sábado, 29 de setembro de 2007


O mestre dos mestres do rap americano Dr. Dre anunciou essa semana que seu próximo álbum, Detox, será o seu último.

Mentor de Eminem e 50 Cent tinha previsto o lançamento de seu novo disco no final deste ano, no entanto, a estréia foi reporgramada para 2008.

O rapper diz preferir produzir e compor músicas do que lançar álbuns. Dre diz ser estressante o longo processo de lançamento de um disco (entrevistas, tirar fotos, shows etc).
Inclusive o atraso de Detox é por causa do grande envolvimento de Dr. Dre no novo CD do também rapper, Eminem.

FONTE: Metropolitana Fm


Segundo o CEO da Grand Hustle, Jason Geter, T.I. está em estúdio gravando material para seu mais novo álbum.

Geter diz que T.I. gostaria de trabalhar com o parceiro de longa data, DJ Toomp, que produziu faixas em outros álbuns do rapper, mas esteve ausente em T.I. vs. T.I.P.

Em mais uma notícia envolvendo a Grand Hustle, DJ Drama

está preparando para Dezembro o lançamento de seu tão aguardado álbum "Gangsta Grillz" (Grand Hustle/Atlantic). O primeiro single do trabalho é "5000 One's," com participações de T.I., Diddy, Twista, Yung Joc, Young Dro e Willie the Kid. Drama deverá gravar o vídeo da música em Outubro, em Atlanta.


Em uma recente entrevista dada ao Baltimore Sun, Donda West, mãe de Kanye West, disse que seu filho é comparável a Jesus Cristo.

"Ele toca as pessoas. Você nunca sabe como as palavras podem salvar a vida de uma pessoa, fisicamente ou de outra maneira," ela disse. "Pessoas como Martin Luther King, Mahatma Gandhi, Barack Obama ou Jesus Cristo, pessoas que tem como trabalho

falar a verdade. Eu vejo isso no Kanye."

Donda está promovendo seu novo livro, "Raising Kanye," que relata sua batalha para criar Kanye West como mãe solteira.




CALMA SENHORA WEST NUM É PRA TANTO NE KANYE WEST É MTO BOM COM SUAS LETRAS...MAS JESUS É UNICO E NINGUEM NEM CHEGA PERTO DO Q ELE FEZ E FAZ AINDA...

sexta-feira, 28 de setembro de 2007


O membro da G-Unit, Young Buck, está trabalhando no primeiro lançamento de seu selo Cashville Records.

A compilação, intitulada "Young Buck Presents: Product of the South," contará com inéditas do grupo 615, C-Bo e dos Outlawz.

O primeiro single é "Driving Down The Freeway," com participação dos Outlawz.

Buck (nome verdadeiro David Brown), também está preparando o lançamento de sua linha de roupas e jóias, chamada "David Brown Clothing." Os fãs podem dar uma olhada no novo empreendimento do rapper no site davidbrownclothing.com.

A data de lançemento precisa da compilação "Young Buck Presents: Product Of The South," ainda não foi determinada
VA-Nu Hip Hop
A Selection Of New Rare Tunes With A Hip Hop Flavour

Demais essa coletânea!!!
Acabou de ser lançada no mercado europeu.
Álbum duplo com uma seleção de alto nível do “relax rap”, chamado por eles de Nu Hip Hop. O rap pra relaxar.. Pra ouvir bem acompanhado.. Em momentos de tranqüilidade..
O disco 1 tem vários sons absurdos que ainda não conhecia, e outros tantos já conhecidos e aprovados no estilo. Pedra sobre pedra!
O disco 2 é um pouco mais agitado, vem explorando os sons mais eletrônicos. Tem umas coisas que eu não curti, mas é pessoal. Cada um, cada um, certo. Vale pegar também.

Outro detalhe interessante é que, por ser um lançamento pro mercado europeu, conta com a presença de vários artistas do “velho mundo”.

VA-Nu Hip Hop
A Selection Of New Rare Tunes With A Hip Hop Flavour


Disco1:
1- Dj Jazzy Jeff & C.L. Smooth – All I Know
2- J Dilla ft. Madlib & Guilty Simpson – Baby
3- Clutch Player ft. Wildchild & M.E.D. – Travel Planz
4- Will.I.Am – The Money
5- Dobie – B.Boy Anthem
6- Pete Rock – We Good
7- Bucky Jonson ft. Golden, Nic Nac, 777 – Do It
8- Kero One ft. Niamaj – The Vibe
9- Ghost ft. Cashmere & DPF – Flip It
10- Fdel – Dusty Fingers
11- TM Juke ft. Rup – Skin (remix)
12- Lanu ft. Kero One – It’s Time
13- Cris Prolific ft. Ta’raach – People
14- Cinematic Orchestra ft. Roots Manuva – All Things To All Men
15- Visioneers ft. Voice – Replay

Cliquei aqui pra baixar essa pedra.


Disco2:
1- Ty – This Is Hear Music
2- Roots Manuva – Witness
3- I Cube ft. RZA – Can You Deal With That?
4- Dj Kentaro ft. Spank Rock – Free
5- Diplo – Diplo Rhythm
6- Boozoo Bajou ft. Oh No – Back Up
7- Andy H & Simple – Rhymin In Time
8- Kid Kanevil – It’s Me
9- Aphletik – 100%
10- Greyboy ft. Main Flow & Elgin Park – Unknownmylife
11- Jazz Liberatorz ft. Raasham Ahmad – Cooldown
12- King Geedorah – Anti-Matter
13- King Britt ft. Bahamadia – Transcend
14- Krewcial - Reminisce
15- Clutch Player ft. Sean Price & Sene – King Of Kings

Clique aqui pra baixar essa pedra.

quinta-feira, 27 de setembro de 2007


Jay-Z revelou maiores detalhes sobre seu novo álbum, em uma entrevista dada à rádio Power 105.1. Segundo o rapper, o novo álbum, intitulado "American Gangster" marcará sua volta às raízes do rap de rua.

American Gangster é inspirado no filme de mesmo nome, que conta com participação do consagrado ator Denzel Washington.

Quando perguntando sobre o número de faixas do novo trabalho, Jay-Z respondeu: "Estou com 12 faixas agoras mas posso lançar 14. Quero que seja um álbum curto para tentar manter uma linha de história entre as faixas."

American Gangster, o filme, é baseado na história real do traficante Frank Lucas (interpretado por Washington), que trazia drogas dentro de caixões de soldados mortos no Vietnam.

O filme American Gangster chegará aos cinemas em 2 de Novembro, enquanto o novo álbum de Jay-Z, que terá o mesmo, está previsto para 6 de Novembro.


A rapper de Miami, Trina, e sua gravadora Slip N Slide Records, revelaram que o primeiro single da artista intitulado "Single Again," com participação de Christina Milian foi roubado de um estúdio e disponibilizado na internet.

Segundo o CEO da Slip N Slide, Ted Lucas, a faixa ilegal que vazou não é a verdadeira:

"A verdadeira versão de "Single Again" será lançada no final da semana," disse Lucas.

De acordo com representantes de Trina, a rapper ficou em estado de choque quando soube que seu single havia sido roubado.

"Single Again" é parte integrante do novo álbum de Trina, intitulado "Da Baddest Chick Part 2: Reloaded," que conta com participações de Missy Elliott e Gwen Stefani, entre outros.

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Artist: Krayzie Bone
Album: Thugline Boss
Record Label: Mo Thug Records
Source: CDDA
Rip Date: 9/11/2007
Street Date: 9/11/2007
Genre: Rap
Bitrate: VBR 140kbps
Size: 51.40 MB

Tracklist:
1. Overcome Ft. Thugline Soldiers 3:26
2. Say My Name Ft. Thugline Soldiers 4:12
3. Mama Used To Say Ft. Keef G 2:06
4. Fly The Coup Ft. Big Caz, Damon Sharpe 3:07
5. Thug Brothaz Ft. Keef G, Thin C, Big Caz 3:50
6. Real Life Ft. Keef G 3:58
7. Till Im Satified Ft. Keef G 3:34
8. Sometimes I Cry Ft. Keef G 3:27
9. Yo Hood Ft. Thugline Soldiers 3:57
10. Never Meant To Do U Wrong Ft. Thugline Soldiers 3:20
11. Chedda Ft. Big Caz, LV 3:52
12. Smoke Some More Ft. Keef G 2:46
13. Let It Burn Ft. Wish Bone, Thin C, Keef G 2:54

Download Link
http://www.zshare.net/download/364639441bbbd8/


O rapper Pedro Paulo Soares Pereira, conhecido como Mano Brown, líder do grupo Racionais MCs foi o entrevistado desta segunda-feira no programa Roda Viva da TV Cultura. Avesso a entrevistas, o programa ao vivo foi uma das raras aparições de Brown na televisão. No Roda Viva o cantor falou sobre temas polêmicos, como a questão racial, a violência nas periferias e disse que "os traficantes de drogas são apenas comerciantes".

"O cara que vende cocaína é igual ao que vende pinga, cerveja. O que faz mais mal, um como de pinga ou um cigarro de maconha? Mas o cara que vende pinga não vai preso, ninguém da Ambev vai para a cadeia, porque eles não são pretos, não moram na periferia", argumentou o rapper, que disse que preferia viver "em um mundo onde ninguém precisasse de nenhuma droga para viver bem".

O programa ao vivo foi apresentado pelo jornalista Paulo Markun, e contou com os apresentadores: Maria Rita Kehl (psicanalista); Paulo Lins (escritor, professor de literatura e roteirista de cinema); Renato Lombardi (comentarista da TV Cultura); Ricardo Franca Cruz (editor-chefe da revista Rolling Stone Brasil); José Nêumane (editorialista do Jornal da Tarde e comentarista da Jovem Pan e SBT); e Paulo Lima (revista Trip).

Diferente da imagem carrancuda que exibe em shows e clipes do grupo Racionais MCs, Brown estava bem humorado e disse que não serve de exemplo para ninguém. O rapper, que cresceu sem o pai, se considera ausente na criação dos filhos, e diz que não gosta de expor a família "para que ela dure mais".

Profissão perigosa
Segundo ele, cantar rap no Brasil é uma profissão perigosa. "Aqui não é como no rap americano, que eles falam de fantasia. Aqui se eu cantar algo que eu não vivi, eu sou cobrado na rua. E eu canto a rua, eu vivo na rua, então é perigoso".

Os companheiros de Brown no grupo estavam na platéia. Falando com muitas gírias, Brown mostrou seu apoio ao presidente Lula, dizendo que sempre votou no PT e que não espera nenhum benefício por isso. "O Lula está certo. Não é da índole dele entregar um amigo que errou. Se provarem que o cara estava errado, aí tem que punir, mas ele não entregaria", diz o músico.

Exemplo
"Não sou exemplo. Meu rap não é professor, é companheiro. De vez em quando dou umas orelhadas conselhos para os parceiros, mas não tenho um discurso. Sou livre e sou cidadão, brigo por isso", diz o rapper que afirma que uma das coisas que o tiram do sério é seu timo do coração, o Santos Futebol Clube.

Recentemente ele foi detido em um jogo do Santos contra o Corinthians no estádio do Pacaembu por se envolver em uma briga. O músico foi liberado em seguida.

Pirataria
Mano Brown diz que a pirataria é algo incontrolável, e que tem "diversos amigos no ramo". Para ele, o ambulante que vende seus discos piratas funciona como uma rádio, que divulga sua música sem que ele receba nada em troca. " pirataria me dá notoriedade".

O cantor não se considera "paz e amor" e diz que Pedro Paulo deve "assumir o lugar de Mano Brown daqui há alguns anos, seguindo o rumo da vida". Brown e os Racionais MCs estão há 19 anos na estrada e lançaram em 2007 o primeiro DVD da carreira, 1000 Trutas, 1000 Tretas.

Fonte: Terra

segunda-feira, 24 de setembro de 2007



Autoridades que estão investigando as acusações de negligência de animais contra DMX encontraram ferimentos graves em dois cachorros que foram enterrados na casa do rapper, em Phoenix.

Como noticiado anteriormente, a casa de DMX foi invadida mês passado, devido a uma denúncia de que DMX estaria maltratando seus animais. A operação resultou na apreensão de 12 pitbulls. Os policiais também encontraram três cães mortos, armas e drogas.

Segundo a Associated Press, um dos cachorros enterrados estava com sérios ferimentos de mordida e um trauma no abdome. O xerife de Maricopa County, Joe Arpaio, afirmou que a causa exata da morte dos animais ainda não foi determinada.

"Alguém terá que pagar por isso," disse o xerife. "Nós temos 12 cães que foram vítimas de abusos e três que foram encontrados enterrados. Alguém vai ter que pagar."

O advogado de DMX, Murray Richman, alega que DMX não estava em casa durante a invasão da polícia, e que esteve ausente durante meses. Ele afirma que seu cliente contratou veterinários para cuidar dos animais enquanto esteve fora.

"Como culpar uma pessoa que não estava lá, quando eles tem conhecimento de que havia outras pessoas na casa? É porque ele é uma celebridade?" questionou Richman.

sábado, 22 de setembro de 2007


O rapper Snoop Dogg, 35 anos, foi condenado após ser acusado de porte de arma perigosa nesta quinta-feira, na Califórnia, Estados Unidos, conforme reportou a agência AP.

O músico terá de cumprir 160 horas de serviço comunitário e ficará três anos em condicional, segundo informações de seu advogado, Donald Etra.

Snoop Dogg foi detido em setembro de 2006 depois de ter sido pego com um bastão desmontável em sua bolsa de computador, no aeroporto John Wayne Airport, em Orange County (EUA).

Para as autoridades, o objeto se tratava de uma arma perigosa. Mas Snoop Dogg afirmou que o bastão seria usado em um vídeo que ele estava rodando em Nova York.

"Nós estamos satisfeitos com a decisão da justiça", disse Etra. "O objetivo de Snoop é fazer música e não aparições a tribunais", acrescentou.

Segundo o advogado, a condenação do rapper pode ser reduzida depois de um ano, se ele não voltar a violar a lei.

Snoop Dogg também foi obrigado a doar US$ 10 mil para caridade.

Esta foi a segunda condenação do rapper em um ano. Em outubro de 2006, ele foi preso sob suspeita de transportar maconha. Mais tarde, a polícia encontrou uma arma em sua casa. No julgamento, realizado em abril, ele foi condenado a prestar 800 horas de serviço comunitário.

Fonte: Central do rap




Em sua primeira entrevista em três anos, Dr. Dre falou ao Los Angeles Times que faltam apenas duas ou três faixas para terminar seu tão aguardado álbum Detox. O projeto, definitivamente não será lançado em 2007.

No começo do ano, Dre apareceu em um vídeo postado no YouTube, ao lado do artista da Aftermath, Bishop Lamont, e prometeu que o projeto finalmente chegaria às lojas em Setembro deste ano.

"Eu realmente estava esperando lançá-lo este ano, mas tive que adiar mais um pouco por causa de outros projetos que tenho trabalhado," disse Dr. Dre. Um desses projetos inclue o novo álbum de Eminem.

Dre aproveitou para quebrar o silêncio sobre a treta entre seus dois ex-protegidos, 50 Cent e The Game. Dr. Dre negou ter preferido ficar com 50 Cent pelo fato dele ser um artista com um histórico de vendas mais bem sucedido.

"Eu falei pra eles, adoro trabalhar com os dois. Não tenho problema com nenhum de vocês," ele explicou. "Foi mais como se eu tivesse buscado a melhor atitude de acordo com as circustâncias. Eu não lembro de quem foi a idéia de colocar The Game na Geffen, mas absolutamente não se tratou de colocar 50 acima dele."

quinta-feira, 20 de setembro de 2007


Saigon e Prodigy do Mobb Deep se agrediram fisicamente em uma boate de Nova York, ontem, 19 de Setembro. Um vídeo postado no YouTube esta manhã mostra Saigon e sua banca discutindo com o Mobb Deep. Segundos depois, Saigon é visto dando dois socos no rosto de Prodigy do Mobb Deep.

Mais tarde, o vídeo mostra Saigon fugindo do local e sendo agredido por várias pessoas. Saigon explicou que agrediu Prodigy por causa de um comentário feito em uma entrevista no começo do ano.

Quando perguntado sobre o que achava de MCs como Saigon, Prodigy respondeu: "Eu não gosto dele. Não gosto de ninguém realmente, só do Mobb Deep. Todos os outros poderiam chupar meu p**."

Em um post feito em seu Blog, Saigon explica o motivo por ter saído correndo após acertar Prodigy:

"Eu já tinha acertado o Prodigy, era hora de sair fora," disse Saigon.


Saigon foi covarde e criança bate e sai correndo..rsrs



”Ele [Will.i.am] me conheceu na mesma noite que Fergie, e me chamou para entrar no Black Eyed Peas... Eu não podia”, revelou a líder das Pussycat Dolls, que explicou ter negado o convite por estar contratada na época por outra banda.

Mesmo a parceria não dando certo, Will.i.am continua colaborando com a carreira de Nicole. O vocal do Black Eyed Peas participa do segundo single, “Baby Love”, que está no primeiro álbum solo dela. O som vai ser lançado essa semana, e já conta até com videoclipe gravado. Sobre o clipe, Nicole brinca dizendo que ele não conta uma história de amor entre os cantores: “Eu amo o Will, mas não estou apaixonada por Will”. O par romântico de Nicole no vídeo é um modelo escolhido por ela.

Racionais é destaque no Digestivo Cultural
Fonte:Digestivo Cultural

Os "manos" Racionais

Texto: Débora Costa e Silva

Uma aula sobre o rap em um curso de Música Popular Brasileira parece estranho, não é? Mas não, faz muito sentido. A desigualdade social que o Brasil vive é cada vez maior e não encontra em nenhum outro estilo musical uma representação mais fiel dessa realidade cruel. Alguns podem considerar que o rap não é canção, sequer música, por ser tão falado. Mas não há como negar a poesia presente nas letras e o poder que elas exercem por serem tão verdadeiras, diretas e reveladoras. Se é MPB, isso eu já não posso afirmar, mas o rap tem uma importância fundamental na história da música brasileira.

A psicanalista Maria Rita Kehl falou sobre o esforço civilizatório dos Racionais MC’s na última terça-feira no curso de MPB do Espaço da Revista Cult. O que chama atenção de início é como surgiu o interesse pelo rap. Ela contou que o primeiro contato com o grupo foi em um comício do PT no Vale do Anhangabaú. “O público era muito diferente da militância petista tradicional. Era uma moçada de boné, bermuda larga, cabelo raspado, que não via nenhum problema em subir em bancas e postes para ver melhor o show”, lembra. Mas não viu ali nenhuma agressividade, como aconteceu neste ano na apresentação do grupo na Virada Cultural na Praça da Sé.

“Me atentei ao fato de eles se chamarem de mano e me interessei por conta da questão do fraterno, que na psicanálise está muito ligada a idéia de que somos todos filhos de Deus”, explica. De fato, essa fraternidade existe entre os jovens da periferia, pois se sentem representados pelos rappers. “Cada um deles se sente capaz de contar sua vida nesse ritmo, eles se consideram um rapper em potencial, não um tiéte”, avalia.

Segundo ela, isso acontece porque os Racionais não posam de pop stars, não se distanciam do público. Eles usam o rap como alternativa para sair da exclusão social, mas não usam o trabalho para se oferecem como objeto de adoração e de consolo para a grande massa de fãs. “Os rappers se dirigem ao contrário, a partir do local do semelhante. É muito horizontal e é por isso que eles não se relacionam com a mídia.”

Além de se recusarem a falar com a imprensa, os Racionais também não fazem questão de ter o reconhecimento da classe média, mesmo tendo fãs nesse grupo social. São os jovens da periferia, negros e pobres que constituem seu público-alvo. “Eu não me preocupo com a classe média, porque se você se preocupar com a classe média, você vai começar a xingar muito para ofender. O rap não apavora ninguém, a classe média já é apavorada por natureza. O rap é só a trilha sonora do mundo que a gente vive. Esse mundo é que é apavorante”, declarou Mano Brown para a revista RAÇA, em uma das poucas entrevistas que cedeu.

O esforço civilizatório dos Racionais a que a psicanalista se refere é a grande missão do grupo. “Eles tem uma idéia da revolução que eles querem fazer, a começar pela arma que eles se utilizam, que é a palavra.” Com a palavra, eles querem promover consciência e atitude nos jovens negros. “Orgulho da raça negra e atitude de lealdade com os manos que são negros e pobres como eles”, resume. Quanto a negação do público da classe média, Maria Rita acredita que isso representa um limite a esse esforço civilizatório, mas está de acordo com a filosofia que pregam.

Uma outra polêmica que envolve os Racionais MC’s vem geralmente de quem não conhece a fundo as músicas, que é o pré-julgamento das letras como violentas ou apologéticas ao crime. De acordo com a psicanalista, a estética da violência é utilizada para impressionar o ouvinte e mostrar a ele como a realidade é horrível e violenta para que ele tente seguir outro caminho. O próprio Mano Brown, líder do grupo, já explicou uma vez: “Se você vender aquilo ali que é miséria ninguém compra, você vai ter que transformar. Por que o cara gosta do rap? Tem rima, tem balanço, fala umas palavras que no dia-a-dia o cara nunca ia m ia virar um rap. É tudo magia”.

quarta-feira, 19 de setembro de 2007



O álbum "Graduation" de Kanye West trucidou o álbum "Curtis" de 50 Cent na tão divulgada batalha entre os dois artistas, com quase 1 milhão de cópias vendidas na semana de lançamento. "Graduation" é a melhor estréia da indústria da música este ano.

West vendeu 957.000 cópias segundo o Nielsen SoundScan, fazendo 50 Cent comer poeira com as 691.000 cópias vendidas de seu álbum "Curtis."

"Ele está comemorando a vitória," disse o presidente da Def Jam, Jay-Z. "Ele acreditou que poderia sair vitorioso o tempo todo."

Embora as 691.000 cópias vendidas por 50 Cent constituam uma vendagem expressiva, representam também um acentuado declínio no histórico de vendas do rapper. 50 vendeu 1.1 milhões com seu último álbum "The Massacre," lançado em 2005.

50 Cent falou sobre a derrota, através de um comunicado. O rapper se mostrou diplomático e deixou de lado o tom arrogante que usou nos meses que antecederam a disputa:

"Estou muito empolgado de ter participado de uma das maiores semanas de lançamento dos últimos dois anos. Coletivamente, vendemos milhares de cópias em nossa semana de estréia. Isso marca um grande momento para o hip hop."

segunda-feira, 17 de setembro de 2007


Kanye West em #1 no Reino Unido

50 Cent adiou sua turnê pela Europa depois do álbum de West, "Graduation," ocupar o topo da parada de álbuns do Reino Unido, colocando o álbum "Curtis" de 50 Cent na segunda colocação.

De acordo com representantes da gravadora de 50 Cent, uma mudança de última hora em sua agenda resultou no adiamento da turnê Européia, que estava programada para ocorrer entre 18-25 de Setembro.

50 Cent cancelou sua tão aguardada performance no MOBO Awards, que estava agendada para quarta-feira, 19 de Setembro, além de uma performance no Vodafone Live Music Awards, que ocorreria esta semana na Alemanha.

O cancelamento vem depois do álbum Graduation de West ter aberto a semana em #1 na parada de álbuns do Reino Unido neste dia 17 de Setembro, enquanto o álbum "Curtis" de 50 Cent estreou em segundo.

Graduation também deve estrear em #1 no Billboard Top 200 nos Estados Unidos amanhã. Estima-se que o álbum tenha aberto uma vantagem de 170.000 cópias em relação ao álbum de 50.

To sentindo cheiro de aposentadoria do curtis..hahaha


Fonte: 50 Cent BR - www.50centbr.com

sábado, 15 de setembro de 2007


Indicados ao BET Hip-Hop Awards 2007!!!!!

T.I aka T.I.P lidera a lista de indicados ao BET Hip-Hop Awards deste ano. O rapper ganhou 9 nomeações, incluindo Melhor Colaboração, Melhor Performance Ao Vivo e CD do Ano.

Lil Wayne aparece na sequência com 7 indicações, seguido de Kanye West com 6, Common com 5, Jay-Z com 4, Ludacris e 50 Cent com 3 e Diddy com duas.

Entre as apresentações ao vivo, estão confirmados Nelly, Lil Wayne, Kanye West e Common.

A cerimônia será realizada dia 13 de outubro, em Atlanta. O comediante Katt Williams comandará a festa.

Confira os indicados em suas respectivas categorias abaixo:

Alltel People’s Choice Award:
Birdman & Lil Wayne - Stuntin’ Like My Daddy
Hurricane Chris - A Bay Bay
DJ Khaled ft Akon, T I, Rick Ross, Fat Joe & Lil Wayne - We Takin’ Over
Mims - This Is Why I’m Hot

Best Hip-Hop Video:
50 Cent - I Get Money
Chamillionaire ft Slick Rick - Hip-Hop Police
Common - “The People”
Ludacris ft. Mary J. Blige - Runaway Love
UGK ft Outkast - International Player’s Anthem
Kanye West - Stronger

Best Hip-Hop Collabo:
Birdman & Lil Wayne - Stuntin’ Like My Daddy
Diddy ft. Keyshia Cole - Last Night
DJ Khaled ft Akon, T I, Rick Ross, Fat Joe & Lil Wayne - We Takin’ Over
Fabolous ft Ne-Yo - Make Me Better
UGK ft Outkast - International Player’s Anthem

Best Live Performance:
T I
Lil Wayne
Ludacris
Kanye West
Common

Best Hip-Hop Movie:
Gridiron Gang
Idlewild
Shottas
Smokin’ Aces
Stomp The Yard

Best Hip-Hop Dance:
2 Step - UNK
Aunt Jackie - Jason Fox
Chicken Noodle Soup - DJ Webstar & Young B
Pop, Lock & Drop It - Huey
Crank Dat Soulja Boy - Soulja Boy

Lyricist Of The Year:
Lil Wayne
Common
Jay-Z
T I
Kanye West

DJ Of The Year:
DJ Drama
DJ Enuff
DJ Irie
DJ Khaled
Tony Neal

Producer Of The Year:
Kanye West
Swizz Beatz
Polow Da Don
Timbaland
Mannie Fresh

MVP Of The Year:
Lil Wayne
Jay-Z
Kanye West
T I
Common

Track Of The Year:
Party Like A Rockstar - Shop Boyz
I Get Money - 50 Cent
Big Things Poppin Do It - T I
Can’t Tell Me Nothing - Kanye West
A Bay Bay - Hurricane Chris

CD Of The Year:
T I Vs T I P - T I
Kingdom Come - Jay-Z
Release Therapy - Ludacris
Finding Forever - Common
Hip-Hop Is Dead - Nas

Rookie Of The Year:
Rich Boy
Plies
Hurricane Chris
Lil Boosie
Mims

Hustler Of The Year:
Jay-Z
T I
50 Cent
Lil Wayne
Diddy

Ringtone Of The Year:
Rock Your Hips - Crime Mob ft. Lil Scrappy
A Bay Bay - Hurricane Chris
This Is Why I’m Hot - Mims
Throw Some D’s - Rich Boy ft Polow Da Don
Big Things Poppin’Do It


Nuuussaaaa os shows vao ser lokoosss!!!

sexta-feira, 14 de setembro de 2007


50 Cent ainda acredita que derrotará West,Sera que ganha mesmo...???

Após semanas de rivalidade pública entre 50 Cent e Kanye West, que disputam qual álbum vai ocupar o topo das paradas, "Graduation" (Def Jam) de Kanye saiu na frente do álbum "Curtis" (G-Unit/Interscope) de 50 Cent baseado nas projeções de vendas de representantes das duas gravadoras.

50 Cent havia declarado que se aposentaria caso o álbum de Kanye West vendesse mais que o dele, mas em uma entrevista com a Billboard, 50 disse que a disputa está apenas começando e que é cedo para declarar um vencedor.

50 também voltou atrás em sua declaração de abandonar o rap caso saia derrotado da disputa, ontem, 13 de Setembro, em uma entrevista na rádio Hot 97 de Nova York. O rapper declarou que caso perca para West irá combinar lançamentos da G-Unit com lançamentos prioritários da Def Jam, com o intuito de atrapalhar as vendas da gravadora.

50 Cent também ficou insatisfeito com o tratamento que teve no VMA, alegando que Kanye West apareceu muito mais que ele. 50 culpou sua gravadora, a Interscope Records pela pequena exposição que teve na atração da MTV:

"Ele apareceu quatro vezes, com sua faixa "Stronger," sua nova música "Good Life," fez uma performance com o Soulja Boy, "Crank Dat," e então apareceu junto comigo," disse 50 Cent sobre a participação de West no VMA. "Então eu acho que a Def Jam está fazendo um trabalho promocional melhor do que a Interscope vem fazendo," concluiu.

Fonte: 50 Cent BR - www.50centbr.com


Dipset não é mais como era antes. O grupo, que parecia ser bem unido, parece estar se separando ultimamente. Recentemente, rumores cresceram devido a uma suposta briga entre Jim Jones e Cam'Ron. E depois surgiram rumores dizendo que Jim Jones havia assinado com a G-Unit. Jim Jones falou sobre tudo isso e como ele se sente em relação a Cam'Ron.

Quando ele e 50 Cent estavam perto um do outro, alguns disseram que ele estava indo para a Unit.
"50 estava apresentando o Rap City e achou que Jim Jones seria um bom convidado... isso foi bom pra mim, eu preciso disso. Eu estava em casa há meses, eu não tenho feito nada. Por que eu não aceitaria voltar ao jogo com o melhor rapper em toda a indústria musical?" ele disse a MTV.

Ele disse que não tem nada a ver com contrato ou entrar para a G-Unit. Disse que a relação entre os dois é de respeito mutuo.

"As pessoas adoram controvérsias, as pessoas gostam aumentar as coisas... Só de eu estar ao lado dele, alguém com o poder que ele tem, acham que ele vai querer passar a perna nos outros e assinar comigo. Mas só temos respeito e um entendimento entre nós. Eu respeito a correria dele porque ele chegou no jogo e em poucos anos mudou tudo e ganhou mais dinheiro que todos. E a minha correria é a mesma, ambos pensamos do mesmo jeito. Eu fui a BET para trocar umas idéias com ele." disse Jim Jones.
Isso não quer dizer que eles não vão trabalhar juntos.

"Quem sabe, no futuro, talvez vocês vejuam Jimmy e 50 juntos... todos fazem isso. Eu continuo observando e vejo todo mundo tretando, mas ninguém morreu ainda. É tudo jogada de marketing. Vou atrás do meu dinheiro porque ninguém quer treta. De onde eu vim, a treta começa quando alguém morre e a única pessoa que morreu foi meu mano Stack Bundles, Deus abençoe ele. Isso ocorreu devido a problemas que enfrentamos todos os dias vivendo nas ruas. É uma situação complicada. O jogo é uma merda, por isso vou atrás do meu dinheiro."

E como é a relação entre Cam e Jim?
"Encontrar Cam é como encontrar Nemo... quando você ver ele, diz que estou procurando ele. Entendeu?" finalizou Jim.

O próximo album de Jim Jones chega as lojas em Março.

Fonte Forum Central do Rap

Eu espero q nao esteja nao...jim jones é sinonimo de byrd gang..dipset...diplomats...

quarta-feira, 12 de setembro de 2007


Kanye West sai na frente de 50 Cent

É cedo para tirar conclusões ainda, mas se os primeiros indicativos de venda se mantiverem, 50 Cent terá que se aposentar no fim desta semana.

O rapper prometeu em entrevista ao site SOHH.com que se aposentaria da carreira caso seu novo CD, "Curtis", vendesse menos que o novo álbum do também rapper Kanye West, "Graduation". Ambos foram lançados nos Estados Unidos nesta terça-feira (11), e a rixa entre os dois cresceu a ponto de se tornar capa da última edição da revista "Rolling Stone".

De acordo com o site da Billboard, projeções de vendas feitas por executivos da indústria prevêem que "Graduation" venda entre 575 mil e 700 mil cópias, enquanto "Curtis" deve estacionar entre 500 mil e 600 mil. A contagem termina na meia-noite de domingo, quando a empresa Nielsen Soundscan encerra oficialmente sua semana.

A equipe da "Rolling Stone" afirma em seu site ter ficado uma hora em frente a uma loja de discos em Nova York, contabilizando 31 cópias vendidas de "Graduation" contra 14 de "Curtis". Em outra pesquisa informal, a Billboard constatou que o álbum de Kanye West estava batendo o de 50 Cent na proporção de sete para três discos vendidos.

Fonte: UOL

terça-feira, 11 de setembro de 2007


Kanye West fica furioso por não levar prêmios
11 de Setembro de 2007 Após perder cinco prêmios no VMA, Kanye West teria falado nos bastidores do evento que não volta mais a MTV.

Kanye teria feito críticas à emissora após a premiação com outros artistas e disse que a MTV está explorando Britney Spears. "Eles exploraram a Britney para ajudá-la a acabar com sua própria carreira. Quando ela estava se apresentando, já perto do fim, eu me senti tão mal por ela. Pensei, 'Cara, é um jogo sujo. Esse jogo vai mastigar você e te cuspir para fora'", falou West.

O rapper concorria às categorias de Artista Masculino do Ano, Melhor Vídeo do Ano, Melhor Atuação do Ano, Melhor Direção e Melhor Edição de Vídeo.

Fonte Site::Terra
50 Cent - Curtis(new)


Tracklist :

01. Intro
02. My Gun
03. Man down
04. I'll still kill [feat.Akon]
05. I get Money
06. Come and go
07. Ayo Technology [feat.Justin Timberlake & Timbaland]
08. Follow my Lead [feat.Robin Thicke]
09. Movin' on up
10. Straight to the Bank
11. Amusement Park
12. Fully loaded Clip
13. Peep Show [feat.Eminem]
14. Fire [feat.Young Buck & Nicole Scherzinger]
15. All of Me [feat.Mary J. Blige]
16. Curtis 187
17. Touch the Sky [feat.Tony Yayo]
18. What do you got *Bonus Track*
19. Don't wanna talk about it *Bonus Track*
20. I get Money (Rmx) [feat.Ludacris] *Bonus Track*

http://rapidshare.com/files/54561446/50_Cent_-_Curtis___2007_.rar

Senha:>> i-love-music

Depois de um ano particularmente fraco, marcado por quedas de dois dígitos nas vendas de discos e sem nenhum CD que pudesse ser considerado um verdadeiro estouro nas vendas nos EUA, a indústria fonográfica espera que os lançamentos dos próximos meses garantam pelo menos parte da tão desejada magia multiplatina.

Há motivos para alimentar essa esperança, já que os artistas que deverão lançar discos até o final do ano possuem um histórico mais recheado de fenômenos de vendas do que fracassos: Mariah Carey, Alicia Keys, Rascal Flatts, Carrie Underwood e até Britney Spears. Nesta terça (11), inicia-se a nova temporada de outono nos EUA com o que está sendo anunciado como uma batalha épica de vendagem: Kanye West e 50 Cent lançando CDs no mesmo dia.

No entanto, é impossível afirmar de antemão se algum deles conseguirá alcançar os números de vendagem gigantescos ostentados pela indústria dois, três anos atrás, ou até mesmo no ano passado. Embora as vendas de música tenham seguido uma tendência de queda nos últimos anos, os deslizes deste ano atingiram níveis alarmantes, e não se sabe ao certo se o lançamento de algum artista, ainda que seja por dois nomes de peso no mesmo dia, fará o consumidor enfiar a mão no bolso.

"Precisamos que esses dois álbuns façam sucesso, são duas superestrelas", declarou o executivo de publicidade musical Big Jon Platt da batalha Kanye x 50 Cent. "Foi um ano desafiador para o setor, sobretudo em música urbana [gênero que engloba basicamente hip hop, rap e R&B]".

"É impossível prever qual artista lançará o hit avassalador para 'salvar' a indústria, mas existem alguns candidatos muito, mas muito fortes", disse Bob Anderson, vice-presidente sênior de vendas nacionais do grupo Zomba da SonyBMG, que inclui a Jive Records, encarregada de Justin Timberlake, R. Kelly e Ciara. "Na verdade, é a soma de todos esses lançamentos que ajudará a fortalecer o setor em 2007".

Segundo o Nielsen SoundScan, as vendas de discos estão 14% mais baixas comparadas ao mesmo período do ano passado (as vendas de 2006 caíram 4,9% em relação a 2005), e as estrelas multiplatina admitem que já não são tão "multi" assim ultimamente.

Por exemplo, o segundo disco de Norah Jones, "Feels like home", vendeu mais de um milhão de cópias na primeira semana quando foi lançado em 2004, mas o mais recente, "Not too late", ficou no topo das paradas com pouco mais de 400 mil vendas, e foi um dos grandes lançamentos do ano.

Até agora, o lançamento de maior sucesso do ano foi o disco "Minutes to midnight" do Linkin Park, que vendeu 623 mil cópias pela Warner Bros.l da Warner Music Group Corp em sua primeira semana. A trilha sonora do fenômeno da Disney "High school musical 2" veio logo atrás, com 615 mil cópias vendidas, segundo o Nielsen SoundScan.

Contudo, executivos do setor ressaltam que a lista de lançamentos de superestrelas deste ano foi excepcionalmente fraca. Até os CDs que pareciam fadados a garantir volumes elevadíssimos de vendas não foram os sucessos que as pessoas esperavam, incluindo discos de T.I. e Kelly Clarkson. O disco recordista de vendas do ano é o auto-intitulado lançamento da banda Daughtry, que, segundo o Nielsen SoundScan, vendeu 1,9 milhão de cópias. Nesse ritmo, é possível que não haja nenhum álbum este ano capaz de vender mais de 3 milhões de cópias.

50 Cent, artista da Interscope, selo pertencente à Universal, vendeu 13 milhões de álbuns com apenas dois títulos: seu lançamento em 2003, "Get rich or die tryin" e "The massacre", de 2005. Este vendeu 1,1 milhão de cópias em apenas uma semana, mas nem mesmo 50 acha que alcançará essa marca com o próximo disco. A realidade agora é outra, diz ele: "Acho que agora 1 milhão equivaleria a 700 mil. Estamos sentindo o impacto da tecnologia".

Apesar de Genovese e Anderson reconhecerem que a indústria foi abalada pelos downloads e por outras tecnologias, eles acreditam que as gravadoras estão se adaptando e que podem acabar aproveitando os benefícios da nova tecnologia. "Eu prevejo que a indústria, em breve, registrará semanas de vendas de milhões de unidades com álbuns físicos e digitais", declarou Anderson.

Entretanto, apesar do otimismo dos analistas em relação à promessa do quarto trimestre, não são poucas as preocupações de que o período de declínio possa acabar se prolongando: "Não acho que muita gente se surpreenderia se a situação não se revertesse", afirmou Platt.

Fonte: G1

Até o momento, a maioria das notícias envolvendo o novo álbum do Wu-Tang Clan, intitulado "8 Diagrams," não tem sido muito animadoras. Rumores de que Ghostface ainda não estava confirmado no álbum e que o mesmo poderia ser adiado deixaram os fãs preocupados. A luz no fim do túnel parece ter chegado para os fãs do Wu-Tang. A Billboard e o Village Voice tiveram o privilégio de conferir algumas faixas do novo trabalho e os reviews são os mais animadores possíveis.

A marca registrada do produtor RZA, os samples sinfônicos, estão presentes nas faixas "Weak Spot" e "Thug World."

Raekwon marca presença em "Watch Your Mouth," enquanto Method Man mostra a que veio em "They Want To Stick Me for My Riches." Em "Take It Back," o grupo fala sobre recuperar seu domínio no hip-hop, com Method man falando: ("Antes de você ter um nome você gritou Wu-Tang.")

Como noticiado anteriormente, o álbum trará um emocionante tributo ao falecido membro Ol' Dirty Bastard, que será homenageado na faixa "Life Changes."

Ghostface, que não apareceu em alguns shows recentes do Wu-Tang e cuja participação no projeto estava incerta participa de três faixas, e segundo o Village Voice, o rapper está em sua melhor forma.

De acordo com o Village Voice, o álbum 8 Diagrams soa realmente como um álbum do Wu-Tang. O álbum traz uma atmosfera gótica, sombria e misteriosa que não esteve presente em Iron Flag. Todas as faixas soam como faixas do RZA, com trechos de filmes de terror, pianos, samples fantasmagóricos e diálogos de filmes de Kung-Fu.

segunda-feira, 10 de setembro de 2007


Na proxima Quinta-Feira, 13 de Setembro, A Bay Area vai prestar um tribute ao 11º Aniversario da morte do maior rapper de todos os tempos, estou falando é claro de Tupac Shakur.

O evento "All Eyez On Me", acontecerá em San Francisco, Calif. e vai contar com a participação de varios rappers. DJ Fuze do Digital Underground, Treach do Naughty by Nature, Big Daddy Kane, MC Lyte, E-40, Richie Rich, MC Hammer e Too $hort são apenas alguns dos que estarão presentes no evento.


THUG LIFE 4EVER..

Nas revelou recentemente à MTV que pretende lançar um novo álbum ainda em 2007. O novo trabalho que ainda não tem nome já estaria metade pronto. O rapper disse que pretende lançá-lo em Dezembro.

Embora tenha dito que continuaria trabalhando com o produtor e membro do Black Eyed Peas, will.i.am, como fez no álbum Hip-Hop is Dead lançado em 2006, o MC de Queensbridge disse que não incluirá algumas parcerias que fez com ele no novo álbum. Nas disse que achou melhor descartar o material antigo e começar do zero.

Nas também revelou que o vídeo da faixa “Hustlers,” uma parceria com The Game que faz parte do álbum Hip-Hop is Dead já foi gravado e editado, mas vem sendo arquivado por problemas de tempo.


Fonte::Central do Rap

São raras as vezes que os “pontas-de-lança” do rap nacional, os Racionais Mc’s, aparecem na mídia. Encontrei uma entervista do grupo consedida ao programa YO da MTV em 2002 onde falam um pouco sobre o grupo e sobre o lançamento do estrondoso disco Nada como um dia após o outro dia.
Clique na Foto Para ver o Video

A mensagem dos Racionais é, no limite, autoritária e moralista, mas não é por esse ângulo que a banda deve ser vista. Os Racionais são cronistas ativos da barbárie, que acreditam na pureza do sangue-bom da periferia e na maldade intrínseca de quem anda com corrente de ouro.


MTO FODA ESSA ENTREVISTA DOS RACIONAIS....

50 Cent termina show no VMA após confusão na platéia

50 Cent sacudiu o VMA 2007, que aconteceu neste dia 9 de Setembro, com uma performance de seu badalado single "I Get Money." O palco onde 50 se apresentou estava situado em volta de uma piscina. Alguns fãs curtiram o show de 50 Cent dentro dela, enquanto outros curtiam o espetáculo nas proximidades.

Antes da apresentação de "I Get Money" chegar ao fim, Ludacris, que comemorou seus 30 anos nesta sexta-feira aproveitou para cantar um verso da canção.

Mais tarde, Akon se juntou a 50 Cent para cantar a faixa "I'll Still Kill," que também faz parte do novo álbum de 50 Cent, "Curtis."

50 Cent ainda levou a multidão ao delírio com performances de "Follow My Lead," "Amusement Park," "Disco Inferno," "Candy Shop" e "P.I.M.P."

Durante a performance de "Window Shopper," o boxeador Floyd Mayweather, que é amigo de 50 Cent, começou a jogar dinheiro para a platéia. Algumas notas caíram na água, fazendo com que alguns fãs mergulhassem para pegá-las.

Quando 50 cantou "In Da Club," começava a ficar claro que a participação da multidão começava a passar dos limites. Muitos fãs começaram a se aglomerar dentro da piscina.

50 e Yayo pediram que os fãs deixassem a piscina, prezando pela segurança dos mesmos. 50 ameaçou encerrar o show caso o público não atendesse ao seu pedido. Como o público não mostrou receptividade, 50 cumpriu a promessa e deu o show por encerrado.

Fonte: 50 Cent BR - www.50centbr.com


Kanye West insatisfeito com VMA 2007

Kanye West nunca foi tímido na hora de expressar suas opiniões, especialmente quando se trata de entrega de premiações.

Em 2004, o rapper saiu contrariado do American Music Awards, alegando ter sido "roubado," na categoria de artista revelação. No ano seguinte, West prometeu que arrumaria um tumulto caso seu álbum "Late Registration" não ganhasse o Grammy de álbum do ano. Em 2006, o rapper quebrou o palco do MTV Europe Music Awards, depois de perder o prêmio de vídeo do ano.

Neste Video Music Awards não foi diferente. West se mostrou bastante insatisfeito com o que viu na cerimônia de premiação.

Segundo a Associated Press, West reclamou pelo fato da performance de seu single "Stronger" não ter acontecido no palco principal.

"Kanye estava assistindo a performance de Justin Timberlake, Timbaland e Nelly Furtado em um circuito fechado e começou a ficar irritado," disse uma fonte. "Ele começou a perguntar a todos o por quê de não ter se apresentado no palco principal."

"Por quê eu me apresentei apenas em uma suíte?" West perguntou. "Tem algo errado aí," resmungou.

Segundo a Associated Press, West também não gostou de não ter ganho nenhum prêmio. O rapper foi nomeado em cinco categorias. West teria dito que nunca mais voltaria a MTV.

No pré-show do VMA, West também expressou seu descontentamento por Britney Spears ter aberto o show ao invés dele. "Brit não tem um hit a 5 milhões de anos e ela ainda abre o show?" disse West.

Representantes da gravadora de Kanye West, Dej Jam, não se pronunciaram a respeito até o presente momento.

sábado, 8 de setembro de 2007


O Greenpeace vai realizar uma série de shows em São Paulo para mobilizar a população e o governo para causas ambientais.

A intenção do festival é diminuir a ação de poluentes emitidos, mostrando como algumas pequenas mudanças podem fazer a diferença. Além disso, o Greenpeace vai recolher assinaturas da população, com a intenção de pressionar o governo para realizar medidas contra o aquecimento global. A petição está disponível on-line aqui mano, e também vai ser disponibilizada nas bilheterias e nas portas dos shows.

Entre as atrações confirmadas estão Snoop Dogg, DJ Tiësto e Kenny G, mas ainda não foram confirmadas as datas exatas de cada atração.

O Greenpeace Manifesto vai rolar entre os dias 30 de outubro e 16 de novembro no Via Funchal.

As dicas para melhorar as suas ações no meio-ambiente estão disponíveis no site da ONG.

Fonte forum central do rap

Terça-feira rolou em Londres a premiação da revista GQ, que elege os destaques do ano em várias categorias.

Kanye West, por exemplo, foi eleito o Homem Internacional do Ano, James Blunt ficou com o prêmio de Artista Solo do Ano, e o Kaiser Chiefs, de Banda do Ano.

Madonna também compareceu na cerimônia, e pra surpresa geral, ela foi chamada ao palco e recebida com beijos e abraços por Elton John, com quem estava brigada desde 2004.

A rixa entre eles surgiu exatamente numa premiação, quando Madonna foi a vencedora na categoria “Melhor Performance ao Vivo” e Elton, que tinha a missão de anunciar o ganhador, questionou: “desde quando dublagem é ao vivo?”. Depois disso, o cantor chegou a fazer comentários bem maldosos sobre a cabala, religião da rainha do Pop, mas segundo ela, recentemente Elton John pediu desculpas por tudo e ainda disse que gostaria de participar de uma cerimônia da cabala para conhecer melhor.

Além das pazes entre Madonna e Elton John, também chamou a atenção durante a festa da GQ o comportamento de Lily Allen. A cantora não parava de falar e chegou a causar constrangimento durante o discurso de Madonna. Pessoas que estavam presentes afirmaram que Lily estava tão bêbada que mal sabia o que estava fazendo, e acabou sendo “convidada a se retirar” da festa.

bebedeira pode ter uma razão sentimental. Antes de ir embora, Lily Allen revelou que havia desmanchado seu namoro de dois anos e meio com Seb Chew, que é executivo de uma gravadora. “Eu desmanchei com ele há um mês, e estou solteira agora. Eu sempre penso que ninguém mais vai gostar de mim. Isso é parte do motivo de ter vindo aqui esta noite, porque eu estou de volta ao mercado e preciso praticar. Não sei se ainda consigo fazer isso”, disse a cantora de 22 anos.

Biografia da Musa do R&B, Soul, Hip Hop Soul!!


Nome:> Mary Jane Blige Apelidos:> Brook Lynn, Queen of Hip Hop Soul Ano de nascido:> (1971-01-11) (idade 36) Nascido em:> Bronx, New York,EUA Genero:> R&B, soul, hip hop soul Ocupaçoes:> Cantor , compositora rapper , Produtora e atris...quer mais? Anos de atividades:> 1989–present Selos(s) :> Geffen, MCA, Uptown Website:> www.mjblige.com

Embaixadora da soul e do R&B por excelência, Mary J. Blige deu início à sua carreira musical ainda muito nova, e quase sem dar por isso. Numa ida a um centro comercial nova-iorquino, resolveu gravar uma interpretação sua do tema "Caught Up in the Rapture" de Anita Baker, numa máquina de karaoke. A cassete que daí resultou foi enviada pelo padrasto da cantora para a Motown Records, que acabou por recrutá-la para o seu catálogo.
Nascida no Bronx, em Nova Iorque, Mary J. Blige passou os primeiros anos da sua vida em Savannah, na Georgia, até ter partido com a mãe e a irmã mais velha em direcção à cidade de Yonkers, de regresso a Nova Iorque. Deixou o liceu a meio caminho e passou então a aproveitar o tempo para arranjar o cabelo das amigas em casa da mãe. A sua vida começou a ganhar um rumo mais definido quando a Motown a contratou para cantar nos coros de artistas como Father MC. O grande salto foi dado em 1991, quando Puff Daddy decidiu apostar na cantora. Juntos começaram a trabalhar no álbum de estreia de Blige, "What's the 411?", que viu a luz do dia no ano seguinte.
Aclamado pela crítica, o disco teve a sua mais-valia na construção de uma ponte sólida entre as margens da soul/R&B e do hip hop, que teve tamanho êxito, que a editora tentou novamente a sua sorte ao editar em 1993, uma nova versão do álbum, desta feita de remisturas, que, no entanto, não atingiu o mesmo sucesso comercial do original.
O segundo álbum chegou às lojas em 1995. Intitulado "My Life", o registo contou novamente com a ajuda de Puff Daddy, mas começou a distanciar-se dos ritmos hip hop para se aproximar mais das sonoridas R&B.
Seguiram-se algumas dificuldades no âmbito profissional, que resultaram na mudança de editora para a MCA, que assegurou o lançamento de "Share My World", em 1997, sendo este o primeiro álbum editado por Blige em parceria com Jimmy Jam e Terry Lewis, que deu continuidade à ideia já presente no registo anterior de que a cantora estava decidida a enveredar pelas ambiências da soul. "Mary" foi editado em 1999 e, dois anos depois, foi a vez "No More Drama", um álbum que, mais do que os anteriores, pôs em evidência as capacidades da cantora como escritora de canções.
A par da criação musical, a cantora foi sabendo gerir ao longo da sua carreira a importância social que foi adquirindo com base na popularidade proporcionada pelo mundo do espectáculo. Já deu a cara por campanhas de serviço público com vista ao combate à droga, já trabalhou com vários grupos educacionais e tem ajudado a angariar fundos para vítimas do vírus da Sida, para além do que é a porta-voz da campanha da linha de batons Viva Glam, cujas receitas revertem inteiramete a favor da MAC Aids Fund, uma organização de apoio às vítimas do HIV.

Discography

* What's The 411? (1992)
* What's The 411? Remix (1993)
* My Life (1994)
* Share My World (1997)
* The Tour (1998)
* Mary (1999)
* Ballads (2000)
* No More Drama (2001)
* No More Drama (2002)
* Dance for Me (2002)
* Love & Life (2003)
* The Breakthrough (2005)
* My Collection Of Love Songs (2006)
* Reflections - A Retrospective (2007)



Cds da Musa Pra Download.
galera os os links estão perfeitos.

Mary J. Blige - What's The 411 (Remix) (1995) (50.49 MB)
http://www.mediafire.com/?e101hi1uj2h

Mary J. Blige - What's The 411 (1992) (48.47 MB)
http://www.mediafire.com/?2nyjx1m0sug

Mary J. Blige - The Breakthrough (2005) (65.57 MB)
http://www.mediafire.com/?5wtyix2znzd

Mary J. Blige - Share My World (1997) (66.81 MB)
http://www.mediafire.com/?3szww1bpdmg

Mary J. Blige - Reflections A Retrospective (2006) (71.17 MB)
http://www.mediafire.com/?6n4401zykw9

Mary J. Blige - No More Drama remix (2001) (65.56 MB)
http://www.mediafire.com/?dzwhwkznywb

Mary J. Blige - My Life (1995) (61.97 MB)
http://www.mediafire.com/?8dxuhv9uxsg

Mary J. Blige - My Collection Of Love Songs (2006) (24.13 MB)
http://www.mediafire.com/?dzdjdxczoxy

Mary J. Blige - Mary J. Blige And Friends (2006) (36.43 MB)
http://www.mediafire.com/?bbhjmmffgc0

Mary J. Blige - Mary (1999) (64.7 MB)
http://www.mediafire.com/?cjbrhetvd47

Mary J. Blige - Love & Life (2003) (64 MB)
http://www.mediafire.com/?6zgonmeoymm

Mary J. Blige - Dance For Me (2002) (65.46 MB)
http://www.mediafire.com/?5jt00ndziep


A Mary J Blige Concerteza é Minha Cantora Favorita...a Mina é Foda.

ESPERO Q CURTAM COMO EU CURTI..