sexta-feira, 30 de março de 2018


Quando você ouve a frase "está tudo bem", imediatamente entendemos como uma abreviação emocional. Na vida cotidiana, dependemos desses clichês superficiais (esperamos que tudo esteja bem, bom ouvir de você, etc.) para nos pouparmos do desdobramento psicológico que a verdade exige. Para isso, temos a arte. Para isso, Everything's Fine, de Jean Grae e Quelle Chris, uma odisseia irregular e amarga que brilhantemente fala desse espantoso e distinto zeitgeist.

Lançado pela Mello Music Group, este álbum substitui esse clichê reflexivo por tangentes honestas e eloquentes. É específico e sutil em sua execução, alcançando o equilíbrio entre desvios sem sentido para cheirar as flores e o reconhecimento frenético de que há um inferno lá fora.

VIDEO:


É raro encontrar um registro em que dois rappers são tão interligados. Sim, isso é parcialmente um subproduto do trabalho em equipe que acontece em qualquer relacionamento normal em que você acorda, dorme e sonha em conjunto. Mas o álbum também traz as marcas de dois singulares gênios criativos trocando barras, colaborando em batidas e combinando diversão com terapia interna e observações externas. Apresenta aparições indeléveis da Dinamarca Vessey, vencedor do Grammy Anna Wise, Seu Velho Droog e Big Tone, assim como os quadrinhos Ashok “Dap” Kondabolu, John Hodgman, Michael Che, Nick Offerman e Hannibal Burress.

Na era do streaming, tendemos a ignorar naturalmente os álbuns que exigem várias audições. Este é um disco que vai te pegar na primeira audição, mas a grandeza só se revela através de sua construção cuidadosa, jogo de palavras e alusões esotéricas. É espontâneo e gratuito, mas refinado e meticuloso. Mesmo que tudo seja abjeto, é um lembrete de que a música pode transcender.


Ouça:



O cantor, compositor e produtor musical canadense The Weeknd pegou os fãs de surpresa com o lançamento do mini-álbum “My Dear Melancholy”. Sem fazer nenhum anúncio, o artista acaba de disponibilizar seis novas canções nas plataformas de streams.

As faixas “Call Out My Name” e “Try Me” foram lançadas acompanhadas de vídeos verticais. Confira as outras faixas que compõem o novo trabalho do cantor: 1- “Call Out My Name” / 2- “Try Me” / 3- “Wasted Times” / 4- “I Was Never There” / 5- “Hurt You” / 6- “Privilege”. A música “Call Out My Name” é a escolhida como primeira faixa a ser trabalhada como single do novo álbum.



Abel Makkonen Tesfaye ou The Weeknd, como é mais conhecido, não para de lançar novos trabalhos. Apenas um mês atrás, ele lançou a faixa “Pray For Me” (https://umusicbrazil.lnk.to/PrayForMe ), com a participação do vencedor do Grammy® Kendrick Lamar. A canção faz parte da trilha sonora oficial do filme Pantera Negra, o álbum físico “Black Panther: The Album”, com a trilha sonora do longa-metragem, principal inspiração de Kendrick Lamar e Anthony “Top Dawg” Tiffith, que assinam a produção e curadoria do álbum, que chegou recentemente as lojas de todo o brasil. Mas você pode ouvir e baixar, acessando: https://umusicbrazil.lnk.to/BlackPanther .

O último projeto do cantor, “Starboy”, foi lançado em novembro de 2016 e é o terceiro álbum de estúdio do artista.

Para mais informações, acesse: www.theweeknd.com.

quinta-feira, 29 de março de 2018


A paulista Lorenna, apresenta sua nova parceria com Dj Kurts, trazendo à tona o empoderamento negro, numa roupagem e sonoridade clássica, através do Jazz Funk e ainda alfinetando a estrutura racista, que começa diminuindo e ridicularizando características físicas inerentes aos negros, e entrando em questões e comportamentos ainda mais problemáticos.

A faixa intitulada "Meu Crespo", de sua autoria, contou com a produção do Dj Noh (Quebrada Groove) e tem seu videoclipe ambientado num salão de cabeleireiro especializado em cabelo afro. Além da participação especial do rapper Pepeu (Nomes de Meninas). Quem assina a direção e produção do vídeo é Hilberto Dias Jr e Carlos Mariano, da Hilberexperiences Filmes, produtora independente localizada na zona sul de São Paulo.

Assista:

Mais um single da dupla mais phonk do momento! Com uma batida 100% pesada feita pelo gênio cobeinGODDAM destila rimas certeiras sobre lealdade e desafetos. Esse trabalho é um aquecimento pro EP colaborativo entre os manos que chegará em breve devidamente brutal.


Soundcloud:


Redes Sociais:

Laston Kanda, artista membro da produtora “Magic Music” ira disponibiliza  o seu mais recente trabalho, que antecede o Álbum, trabalho este que contará com 13 faixas musicais inéditas.
Depois de ter lançado o E.P Hipertermia que teve uma boa recepção pelo público, Laston Kanda pretende lançar mais uma mixtape antes do álbum de originais, o primeiro da sua carreira. Trata-se de “ AS ONDAS DO EXODUS”. Este e um trabalho em que Laston mostra que alcançar o sucesso não e impossível quando se trabalha com força de vontade “e por mais obstáculos ou barreiras que nos possamos encontrar não devemos parar por isso”. Vários temas compõem a obra como, “já não rezo por mim”  música em que o artista diz já não rezar para ele, que o tempo que tem é para reza para os menbros da sua família porque, para o mesmo a família é a riqueza que todo homem tem.
Este trabalho tem a participação de algumas menbros da produtora em que pertence (Magic Music) como Neip que participou na música “culpado” e “Jork Lopes”  na música “Santo”. A mixtape foi gravada e masterizada pela Magic Music.

DOWNLOAD // MEDIAFIRE


"Nesta Terça-Feira, dia 27/03, NIIX dá início à sua carreira solo com seu single intitulado "Vida Longa".

A música relata o desabafo de uma fase vivenciada pela mesma. É o marco final de um ciclo ruim e o início de outro com mais evolução. NIIX busca com esse single pôr um ponto final no passado e buscar um futuro promissor. 

O produtor musical Bama fez toda a produção da faixa, desde o beat e captação de voz até o Mix/Master.  
O videoclipe foi dirigido e desenvolvido pela equipe La Praga, de Capão da Canoa, litoral gaúcho."


Assista:




"Na Paz, Na Guerra", o primeiro video-clipe de 2018 do Felsefi com a participação especial de Felipe da VZ, O som é construído em cima de um Boom Bap sob produção do beatmaker Scooby.

O clipe é uma produção da Breeze Co. com direção e edição de Vinicius Fernandes. link do clipe 


Redes sociais:

Felsefi 

Felipe da VZ Facebook https://www.facebook.com/felipedavz/ 

quarta-feira, 28 de março de 2018



Atitude Feminina e o Provérbio X, ambos de Brasilia, no dia 8 de março, lançaram o clipe da música "Sobreviver Primeiro".

Assista:


Ficha técnica:

Produção Executiva: Atitude Fonográfica
Produção Fonográfica: GRV
Direção: Leandro G. Moura
Produção Musical: DJ Raffa Edição: DJ Raffa
Direção de Fotografia: Jean Luiz
Correção de Cor: Leandro G Moura Roteiro: DJ Raffa
Assist. Elétrica: Allyson Nunes
Direção de Arte: Fred Magalhães (Patubaté) Maquinista: Messias Filho Drone: Wty
Illuminati Filmes
Still: Nathália Millen Apoio:
Aicon Ações Cinematográfica





Há muito tempo Karol Conka queria gravar "Cabeça de Nêgo", do rapper Sabotage, uma referência para ela e para muitos artistas dessa geração. "Além de ser fã desde que comecei a escutar rap, ele é bem presente no meu dia-dia, tanto quando ouço os sons como nas conversas que tenho com o DJ Hadji, que toca comigo há muitos anos e foi o DJ do Sabotage. Ele sempre diz que a gente se parece na forma leve e divertida de levar a vida" - conta Karol. "Acho 'Cabeça de Nêgo' uma música forte, uma história intensa que ele escreveu de uma vez. Fiz uma versão com influência do reggae e com o maior respeito. É uma 'responsa' muito grande e uma honra para mim. Minha raiz é o rap, embora tenha me aventurado por outros estilos, e o Sabotage precisa ser sempre lembrado não só no rap, mas na história da música brasileira' - finaliza.

As circunstâncias fizeram com que Karol Conka encontrasse Rica Amabis e Tejo Damasceno, do Insitituto, que produziram e compuseram a música com Sabotage, lançada no álbum "Coleção Nacional" (Instituto/YB/2002). Chamaram também o produtor e DJ Boss in Drama, que assina a produção do próximo álbum da Karol, para participar. "A gente quis que a Karol entrasse no universo do Sabotage, mas com a personalidade dela" - explica Tejo. A nova "Cabeça de Nêgo" foi gravado no estúdio do Instituto em São Paulo.

Karol Conka presta uma homenagem a Sabotage também na capa desse single, que não vai constar em nenhum álbum. Ela reproduziu sua foto mais famosa, inclusive chamando o próprio fotógrafo Marcio Simnch, que fez o registro original na época.

“Cabeça de Nêgo” será lançada dia 06 de abril em todas as plataformas digitais.

terça-feira, 27 de março de 2018


“Nóis no Mesmo Busão” foi composto durante o projeto “Flor da Pele”, uma residência imersiva e criativa no interior de São Paulo, criada pela Zaíra, com o intuito unir artistas e avançar a música brasileira

São Paulo, março de 2018 – A Zaíra, banda de forró contemporâneo, lança o single “Nóis no Mesmo Busão”, junto com o rapper Rapadura. A música é uma sonoridade nova criada a partir da fusão do forró com o rap, e nasceu durante uma residência imersiva e criativa chamada “Flor da Pele” – projeto criado pela Zaíra que recebe músicos de diferentes vertentes numa casa em Piracicaba, interior de São Paulo, com o intuito de lançar colaborações e avançar no oferecimento de um som inusitado e brasileiro.

Rapadura participou do “Flor na Pele” em novembro de 2017, e ficou três dias com a Zaíra para compor e gravar. A ideia de lançarem juntos surgiu a partir da necessidade de oficializar a parceria que já existia entre eles, principalmente após abrirem dois shows d’O Rappa em São Paulo. O projeto já lançou colaboração com Francisco, el Hombre.

“Nóis no Mesmo Busão”, tem uma mensagem pensada nas minorias, de superação; de auto aceitação e recusa do sistema imposto, que deixa todas as pessoas genéricas. Já a sonoridade, mistura as batidas bem marcadas do rap  com os instrumentos do Forró –  Beat e Zabumba e Triangulo somam no groove.

Ouça:


FICHA TÉCNICA
Composição: Diego Leandraújo, Rafinha Barros, Beibi e Rapadura
Mixagem: Banda Zaíra e Ramon Rainha
Masterização: Maurício Gargel




Final nacional acontece no dia 10 de junho, em São Paulo

São Paulo, março de 2018 - Em 2018, a capital paulista será palco da final nacional do campeonato de b-boys homem-a-homem mais importante do mundo, o Red Bull BC One, no dia 10 de junho, no Red Bull Station. A etapa brasileira da competição, no entanto, terá cinco seletivas pelo país. A primeira fase acontece já no dia 31 de março em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul. As próximas serão Brasília (07/04), Belém (26/05), Fortaleza (27/05) e São Paulo (09/06). 
A batalha em Bento Gonçalves é parte da programação do evento Battle in The Cypher, um dos encontros mais importantes da cena contemporânea da cultura hip-hop no Brasil. Dançarinos, grafiteiros, rappers, DJs, skatistas e amantes da cultura urbana e do rap estarão na Serra Gaúcha, na atividade que integra o Calendário Municipal de Eventos da cidade.
A 9ª edição do evento ocorre na Fundação Casa das Artes de 29 de março a 1 de abril. A programação inclui exposições, mostra de dança, cinema, grafitti, batalhas de dança, competição de skate, debate e oficinas em escolas, entre outras atividades. 
No dia 31, a partir das 16h, durante o Red Bull BC One Cypher Bento Gonçalves, os competidores serão avaliados pelos jurados Pelezinho,  Aranha e William Footwork Squad deverão demonstrar habilidades nos quesitos musicalidade, originalidade, performance e presença de palco. Em cada seletiva, o campeão se classifica para a final nacional.
De acordo com o b-boy Pelezinho, as seletivas regionais serão uma oportunidade para identificar artistas que acrescentam novos elementos e táticas ao breakdance. “E também para reconhecer e conectar jovens dançarinos e dançarinas de breaking de várias regiões", diz.  O campeão nacional, escolhido entre 16 finalistas na final em junho, garante vaga para a final global, que coroará o melhor b-boy do mundo em 28 de setembro, na Suíça. 
Red Bull BC One Cypher Bento Gonçalves
31 de março, às 16h
Fundação Casa das Artes
Rua Herny Hugo Dreher, 127, Bento Gonçalves

Próximas etapas:
08 de abril em Brasília (DF)
26 de maio em Belém (PA)
27 de maio em Fortaleza (BA)
09 de junho em São Paulo (SP)

Sobre o Red Bull BC One
Desde que foi criado, em 2004, o Red Bull BC One estabeleceu-se como uma das mais relevantes competições da cena b-boying mundial, sendo palco para inúmeros dançarinos, caso dos brasileiros Pelezinho (que já disputou quatro edições do Mundial) e Neguin, único latino-americano a conquistar o cinturão de campeão. O Red Bull BC One é a competição mais importante de b-boys homem-a-homem no mundo. A cada ano, milhares de b-boys competem nas finais nacionais e os vencedores vão para o Red Bull BC One World Final, em que 16 participam, mas só um é coroado campeão. O primeiro Red Bull BC One ocorreu em 2004, na Suíça. Desde então, a competição anual viajou da Alemanha para o Brasil, África do Sul, França, EUA, Japão e Rússia. Outras informações em  www.redbull.com.br/bcone.

De 08 a 14 de abril de 2018 a Cia. Sansacroma prossegue suas comemorações de 15 anos de existência e leva ao Sesc Campo Limpo uma programação especial que inclui espetáculos, workshops, rodas de conversa e exibição de vídeos. Em duas das atrações (espetáculo Outras portas Outras pontes e mesa de discussão) haverá interpretação em LIBRAS -

linguagem de sinais - garantindo a acessibilidade das pessoas surdas.

As atividades no Sesc, todas GRATUITA, são pontuadas pelo que de melhor o grupo realizou até agora e são permeadas pela temática principal da companhia que é a Dança da Indignação, conceito criado por Gal Martins, dançarina e coreógrafa da companhia. Tais idéias norteiam o processo de pesquisa de linguagem estética da companhia. O ponto de partida das criações da Sansacroma são as poéticas e políticas do corpo negro.

PROGRAMAÇÃO SESC CAMPO LIMPO

Dia 08 de abril, domingo, das 18h às 19h30, na Tenda

Programa Retratos – Exibição de curtas

Sinopse

O programa, na sua 2a. edição, faz uma homenagem à figura dos “griots”, cuja função primordial é a de educar e transmitir conhecimento. Haverá exibição de dois episódios, seguida de bate-papo com os homenageados Maria Rodrigues e Sebastião Biano e os intérpretes Ciça Coutinho e Erico Santos.

Ficha técnica

Abertura: Gal Martins

Homenageados: Sebastião Biano e Maria Rodrigues

Intérprete-criadores: Érico Santos e Ciça Coutinho

* Ficha técnica Vídeos

Episódio 2. Maria Rodrigues | Ciça Coutinho

Direção geral e artística: Gal Martins

Homenageada: Maria Rodrigues

Intérprete-criadora: Ciça Coutinho

Cineasta responsável: Julia Zakia

Produção e câmera adicional: Dandara Gomes

Trilha sonora: Érico Santos

Arte gráfica: Kako Arancibia

Agradecimentos: MTST - Movimento dos Trabalhadores sem Teto, Ocupação Povo sem Medo - Valo Velho

Episódio 3. Sebastião Biano | Érico Santos

Direção geral e artística: Gal Martins

Homenageada: Sebastião Biano

Intérprete-criador: Érico Santos

Cineasta responsável: Julia Zakia

Produção e câmera adicional: Dandara Gomes

Trilha sonora: Sebastião Biano e Érico Santos

Arte gráfica: Kako Arancibia

Agradecimentos: Alzira Biano e família

Dia 10 e 11 de abril, terça e quarta-feira, das 19h às 20h

Espetáculo “Outras Portas Outras Pontes”

Local: O espetáculo tem início no ponto de ônibus em frente ao Shopping Campo Limpo, na Estrada do Campo Limpo

Num primeiro momento, o espetáculo revela o olhar sobre o apartheid “gentil” existente no Brasil, onde negros operários são tratados como sub-cidadãos e os espaços físicos geram separações. Num segundo, as cenas mostram quando a consciência desta separação torna-se indignação e é transformada em materialidade poética, explorando questões como herança cultural e identidade do brasileiro. Este espetáculo terá interpretação em LIBRAS (Linguagem de Sinais, para as pessoas surdas).

Ficha Técnica

Direção: Gal Martins

Direção Coreográfica e Concepção: Yáskara Manzini

Assistente de Direção: Djalma Moura

Intérpretes Criadores: Djalma Moura, Ciça Coutinho, Érico Santos, Malu Avelar e Aysha Nascimento

Intérpretes Convidados: Victor Almeida e Tiago Silva Meira "Boogaloo Begins"

Figurinos e Adereços: Mariana Farcetta

Trilha Sonora: Cláudio Miranda

Operador de Som: Danilo Santana

Produção: Maria Fernanda Carmo e João Simões

Dia 12 de abril, quinta-feira, das 20h às 21h30

Roda de Conversa - Poética da Indignação como Potência Artística

Local: Tenda

A potente poética da Dança da Indignação, conceito criado pela artista da dança, arte educadora. gestora cultural e futura Socióloga Gal Martins, é tema da mesa parte da programação de celebração dos 15 anos da Cia. Sansacroma. Após a conversa será feito o lançamento do livro publicado em comemoração aos 15 anos da companhia.

Mediação:

Anelise Mayumi – Artista da Dança integrante do grupo Fragmento Urbano

Participantes:

Gal Martins – Artista da Dança, criadora da Cia. Sansacroma

Priscila Obaci - Atriz e educadora de Dança Materna

Deise de Brito - Artista e Pesquisadora da Dança

Duração: 2 horas / classificação livre

Dia 14 de abril, sábado, às 14h

Oficina Dança negra contemporânea para crianças

A oficina tem como objetivo geral aproximar os participantes da linguagem artística da dança, trabalhando a expressão corporal e a convivência. A metodologia tem como base a relação entre a prática da dança e o processo reflexivo do fazer. As aulas são intercaladas com leitura de textos e diálogos sugeridos pelos mediadores. Como objetivo específico visa sensibilizar/provocar o contato com a dança de maneira lúdica, usando os pressupostos da lei 10639/13, aprovada em 2013, que pressupõe o ensino de história e cultura afrobrasileira e indígena. O foco aqui é sobretudo os de história e cultura afrobrasileira. Tendo em vista a pesquisa da Companhia Sansacroma sobre o território periférico, negritude e suas implicações sociais, culturais e políticas, a oficina proporcionará esta vivência e aproximação com o universo da Companhia.

Duração: 1 encontro de 3h de duração

Participantes: 30 pessoas, entre 7 e 14 anos, não há necessidade de conhecimento prévio em dança

SERVIÇO

SANSACROMA 15 ANOS

SESC CAMPO LIMPO - GRATUITO

R. Nossa Sra. do Bom Conselho, 120 - Vila Prel, São Paulo – SP Telefone: (11) 5510-2700

O grupo de RAP gaúcho I.n.V 165 – siglas de Iniciativa na Voz -, formado por perKi, Bear e Pedro Porco, lançou nesta quarta-feira dia 21 de março as últimas músicas do projeto MIXTAPE DE VERÃO. Com músicas bem empolgadas, dançantes e no embalo do verão o projeto da banda conta com 4 faixas:

1 - Só vai! (prod. 808 Luke)
2 - Quintal 
3 - Tão óbvio (prod. Abel Beats)
4 - Intimidade (prod. Abel Beats)

"Se é RAP do bom aumenta o volume!"

Assista:




EP TRAZ 5 FAIXAS INÉDITAS COM PRODUÇÕES DE F2L E MARCÃO BAIXADA

Após o hiato de um pouco mais de 1 ano, o rapper fluminense BZ retorna as atividades com seu mais novo EP, "Sem Rastro".
Lançado pelo selo MTD Records no dia 23 de Março, o EP traz 5 faixas inéditas com produções de F2L e Marcão Baixada.
A arte de capa foi feita por Dirty Mann, com foto de Paulo Barros e direção de fotografia de Victor Pinheiro.

Apesar do período de inatividade, o artista tem sido forte representante da cena musical da Baixada Fluminense, região do Rio de Janeiro. Ainda em 2016, foi convidado para a turnê no Chile da banda de hardcore Confronto, abrindo os shows na Arena Recoleta (Santiago) e Civico Blanco (Valparaíso).
Em 2017, se apresentou durante o projeto Hip Hop Conhecimento, realizado no Soma Hub, em Duque de Caxias.

Seus lançamentos anteriores contam com o EP "É Muito Doido" (2015) e o videoclipe do single "Novos Caminhos" (2016). 

Ouça:


Luiz Góes é músico e compositor. Nascido em Campo Grande, Mato Grosso do sul, criou-se em Rondonópolis, Mato Grosso, e atualmente vive na ilha de Florianópolis, Santa Catarina. As vivencias da caminhada percorrida do centro-oeste do país ao litoral catarinense sintetizam-se nas composições que mesclam influência de rap, reggae, raggamuffin e música brasileira, dando ritmo às “poesias de enfrentamento”, como ele descreve suas letras. Abordando temas que manifestam críticas sociais e insatisfações com as estruturas da “babilônia” nas canções, Góes considera a música um instrumento de luta e emancipação, elevação da autoestima e conexão com o “divino que tá dentro de cada um”. Além da carreira solo, Luiz Góes faz parte da banda Fim no Contrato e do grupo Original Cerrado Dub, ambos projetos autorais com trabalhos lançados disponíveis nas redes sociais. Em seu ultimo lançamento, a tune “Fazendo a Minha Prece”, Góes traz à tona reflexões sobre o tempo e os ciclos da vida, questionando valores, relações e imposições sociais da vida no mundo “moderno”. Com o beat do Andrew Fya e a produção da Zion Lab, o single está disponível no canal do YouTube (/LuizGóes) e em breve será lançado nas demais plataformas digitais.

Ouça:


Instagram: @luizzgoes

Facebook: @luizgoespagina

YouTube: /LuizGóes

SoundCloud: /luiz-eduardo-g-es

O rapper Aladdin estreou sua carreira solo nessa quarta feira 22/03 sua carreira solo com o videoclipe do single "Diaba de Prada". O mesmo que já tem uma carreira no grupo "Interface", onde já estão na cena há mais ou menos 5 anos.

Aladdin (DF) convocou também os rappers Kallebi (GO) e Lupper (DF) para participarem do projeto, e o resultado final foi satisfatório, onde falam de mulheres que são consideradas como verdadeiras "Diaba de Prada", ficando bem explicito ao assistirem o videoclipe.


 Ficha técnica:
Artista: Aladdin, Kallebi, Lupper
Composição: Aladdin, Kallebi, Lupper
Produção Musical: Lerym
Imagens: Dropamina
Edição e Coloração: Fleg Music
Arte: Leonardo Jesus

A distribuição nas plataformas digitais ficou por conta da Fleg Music, e a distribuição dentro do YouTube ficou por conta do canal AHoraDoRap, o single também está disponível gratuitamente para download.

Plataformas digitais
Google Play: http://bit.ly/2DNeRFT

Download gratuito
Sua música: http://bit.ly/2FRmiBP

segunda-feira, 26 de março de 2018


“A fumaça que paira no vídeo é uma referência à indiferença e ao privilégio branco”


Depois de um período revisando os trabalhos e gravando novas tracks, o grupo Stillo Radical lança seu primeiro videoclipe de 2018. “De Brisa” é um rap antirracista que coloca na mira a intolerância e a atuação da extrema direita que não aceita a ascensão social dos negros.

Num clipe cheio de suspense, Marc Jay e DJ Márcio, convidam Buia Kalunga para rimar a reação de quem não vai mais aceitar a desigualdade.
Com beat e roteiro do DJ Cortecertu, “De Brisa” é lançado num momento em que a comunidade negra, os movimentos sociais e coletivos de periferia protestam contra o assassinato de Marielle Franco, vereadora e ativista, entre outras manifestações violentas do racismo estrutural.


“Essa ideia de que racismo não existe, que não passa de mimimi, que os próprios pretos são preconceituosos, que não deveria ter cotas, etc...É dessa brisa que estamos falando. Chamamos o Buia para participar, pois, ao conhecer alguns de seus trabalhos, vimos que seu diálogo é muito próximo do nosso”, comenta Marc Jay.

Assista:




PARCERIA FORTE


Buia Kalunga, rapper e militante de Santo André, diz que ficou feliz com o convite dos membros do Stillo Radical. A identificação com a trajetória do grupo- que foi formado nos anos 1990- e os versos de Marc Jay foi imediata.  
“Senti a fúria negra e a vontade do revide na letra do Marc Jay. Este lance é um sentimento muito presente nos pretos daqui do Brasil, nos índios, nos povos não-brancos que foram colonizados. Em vários momentos na história houveram revoltas populares. Hoje não temos os grilhões de ferro nos pulsos, mas temos outros grilhões que precisamos quebrar”, fala Kalunga.


“De Brisa” tem uma letra forte e bem elaborada, pois faz a junção da linguagem política dos versos de Buia Kalunga- no estilo ‘Panteras Negras’-, com as rimas de rua de Marc Jay, rapper que mescla a revolta de diferentes personagens das favelas, do professor ao mano que entrou pro crime. A fumaça que paira no clipe inteiro é uma referência à indiferença e ao privilégio branco”,  diz DJ Cortecertu.

Márcio fala sobre a produção do clipe: “O vídeo foi gravado em um único dia, mas para que isso fosse possível nos reunimos para acertar diversos detalhes, como vestuário, cenários, iluminação, entre outras coisas. Acredito que conseguimos retratar exatamente como os pretos se sentem em várias situações: perseguidos. Inserimos no final do clipe uma matéria da vereadora Marielle Franco que reforça nossa mensagem. Também foi uma forma de homenageá-la”, diz o DJ.

Videoclipe: “De brisa”

Roteiro: DJ Cortecertu

Letra: Buia Kalunga e Marc Jay

Beat: DJ Cortecertu

Produção: DJ Márcio e DJ Cortecertu

Mixagem e masterização: Duck Jam



Follow Us