidade de seu cérebro, faz seu corpo e o mundo orgânico ressoarem de forma natural, preenche seu interior com a sensação de paz, bem-estar com o mundo, liberando bloqueios emocionais, e expandindo a consciência.
Mas não é esta a frequência que utilizamos atualmente na indústria fonográfica, mas sim 440 Hz. Segundo estudos; esta frequência é capaz de estimular uma desordem interior ao ponto de deixar a pessoa incomodada. 
Existem diversos estudos e o assunto vai muito além. Recomendamos, para quem se interessou, que busque mais informações para chegar em uma conclusão pessoal. 



Desejamos a todos uma boa viajem sonora.