quinta-feira, 31 de julho de 2014

Dj Caique - Todo Dia part. Bruno Chelles 3030 (Prod. Dj Caique)

Dj Caique - Todo Dia
Refão : Bruno Chelles do 3030
Produção. Dj Caique
Capa: Scooby




E todo dia é mais um dia pra provar "pra alguém"
que o amor nunca pode se tornar " um refém"
quanto mais o doar mais receberá "também"
isso é que tem valor não as notas de "100"
assim eu sigo pelo caminho do bem
sem fazer mal a ninguem 
o meu tempo não tem margem
não deixo nada em branco, ó pinto a paisagem
um pouco mais tremida um pouco mais selvagem
to de passagem por aqui
tentando costruir algo que possa emergir
um dia vou sorrir pra quem me fez chorar
um dia quero aplaudir quem me vaia
rancor que eu não posso guardar,
saia daqui, sem guarda chuva quando a chuva cair
alma lavada quando eu for dormir
pensando em tudo que vivi até aqui
se eu já aguentei até agora, mano... nada me fará desistir
ai... eu vago pelas ruas, vitrines nuas 
prostitutas nas esquinas, já são mais de duas
noites cores cruas, silêncio cheira flacatrua
sirene de viatura, singelo o brilho da lua
paralela a calçada minha sombra flutua
é mutua a relação, ninguém cede, ninguém recua
tenho a sede de beber na fonte mais pura
e saber que o tempo quase tudo cura "Sim"
por fora só a visão de quem passa por mim
por dentro a emoção de quem ta comigo até o fim
tem que ter coragem pra dar voos altos
aqui ninguém atravessa um abismo com pequenos saltos

Refrão:
Segue em vão enquanto eu sigo a lutar
Vou morrer quando parar de sonhar
Mas me da sua mão pra viver, livre e ser feliz
Com você eu posso mais, vou além 
Mas sozinho só encontrei porém, procurei sem achar

E todo dia é mais um dia pra lutar "amém"
quando se ta sozinho que vem ajudar? "ninguém"
não deixo pra amanhã o sorriso, a vontade
só hoje é definitivo, amanhã pode ser tarde...
não adianta eu sonhar com castelos no ar
isso não é real irmão... sem fantasiar
dignidade cabeça em pé sem desviar o olhar
por onde andar, sem desviar o olhar irmão
muitos vão dizer que você é inferior
tem que ser tolerante com o malfeitor 
ensina pra ele que o amor ainda é nosso melhor bem
saio dessa vencedor na idéia sem matar ninguém
eu so as pessoas que eu amo, o caminho que eu traço
eu sou os sonhos que eu tenho, as orações que faço,
eu sou as decepções por que passei 
as pessoas que perdi, dificuldades que eu superei
Eu sou as lições que aprendi, amigos que encontrei
os que estão aqui, e os que sumiram eu nunca mais verei
sou cada sorriso que dei, lágrima que despejei
cada palavra que calei pra alguém....
eu sou as músicas que escuto, a emoção que eu sinto
eu sou a guerra que eu travo, a paz que transmito
eu sou tudo que deixei pra trás
tudo aquilo que eu escolhi 
sou cada acerto, cada erro que eu cometi
eu sou a mão se que estendeu, o braço que não torceu
não vou descançar até construir o que é meu, 
me dedicar, cada tijolo é um degrau pra crescer
sou como o sol, sumo mas sempre volto pra amanhecer

Refrão:
Segue em vão enquanto eu sigo a lutar
Vou morrer quando parar de sonhar
Mas me da sua mão pra viver, livre e ser feliz
Com você eu posso mais, vou além 
Mas sozinho só encontrei porém, procurei sem achar

quarta-feira, 30 de julho de 2014



Foi lançado nessa última semana, a música "Palestina", escrita e produzida por Zazo, militante da luta social e do movimento hip-hop em Maceió. Esse Rap relata a dramática situação que vive o povo palestino e pede fim ao massacre promovido em Gaza.


Há décadas que o povo palestino vem sofrendo inúmeras humilhações, injustiças e sendo alvos de um genocídio feito pelas mãos das forças militares do estado sionista de Israel. Nas últimas semanas os intensos bombardeios vitimaram milhares de pessoas em Gaza, sendo a maioria civis inocentes e crianças.

Assista o videoclipe com imagens atuais e antigas do extermínio do povo palestino:



terça-feira, 29 de julho de 2014



O grande rapper angolano MCK lança mais um clipe chamado "Condolências" com participação de Beto Almeida,neste clipe o rapper faz juz a intro de seu álbum "Nutrição Espiritual", onde ele diz que "O rap angolano tem que ter a cara de angola", isto é o que eu admiro no MCK, ele faz um rap sem esquecer de que é africano,não que os outros esquecem, mas ele faz questão de por isto em suas musicas.
Musica linda!! e clipe dahora!



Comemoração acontece neste domingo (3) das 14h às 19h no CEU Três Lagos, em SP
 Em uma década, muita coisa pode acontecer, e no caso da 5ª edição do evento Mjiba em Ação, o reflexo é o resgate da autoestima da mulher negra nestes 10 anos de existência. Para comemorar, no próximo domingo (3), cantoras, atrizes, poetisas e artistas se reúnem no CEU Três Lagos, na Zona Sul de São Paulo, para celebrar o Dia da Mulher Negra. Além das diferentes atrações, a novidade deste ano é o lançamento do site Mjiba.

Além de falar sobre as conquistas do Dia da Mulher Negra, oficializado no Brasil neste ano, o encontro pretende embasar discussões. “Vamos dialogar com as jovens mulheres negras e reunir as diversas linguagens artísticas como música, dança, literatura, teatro e artes visuais”, disse Elizandra Souza, uma das organizadoras do evento e do coletivo.
Atrações
Com início marcado para as 14h, o encontro traz uma programação especial para as crianças, com os palhaços da Trupe Liuds. A discotecagem fica por conta da Dj Vivian Marques.
A música vem com o rap de Amanda NegraSim, que há anos está no hip-hop  e acredita que a música pode ‘salvar almas’ e luta para que as pessoas tenham melhores condições de vida e possam garantir os direitos básicos como alimentação, moradia e estudo. “Neste contexto, o hip-hop casa com a ideia de luta que idealizo, por ser um movimento de valorização à cultura de rua”, pontua a cantora.

A parte sonora é enriquecida também com a música popular brasileira Luciana Oliveira, que em 2013 lançou o álbum solo Pura, com produção musical de Alê Siqueira e participação de Elza Soares. Já na parte poética do encontro, as poetisas Formiga, Mahu Ma e Jenyffer Nascimento comandam um pocket sarau.
Na parte das artes plásticas, a grafiteira Crica é a convidada para colorir o encontro. Na sequência, o Capulanas Cia de Arte Negra realiza um bate-papo sobre a ‘Saúde da Mulher Negra’.
A exposição fotográfica “Espalhando Sementes” também será afixada no Céu e fica até o dia 24 de agosto. Artigos afros e livros produzidos por mulheres negras serão comercializados no recinto.
Já o encerramento será feito com o Samba de Rosa Nega Duda, que surgiu em 2007 a partir da experiência de Ducineia, conhecida como nega Duda, na Bahia e levada a São Paulo. A apresentação reúne samba corrido e samba chulo, como diversos outros grupos de samba de roda do Recôncavo Baiano. Com a apresentação em semi-círcuclo, a proposta do grupo é aproximar o público das cantigas de samba de domínio público. O espetáculo busca proporcionar a vivência no tradicional samba de roda e estabelecer relações entre a festa, a brincadeira e a cultura popular.

O Mjiba e do Dia da Mulher Negra
O coletivo Mjiba completa 10 anos de atividade, em paralelo aos 22 anos do Dia da Mulher Negra, instituído em São Domingos, na República Dominicana, no Congresso de Mulheres Afro-Latinas-Americanas e Afro-Caribenhas em 1992.
Em 2012, quando a data completou 20 anos, diversos coletivos de mulheres negras e ativistas da América Latina e Caribe reuniram-se para criar um documento e orientar as políticas públicas para reduzir as desigualdades sociais que as mulheres negras ocupam na base da pirâmide social.
Esta atividade feita pelo Mjiba foi realizada por dois anos consecutivos, em 2004 e 2005 no mesmo espaço. E a terceira e quarta edição (2012 e 2013) foram contempladas pelo Programa VAI- Modalidade I. Este ano 2014, o Coletivo Mjiba teve o projeto Mjiba – Espalhando Sementes contemplado pelo Programa VAI – Modalidade 2. Em 2013 foi lançado também o livro ‘Pretextos de Mulheres Negras’, pelo menos coletivo.

Serviço
O quê: 5º Mjiba em Ação
Quando: Domingo (3) das 14h às 19h
Onde: CEU Três Lagos
Endereço:  Rua Nereu Bertini Magalhães, 302. Jardim Três Corações, Zona Sul.
Lotação no Term. Grajaú . Jardim Porto Velho (6016-41) ou Jardim Noronha (6016).
Ingresso: gratuito
Classificação: livre
Informações: (11) 98251-4024/ 98651-2546

Quando o povo se une, qualquer regime reúne
Quando o povo grita, o executivo ouve
Quando povo se levanta, qualquer governo cai
Egipto, Tunísia e Líbia, oque é que estes nomes te dizem
Nós temos a oportunidade de fazer melhor e diferente
Sem sangue, sem armas, sem luto e sem dor
Não estou a pedir jaguar, jato ou late
Estou a mendigar por coisa pequenas para o meu povo
Emprego, educação, água, luz, saúde e liberdade
Depois da escravatura, colonialismo e guerra civil
Os Angolanos merecem a felicidade
E se esta vier dos próprios Angolanos, melhor.

Texto escrito por “ Mck “


Viela 17, nasceu no ano de 2000, através do rapper Japão, músico e idealizador do grupo, fato que ajudou na característica marcante e forte nos palcos e cenário musical. Esta é a atitude que o Viela 17 coloca em seus shows: a mistura black, a soma de harmonias, a união entre pensamentos, rimas e batidas expressivas.
O grupo acaba de lançar seu 4º CD intitulado 20 de 40 (referência aos seus 20 anos de carreira com seus 40 anos de idade), lançado em 1º de maio - Dia do Trabalho.

Inimigo Oculto é a faixa introdução do CD #20de40, que abre a celebração ao hip hop, e trata dos medos e atitudes de Japão. “Falo diretamente com meu lado contrário. Um Japão com uma pitada de maldades, rebatido por um Japão ciente de seu compromisso”, explica o rapper.
O vídeo foi gravado recentemente na chácara do Dj Ivan Mix e contou com a direção do conceituado cineasta Leandro G. Moura, que já assinou vários videoclipes do Viela17, tais como: AH TAH, 20de40, vídeo de comemoração de 20 anos de carreira, entre outros. A produção artística ficou a cargo da produtora executiva Daniela Mara dos Santos.

Acesse e conheça o mais novo trabalho: www.viela17.com.br
twitter: @viela17
soundcloud/viela17
instagram @viela17


Lançamento da coletânea de Instrumentais Beat Tape Gesto Brusco Vol 2.
Esse trabalho conta com a participação de 13 Beatmakers.


John Sell - FuryKeys
Zilla Sonora - Revengez
Véi Beats - Sinto
Tio Scooby - Let Dollar Circulate
Jão Beatz - Good Vibe
Hadji Suinara - O Baile dos Erês
Guss - Rock
Edi Beats - Goodbye Love
Cabes Beats - Vento Brabo
H.e.u.s. - Suplicate
Diego Beatz - Yeah
DJ Neew Dê Loná - Algumas Pessoas
DJ Bandeira Beats - Pro Hip Hop Brazilian Break Beats

Os instrumentais estão disponíveis para download, conferiram.





O mundo inteiro ouviu falar de um bairro em que há anos é deixado de lado pelo poder publico: saneamento básico, transporte, moradia, educação, lazer, cultura e respeito, não apenas o bairro de Itaquera, mas toda uma região, um povo, uma cidade. Em meio a 12 milhões de habitantes, são Paulo reúne diversas “Quebradas”, como são apelidados carinhosamente os bairros periféricos da cidade por seus moradores. A Copa do Mundo foi Um momento importante, um marco para a cidade e para os moradores de todas as quebradas do mundo, onde se passam dificuldades e levamos a vida a ferro e fogo com maestria, alegria, indignação e, sobretudo consciência.
E o Zamba Rap Clube Traz a tona o novo single, “Quebrada” com participação de uma mulher negra, da periferia, militante do movimento feminino e do Rap, a MC Dory de Oliveira, que além de rimas afiadas mostra o seu incrível talento cantando, mostrando a nossa reflexão sobre a nossa e as demais Quebradas deste mundo, que seja onde for há uma lei, um respeito e uma forma de se viver particular, falamos da nossa e com certeza a sua quebrada está identificada na musica.
Quebrada é nosso primeiro single de 2014 e o primeiro depois do álbum “Um Novo Dia – Sonhos e Metas” que continua a ser trabalhado e que promove uma nova etapa do trabalho do grupo, onde há uma formação maior e mais sólida aumentando ainda mais o grau de exigência para nós mesmo e para nossos fãs, seguidores, admiradores, novos amigos e conhecedores do nosso trabalho.
Baixe, Escute, Compartilhe, Divulgue e curta, seja prédio ou barraco, seja rico ou seja pobre, represente a sua “Quebrada”.
Família Zamba Rap Clube + Dory de Oliveira

Escute, Baixe e Divulgue! "É Nois Quebrada"

DaGanja  é um dos grandes representantes da música Rap feita na Bahia,  e acaba de lançar  o vídeo Clipe da música “Nossos Amigos – Deixa de Fofoca e Trabalha” o  vídeo começou a ser filmado no show de lançamento do Ep Tá no Ar do Daganja, lançado no final de 2013. Onde a ideia era que todos que filmassem a música (Deixa de fofoca e trabalha) durante o show enviassem as imagens para a produção do clipe, que selecionaram algumas destas imagens feitas pelo público e juntaram com imagens feitas pelas ruas de Salvador. O clipe tem Direção de Thiago Campos e Juntamente Produção Audiovisual.
DaGanja faz show no dia 8 Agosto na Praça Pedro Arcanjo em Salvador no evento +Rap +Vida, no evento também vão se apresentam  os grupos Nova Era, Fúria Consciente, Mc Kiko e o Dj GuG.


Felipe Rima registrou momentos da palestra-show ‘Batuque do Coração’ pelo Brasil
“Nosso sonho era ter acesso à arte na nossa época de escola e se essa arte fosse oriunda do hip-hop seria o ápice, hoje nós conseguimos inserir esse trabalho nas unidades educacionais, interferindo na dinâmica escolar de forma positiva e significativa”. É com esta frase que o músico cearense Felipe Rima anuncia o documentário “O sonho da educação”, gravado durante visitas em escolas.
Durante a palestra-show, o músico e sua equipe ‘Batuque do Coração’ contam as histórias e superações por meio de elementos audiovisuais, música e poesia.  O público é convidado a uma viajem no tempo, conhecendo fatores importantes para a construção de uma referência de vitória, integrando-se à narrativa. A experiência de participar de um show do ‘Batuque’ aproxima histórias de vida, pessoas, olhares, conhecimentos, sentimentos e pulsações de progresso.
Com esse trabalho independente, Felipe Rima já inspirou mais de 50 mil pessoas por todo Brasil com seus pocket shows e palestras, colhendo as energias de quem sonha junto, o show permite ao grupo vislumbrar  conquistas, vivenciar o encontro de culturas, conhecer diferentes formas de manifestação artística,  estimular o debate e a colocação de opiniões em publico, além de instigar as pessoas a pensarem no cenário futuro de suas vidas. Nos últimos 6 meses foram mais de 13 mil pessoas impactadas e o batuque do coração que ir mais além, inspirando pessoas e seguindo sonhos.
O foco do ‘Batuque do Coração’ é trabalhar, principalmente, com adolescentes que estejam cursando a escola, vivendo um período importante de decisão sobre seus futuros. Já foram realizados pocket shows em diversas escolas espalhadas por mais de 100 municípios no Ceará. Gestores, coordenadores e professores também tem demandado a oportunidade de vivenciar o pocket show do Batuque e se inspirar com a poesia de Felipe Rima. Além disso, empresários, sucessores de empresas, e gerentes de negócios encontram uma oportunidade para ações motivacionais com suas equipes, promovendo a cultura do sonho coletivo e de amplos horizontes em suas companhias.
O trabalho que Felipe Rima desenvolve hoje vai além das fronteiras do Ceará e chega aos estados de São Paulo (SP), Brasília (DF), Pernambuco, Pará, Minas Gerais e Rio Grande do Norte já puderam receber essa proposta em momentos diversos, desde eventos literários, palestras coorporativas para empresas, escolas e universidades.

Serviço – Assista ao documentário


Iniciou sua carreira artística no ano 1991 na Zona Sul de São Paulo Parque Residencial Cocaia região do Grajaú.
Rodrigo Amaro mas conhecido como R.jay passou pelos grupos Juventude Rap, P.R.C Rap, Hipnose, Pesadelo Urbano
A musica necessitando orientação do grupo Pesadelo Urbano com participação do R.jay foi executada na Radio 104,7
Transcontinental. 
No programa Ritmo das ruas apresentado pelo integrante Sampa do Sampa Crew.
Em 2009 lançou seu primeiro CD solo com o titulo: Deus tem a pele clara ou escura?
O Rapper participou da coletânea Quebrando barreiras do Jardim Ângela com  musica: Sentindo na Própria Pele que tem clipe oficial, tem no youtube 3 clipes oficiais:
A Saga Corinthiana
Sentindo na Própria Pele
Sentindo na Própria Pele 2 com participação Poesia Samba Soul
No ano de 2014 lançando o EP com 8 faixas com o titulo: No Grajauex eu me localizo, lançando 4 vídeo clipe que se chama Grajauex eu me localizo titulo do EP, contendo duas musicas sobre o Corinthians Time do Coração.

quinta-feira, 24 de julho de 2014


Esta já é a sétima edição da coletânea "Da periferia pra net,Da net pra periferia",esta edição é uma das mais democráticas,de maior conteúdo nas letras e ótima produção nos Beats.
Nesta Edição alem de rappers do Brasil temos 1 de Angola e 2 de Moçambique.
E como de costume são todos artista independentes e que estão no corre do rap, sem se prender a esteriótipos e padrões impostos.

1. Tiago Messias - Mecanismos Naturais
2. Scooby - Faça por você (Remix) (Prod.Scooby)
3. Khronic - Finalmente
4. D - Pinot - D pinot
5. Luciano Rocha - Pra viver Prod.DJ Neew
6. Flash Mc - Aquecimento 
7. Souto Mc - Redenção [PROD.by JKRecords]
8. Projeto Fora do Padrão & Base Mc - Na Raça - (Leandro Barbosa) [part. D-Cazz 
9. Gabriel Flash - São Paulo
10. Slow33 - Frenesi (prod. Cashias Rodriguez & Laudz)
11. All Mc - Amizade Eterna
12. Corynga - Recomeço
13. Macs - SoulDoRap
14. Dener - Pra Voce Rap (Prod. Policeno)
15. Leve - Momento de Raiva (Prod. Apollo Brown)
16. Meritocratas MC´s- A Cena Real
17. Marcelo Shock - Eternamente (part. Dj Erick Jay & Grilo 13 prod. Dario)
18. Vato Loko - Proteja Sua Familia ( Prod. Dj Rm )  - MP3
19. Escadinha Froes - Mostra a cara bico sujo
20. Bullying - Ubaihal & Jamal [Prod.by Bigod & JKRecords]