sábado, 30 de abril de 2011


Novo Som do Poçam "A sua Procura"

Mais um som do single "Raízes", "A sua procura", com participação do Douglas do Quarteto Spirituals. A sua procura é a segunda música do single sendo a primeira "Era mó firmeza", em breve completará o single com mais uma música, que será lançada no fim do mês de maio, aguardem. O single raízes é uma prévia do CD que será lançado em 2011, este disco é uma parceria do rapper Poçam e Martis mc, e promete ser um disco marcante no rap nacional. Baixe e escute "A sua procura".
 
 
 
Visite o site: www.pocam.com.br
Baixe já:

sexta-feira, 29 de abril de 2011



Não acredite se quiser

 


 

Musica que esta no Album  (Non Ducor Duco)


Na TV jornalismo, verdade, Brasil,
gente espalha o alerta pela cidade
perseguições, apreensões, capturas.
tiros, correria, vítimas e viaturas
E o cidadão recorta o relato
no momento exato.
Mas só quem tava lá no ato
vai saber se é fato.
Parafernália de imagens e sons
pra servir e proteger os que se dizem os bons
os do bem (hein? quem?) tá bom, falô.
Na tela quase convenceu, mas não colou
mó caô, só causou pra mostrar serviço
ser visto como herói por quem não conhece
condecorações pra quem não merece
quem tem menos condições é quem mais merece
nas investigações quase nunca aparece, mas
só que é de lá, sabe o que acontece

Não acredite no vê, no que lê,
no que dizem por aí pra tentar de iludir
( fica ligado que eles querem te arrastar)
vai de você querer ou não acreditar

História mal contada, distorcida e maquiada
retocada, ensinada como verdade
Na escola aprendem a versão pela metade
apoiada num falso tratado de liberdade

Que nem de longe amenisou os danos
aos seres humanos descartados
por não mais, encaixados nos planos
Veio salário, mudaram os funcionários
os que vinham da Europa, agora eram voluntários.
E quem foi arrancado do seu habitar
teve que suar, se virar pra se adaptar
por aqui, doutrinado pra não reagir
nunca retrucar, não pensar, não fugir

O livro diz que os vilões eram heróis
quem colheu e construiu,
nunca teve o que deixar pra nóis.
além da força pra lutar, não me contentar
quando não acreditar, sempre contestar

Não acredite no vê, no que lê,
no que dizem por aí pra tentar de iludir
( fica ligado que eles querem te arrastar)
vai de você querer ou não acreditar
(Em nome do Pai)

Quanta besteira eu já vi sendo feita
cada dia uma seita e mais gente que aceita
melhor receita pra dinheiro sem imposto
tem de todo o tipo pra todos os gostos
no rosto de quem vive a agonia
cada dia se percebe a alma aflita
em busca de soluções
quem acredita, jamais desconfia
que se oferece utopia
recolhendo cifrões, milhões
Digam- me pra onde vai o dízimo?
da grande maioria que sobrevive do mínimo.
templos imensos e canais de televisão
incenação, mais ilusão a cada sessão
Eu não contesto a fé, abraça quem quiser
só não acho certo quem quer tirar proveito
posso não ter toda resposta que o povo quer
mas o que querem me vender, eu não aceito!


Não acredite no vê, no que lê
no que dizem por aí pra tentar te iludir
(eles querem te arrastar)
vai de você querer ou não acreditar
Signif Lançou o seu mais novo projeto com o nome  “Significant Wizdom”. A Mina Rima de mais  e acho que ela é uma das melhores artistas do sexo feminino do genero Underground. Fique de olho nela.






Aos 14 anos, Lívia Cruz, já participava de grupos de rap iniciantes, em Recife, sua cidade natal.
Ainda adolescente, mudou-se para o RJ e com a Brutal Crew, gravou seu primeiro som, “Viúva Rainha”, produzido por DJ Babão, e foi indicada a um prêmio, em 2003. Em 2007 e 2009, foi indicada novamente, desta vez com a canção “Mel e Dendê”, onde foi premiada na edição de 2009. Participou da Mixtape Rotação 33, lançada em CD e DVD em 2008, pelo DJ KL Jay. Mudou-se para Brasília, para a produção do seu disco solo. Lançou a canção “A Cartomante”, e com o videoclipe da canção, concorreu ao bloco “Garagem do Faustão”, com grande aceitação do público. Atualmente reside em São Paulo, ao lado de seu companheiro, Max B.O, e juntos gravaram a canção “Vem pra perto de mim”, que será lançada dia 2 de maio, fará parte do seu disco e também terá um videoclipe, que será lançado em breve. 
 
 
Dono de uma personalidade forte dentro do cenário hip hop, o rapper niteroiense Gustavo Black Alien, ex-Planet Hemp, é um dos mais cultuados pelo público que curte rimas inteligentes e batidas envolventes.

Prestes a lançar um novo trabalho depois do elogiado "Babylon By Gus" (2004), Gustavo já vê sua nova música, "A Identidade", em programações de rádio. Paralelo a isso, produz um documentário auto biográfico chamado "Mister Niterói", dirigido por Ton Gadioli.

Confirmando sua versatilidade, Black Alien ainda participa do terceiro album da banda Forfun, "Alegria Compartilhada", e vê sua música "Quem Que Caguetou" fazer parte da trilha sonora do filme "Velozes e Furiosos 5", que será lançada em maio.

É nesta fase de sua carreira que o rapper se apresenta na festa
Xarpi, uma das festas de hip hop mais populares do Rio de Janeiro. Além dele, o line-up conta com os MCs Coé e Drope e os DJs Bê Jones, Pachu e Luiz Café. O VJ Eduardo é o responsável pelas imagens no telão.


---


Festa XARPI

Sábado, 07 de maio de 2011 a partir das 23h


Shows:

BLACK ALIEN

MC COÉ


Mestre de Cerimônia:

DROPE (Comando Selva 22)


DJs:

BÊ JONES

PACHU

LUIZ CAFÉ


VJ:

EDUARDO


Preços: Antecipado (até dia 5) : $ 20 / Na Hora : $ 25

Camarote p/ 6 pessoas : $ 360 (1 Smirnoff + 6 Red Bulls, entrada, área vip) :: infos 7727-0709 / 7738-5634


Aniversariantes da semana não pagam !!!!!

>> Com 20 convidados presentes ganha uma garrafa de champagne (Chandon) deixando o nome completo e lista no email : festaxarpi@hotmail.com


Pontos de venda:

. La Cucaracha Ipanema ( Rua Teixeira de Melo, 31H : próximo ao metrô da General Osório )
. NGZ - Centro ( Mercado Popular da Uruguaiana , Quadra D / Box 356 : Av. Presidente Vargas, próximo ao Detran )
. Montana Shop Tijuca ( Galeria Vitrine da Tijuca - Rua Conde de Bonfim, nº 346 Subsolo - Loja 107 )
. Arte na Pele Méier ( Rua Dias da Cruz 188 - Sobreloja - 234 - Galeria Oxford )
. Banzai Tattoo Barra ( Shopping Downtown - Av das Américas, 500 - Loja 127 , Bloco 16 )
Capacidade: 800 pessoas / Proibido para menores de 18 anos

facebook.com/xarpi.festa / Twitter : @FestaXarpi


Royce Da 5'9 falou sobre a experiência de trabalhar com Eminem no já aguardadíssimo EP da dupla Bad Meets Evil. Creditando Em por motivá-lo a trabalhar duro, Royce deu uma prévia do que os fãs da Shady Records podem esperar do projeto.

Para mim, o Eminem é um dos maiores rappers de todos os tempos, disse Royce. Se você está lá com ele, assistindo ele criar, precisa rimar em um certo nível para não ficar pra trás.
 
Eu acho que isso é bom pra mim, porque eu me motivo, adicionou. Isso tira mais de mim. Nós chegamos e fizemos onze músicas, duas delas o Em liberou, então vamos usar as outras nove. Nós não vamos fazer umas quinze músicas e tentar escolher as melhores. Não vamos fazer disso um álbum do Eminem, caso contrário ele estará sob a mesma pressão de vender o que normalmente vende. Nós realmente não estamos pensando nisso.
 
 
By Centraldorap.com

quinta-feira, 28 de abril de 2011



Pra quem ja acompanha o Blog nao é Novidade ter ragga Dancehall aqui. espero que gostem da Entrevista com uma promessa do DancehallBR.

Hebreu - Primeiramente Se Apresenta Mano quem é Negro Fyah?

R: Salve, salve Galera. Meu Nome é Matheus Bitencourt Aka. Negro Fyah (Pronuncia-se Faia), tenho 18 anos, sou de Salvador - Bahia e faço parte da Nova geração do Ragga / New Roots / Dancehall Brasileiro. Sou o Primeiro Baiano a lançar um cd solo no Estilo Ragga e um dos mais jovens cantores de Ragga do Brasil!

Hebreu - Como e Quando Voce Conheceu  o Rap e o Ragga.... e decidiu que ia Cantar?

R: Conheci o Rap aos 11 anos de idade, sempre gostei de escrever pra desabafar meus pensamentos. Aos 12 anos graças a um rap que fiz sobre Cooperativismo, minha Turma ganhou a Gingana do Colégio Onde eu estudava. Entre os 12 aos 14 anos, escrevia vários poemas sobre diversos temas do cotidiano. Aos 15 anos comecei a gravar músicas no Computador como Brincadeira, para passar o tempo. Meus amigos gostaram das músicas e foram pedindo para eu gravar mais e mais, até que eu fui começando a levar as coisas mais a sério e decidi profissionalizar meu trabalho lançando em 2009 meu primeiro CD, intitulado de Jamaicano Brasileiro.

Hebreu - Quais Suas Influencias Musicais Dentro e Fora do Rap e Ragga?

R: Bom... Minhas Influências musicais não são apenas do Rap e do Ragga, digamos que eu seja um cara Eclético hehe. Mas dentro do Rap me Influencio nos Racionais Mc's, Emicida, Apocalipse 16 e muitos outros. No Ragga me Influencio em praticamente todos os cantores em destaque na cena Brasileira, fora do Brasil escuto bastante Damian Marley, Sean Paul, Shabba Ranks, Sizzla, Alika, Princesa Vale e muitos outros... Num tem como dizer o nome de todo mundo (risos).


Hebreu - Como ta a Cena Ragga Na Bahia...Muita Gente Boa Surgindo ou voce é  Unico?

R: Por enquanto a Bahia está um pouco atrasada em Relação a cena no Sudeste e Sul do Brasil. Mas aos poucos vem surgindo novos Adeptos do Movimento Ragga, tanto como ouvintes e tanto quanto Cantores. Máximo Respeito para o MiniStereo Publico Sistema de Som Perambulante, Russo Passa Pusso, Complexo Ragga, Soraia Drummond e aos demais que vem chegando nas Festas e representando o Nordeste!


Hebreu - O que voce Acha da Cena Ragga/DanceHall Brasileira voce Acompanha? qual voce admira

R: Diariamente venho acompanhando as Novidades do Ragga no Brasil. Venho aprendendo cada dia mais e mais com os Guerreiros desse Movimento. A Cada nova música ou Video Clipe que está sendo Lançado, me sinto muito feliz, pois é um Grande passo para o Ragga Brasileiro. Eu admiro quem faz seu trabalho com dedicação, amor e respeitando o trabalho dos outros. Não gosto de citar nomes, mas os que mais escuto são: Mc Priguissa, Arcanjo Ras, Pump Killa, Mocambo e RaggaDeMente.
Hebreu - Ve se CONCORDA - Um Rapper Angolano diz em sua musica assim:" QUE O RAP ANGOLANO TEM QUE TER A CARA DE ANGOLA. POR QUE NAO Q ADIANTA VOCE IMITAR 50 CENT..JAYZ..SE SE TEU POVO AINDA PASSA FOME"
Aplicando ao nosso rap tambem a muitos rappers que imitam os gringos enquantos muitos de nossas crianças,ainda nao tem estudo..passam fome. VOCE ACHA QUE O RAP BRASILEIRO TEM QUE TER A CARA DO BRASIL?

R: Com certeza. O Rap Brasileiro deve ter a cara do Brasil tanto em Influencias de Ritmos (Marcelo D2 é o que mais mistura rap com ritmo Brasileiro, no caso o Samba) e uma mensagem que apesar de ser Real e contemporanea, uma mensagem que venha trazer revolta nas pessoas, uma mensagem que venha fazer as pessoas pararem pra pensar e buscarem uma vida melhor. Acho que o Emicida é um dos que mais se destacam em passar essas mensagens atualmente.

Hebreu - Voce como Rapper e Otimo Letrista Deve Ler Muito ...o q costuma ler e qual o Otimo Livro que voce Leu?

R: Costumo ler muitas Reportagens falando da Atualidade, ouço músicas com conteúdo construtivo para passar aos ouvintes e sempre procuro ter uma conversa sadia com pessoas mais informadas que eu hehe. Eu só costumo ler Livros voltados para o Lado espiritual da vida. Leio a Bíblia (O Melhor Livro para uma pessoa Ler), já li a Essência da Yoga e etc... Essas simples coisas e o meu dia - dia me influenciam muito nas minhas músicas. Fora isso... A Inspiração vem de Deus ;)

Hebreu - Fala Um poco sobre o teu primeiro Album Lançado em 2009 Chamado " Jamaicano Brasileiro".


R: Jamaicano Brasileiro é todo aquele cidadão Brasileiro que tem um estilo de vida, uma ideologia enraizada em Influencias jamaicanas. Aquele cara que curte Reggae e suas vertentes, o próprio Rastafari e etc... É um CD mais voltado pra Revolução, protesto... Porém também fala sobre Amor, romance, Fé, Festa, Temas de Descontração e de Reflexão. Contém 12 Faixas Principais + 1 Extra

Hebreu - Voce é Adepto da Cultura Rastafari..? se é que acha dela..? Realmente Liberta ou é como qualquer outro tipo de Religião?

R: Não faço parte do Movimento Rastafari, porém levo como Mandamentos para minha Vida a Lição do amor, da paz, o respeito a vida e a natureza, uma vida de agradecimento ao Deus vivo e Todo Poderoso. Acho que Rastafari não é Religião, religiões são paradigmas que servem para segregar pessoas, para separá-las. E a idéia de Rastafari é justamente o contrário, Unir as pessoas independente de qualquer coisa, o ''One Love''. Vejo Rastafari como uma forma de vida, porém mais Espiritualizada. Deus não tem Religião, ele não é Mulçumano, Judeu, Cristão ou Budista. DEUS é DEUS independente de qualquer coisa. Eu acredito que as pessoas infelizmente misturam as coisas. Costumo dizer a seguinte frase sobre isso: '' Deus criou o Amor e a Fé. E o diabo criou o casamento e a religião para confundir as pessoas! ''


Hebreu - Vamos falar Sobre Seus `Novos Projetos.. Tem Algum?



R: Com certeza. Ainda no fim do mês de Abril, começo as gravações do meu próximo CD, intitulado ''Ver, Sentir e Crer''. Vai ser um Cd completamente diferente do Jamaicano Brasileiro, tanto em misturas de ritmos, qualidade das letras e produção musical. Vai ter a participação de várias pessoas e uma Grande variedade de misturas de ritmos: Vai ter influencias do Dancehall, Rap, Reggaeton, Pop, Xote e Reggae sem abandonar a essência do Ragga!

Hebreu  - Pra Terminar um Pequeno Bate Bola.

Bahia..?

R: Salvador é meu amor

Uma Musica..?

R: Atitude de Homem

O Ragga Brasileiro..?

R: Evoluindo...

Um Livro..?

R: Biblia Sagrada

Negro Fyah..?

R: Tá na Busca...


Deixe Sua Mensagem aos Leitores.

Gostaria de Agradecer à você Leitor(a) por ter tirado alguns minutos do seu dia, para conhecer um pouco do meu trabalho. Agradeço a Direção desse Blog que vem dando espaço para Divulgarmos o nosso trabalho! Para conhecer um pouco mais sobre meu trabalho, acessem:

Para Ouvir: http://www.myspace.com/negrofyah

Para Baixar as músicas: http://negrofyah.4shared.com

Vídeos no Youtube: http://youtube.com/negrofyahoficial


Sigam-me no Twitter e fiquem por dentro das minhas novidades. Respondo todas as mensagens: @NegroFyah


Contato: negrofyah@hotmail.com



O líder da G-Unit, 50 Cent, relembrou recentemente algumas de suas rivalidades, explicando o porquê de suas 'tretas' nunca excederem as barreiras da música. Em entrevista para Funkmaster Flex, 50 usou Jadakiss e os rappers do LOX como exemplo.

Você sabe o que acontece, algumas dessas é apenas hip-hop, explicou 50, em entrevista para Funkmaster Flex, enquanto falava sobre as tretas do rap.
 
É apenas a natureza competitiva, o padrão de arte, adicionou. Veja só, tipo o lance com o Jadakiss e o LOX... Isso foi apenas rap, eu não tive um motivo. Quando você olha para trás e dois anos se passam, você diz: 'Por quê eu não gosto deles?' E quando realmente não consegue lembrar o motivo, você sabe que isso é apenas rap.

No começo de 2009, Jadakiss falou sobre sua reconciliação com 50.

Você tem que dar crédito ao DJ Rob E Rob, foi ele que me colocou no telefone com o mano, disse Jadakiss sobre 50. Seja como for, essa não foi uma treta de verdade. Foi apenas uma ferramenta musical naquele álbum The Massacre para se certificar que ele faria aqueles números aí fora, então ele teve que dar um salve no garoto aqui. Eu também ganhei muita grana com shows. Tenho certeza que no futuro você vai ver Jada e 50, LOX e G-Unit. Nós faremos qualquer coisa que possa dar dinheiro e que seja benéfica para ambas as partes e para a quebrada.


By centraldorap.com 

Follow Us