domingo, 30 de junho de 2013

O ontem e já passou o amanha é uma incógnita o tempo não para e a sorte não bate a porta, se vai correr a traz esta é a hora esqueça o amanha o futuro é agora!


Confira a Entrevista com o jovem rapper Alkappa

Primeiro Parça... se apresente pra geral, quem é o Alkappa..?

R: Alkappa, é um rapaz de 19 anos residente em Angola, Que  Nasceu nas ruas de Luanda, Falar Do Alkappa e Falar De teimosia, Inteligencia, Esperança, Resistência e Trabalho
Alkappa Também é conhecido por miúdo das palavras sem roupas e pela suas musica, que é algo muito nutritivo para Educação. Eu não gosto muito de falar de mim prefiro que os ponto de vista de outras pessoas falem por mim, Mas eu não sou o que o ponto de vistas das outras pessoas pensam 

Como era esta parada Antes de você ser rapper.. você fazia versos e poemas é isto mesmo..?

R: Sim, Antes de Ser Rapper, Minhas Vida era escrever versos e poemas para miúdas que tem corações partidos, eu escutava muita musica romântica e  meu objectivos era Descrever o que os  centimentos das miudas estavam a dizer so olhando ou ouvindo o que elas estavam a dizer, isto Contribuiu muito no desenvolvimento do Alkappa
eu escrevia os verso e metia eles no faisciculo e oferecia para os colega 
e Outra coisa que fes que o Alkappa seja assim tal abil nos versos, Foram as Estigas ou insultos que eu fazia na escola (Comenio), eu pertencia a um grupo de rapazes que estigavam muito la na escola (Comenio), Neste grupo agente tinha uma lei que era: cada um dos integrantes deste grupo tinha que estigar uma sala adversaria. aquilo era necessário pensar rápido para derrubar o adversário
era pensar mas rápido possível, porque não era fácil romper uma sala completa
Hoje o alkappa somos grato a estas escola e aos meus colegas, porque  hoje Consigo Formar uma historia na qual o objectivo do titulo pede e Apenas uma Hora

Alkappa, Halete Mc e Ladilson "O futuro é agora"


E como você resolveu ingressar no Rap ..?

R:O primeiro motivo que me levou a fazer rap, foi o meu proprio comportamento. Eu sou um rapaz que gosta muito que as pessoas ouvem oque eu tenho a dizer, o segundo é que eu gosto de desabafar os meu problemas nas musicas, me sinto bem quando falo sobre os meus problemas nas musicas, o terceiro foi porque eu gosto muito de rap.
e quarto, Foi Graças aos meus colegas da escola (Comenio) eu ja ouvia muito rap mas n sabia quem ele era e de onde vinha
quando eu mudei de escola eu centi muita falta dos meus colegas que o amor e a saudade q eu centia por eles pedia que eu escrevesse uma musica. escrevi esta musica
dai surgiu varias ideias e eu so continuei a seguir a luz e a voz do meu coração

O que lhe Inspira a escrever suas musicas..?

R: Normalmente eu digo que as minhas musicas e o retrato do outro lado do alkappa fora das musicas, normalmente eu me inspiro na realidade na dor que não cabe numa caneta 
Minha Inspiração vem da minha vida, das pessoas que me depositam confiança. Dos rappers que me deixam pasmos com as suas rimas.

Quem são suas Influencias  musicais ..?

R: Tenho Varias Influencias  musicais e muita delas não são rappers, Irmã Sofia, Coro central da igreja da minha mãe, Matias Damasio, Tungila tuajokota, Projota, Valete, Rashid, Phada Mack, Keita Mayanda, Flagelo Urbano

Como o rap Influencia na sua vida e no se dia a dia..?

R: Fala da Influencia do rap na minha vida, para mi não sei como responder esta pergunta porque o rap salvou a minha vida 

Como é a Cena Rap de Angola .?

R: A cena do rap aqui Angola e muito fixe, apesar das brigas que os rappers tem com os seus colegas mas o rap Angolano e muito bom 
aqui no mundo do rap Angolano, so sobrevive que realmente sabe o que quero 

Alkappa "Reflita"



O que você conhece da musica, do rap Brasileiro..?

R: Cunheço muita coisa, mas antes eu achava que Brasil não é pais para fazer rap mas sim fazer Funck e musicas românticas, mas depois de eu ter conhecido o projota, emicida, nocivo shomon, rashid, kamau, mattenie, Axl, me mostraram que eles são muito bom em fazer rap 
mas falar da musica do brasil e tipo falar do reflexo que Brasil tem quando Ele Se Olha Ao Espelho 

O que você procura passar com suas Musicas..?

R: Os objectivos das minhas Musicas e Passar sms nas minhas musicas e acordar o homem que ainda vive no mundo dos da ilusão e ajudar o homem que diz que a sua avida acabou sou porque perdeu

Como você define seu estilo de fazer rap, Underground, Mainstream .. etc .. e porque..?

R: Underground

Como Anda seus Projetos Futuros..?

R: Vão bem Graças a Deus

Valete - Só Quero Ser Eu Part. Alkappa (REMIX)


Se você fosse Presidente de angola, qual seria seu primeiro Ato..?

R: Se Eu Fosse o Presidente De Angola o Meu Primeiro Ato, Seria a judar a população e ajudar o meu pais

Pra Termina um pequeno bate bola eu digo uma palavra e voce diz a primeira coisa que vier em sua mente..

Pai e Mãe..?

R: Lando Kamalandua e Domingas Kitala Kixindo

Uma Musica ..?

R: vida

Angola..?

R: Pais Da Minha Vida

Alkappa..?

R:  Alkappa:  Alkappa é sinônimo do meu nome do registo
A  Primeira Letra Do meu Nome isto é: A-André
L_ Lando
K_ kixindo
Juntando Da Alkappa

Obrigado pela entrevista Bro.. deixe sua Mensagem.. aos Leitores.

R: Muito obrigado pelo afecto que vocês tem por mim, e por este carinho que vocês tem por mim. Obrigado por tudo 
e forte a braço ao Cenas Que Curto, Porque Sem Ele Talvez Eu Não Estaria Aqui





sábado, 29 de junho de 2013



Criada em Marselha mas de Descendencia argentina, Arkana começou a Rimar em 1996, com seus primeiros textos com 12 anos de idade. Ela formou os coletivos Mars Patrie e posteriormente Etat-Major , ganhando experiência de performance na cena Underground de  Marselha, culminando na versão 2003 do primeiro Etat Major mixtape .

Depois de várias aparições individuais em vários projetos, Arkana lançou seu primeiro EP Le míssil est Lance (O foguete é lançado), em 2004. Seu primeiro álbum Entre Ciment et Belle Étoile (entre o concreto e as estrelas) [1] foi lançado em outubro de 2006. Seu primeiro single, raiva, La, lançado em 2006, explicitamente referências a agitação civil na França 2005 .

Keny Arkana também lançou uma série de fóruns sociais locais através da associação Appel aux sans voix (Call to sem voz). [2]

"L'esquisse 2" é o seu mais recente álbum, lançado em maio de 2011. 





Ouça o Mais novo Som da Rapper


KENY ARKANA - VIE D'ARTISTE 

 

 


Keny Arkana - Marseille 

 

 

Keny Arkana - V pour vérités 

 

keny Arkana - Victoria 

 

Keny Arkana - De l'opéra à la plaine 2 

 

 

 

  www.keny-arkana.com/

 



HN GanG, Grupo residente no Bairro Kapolo 2-Luanda, Angola. Que vem preparando a sua mixtape “Sempre Underground, Hip Hop de Corpo e Alma”, deixando assim a primeira faixa promocional intitulada “Real Hip Hop Ft Rapper Stage (Prod. Dj MadSkill)” , trazendo um conteudo musical daquilo que é um verdadeiro RAP ou seja HIP HOP. Partilham e Cultivam

prblm
01. The Separation (Prod. by Problem)
02. Say That Then (feat. G Malone) (Prod. by League Of Starz) 
03. Understand Me (feat. Wale) (Prod. by The Invasion)
04. Bout Mines (feat. Wiz Khalifa) (Prod. by Beatboy)
05. Roll Up (feat. T.I. & Snoop Dogg) (Prod. by Beatboy)
06. Talking To Much (Prod. by League Of Starz)
07. Bang Bang (feat. Bad Lucc & The Game) (Prod. by Problem)
08. Drop That (feat. A2thak) (Prod. by League Of Starz)
09. I Be On (Prod. by League Of Starz)
10. On Deck (feat. J Valentine) (Prod. by League Of Starz)
11. Lay Your Head Back (feat. Chris Brown & Tank) (Prod. by The Invasion & Tank) (Sax. by Terrace Martin)
12. Phone (Prod. by Warren G)
13. Like Whaaat (feat. Bad Lucc) (Prod. by League Of Starz) 
14. Get Naked (Prod. by Yung J.R.)
15. Made A Mill Before The Summer (feat. Bad Lucc & Kent) (Prod. by League Of Starz)
16. Make It Happen (feat. IAMSU!) (Prod. by The Invasion)
17. Do It (feat. Tyga) (Prod. by Jahlil Beats)
18. Already (feat. Bad Lucc) (Prod. by Soundz)
19. The Beginning (Prod. by Terrace Martin)
20. Team Up (Prod. by Problem)
21. Chachi’s Revendge (Extended Bonus Trak) (Prod. by League Of Starz)

Download
or

Download


Produto bruto do interior, Sara Donato apresenta seu primeiro trabalho físico intitulado “Made in roça”. O nome surgiu quando um produtor paulistano sugeriu que a MC abandonasse seu sotaque na hora de rimar, contrariada pela proposta, Sara escreveu a faixa que deu nome ao disco.
O propósito da sua primeira obra é fortalecer o movimento hip-hop no interior paulista de dentro para fora, mostrando que a cultura não está restrita apenas aos grandes centros, e as pequenas cidades também possuem um alto padrão de qualidade quando o assunto é Rap.
O disco vem com 12 faixas. Nas canções Sara Donato aborda assuntos relevantes como a violência contra a mulher e sua importância na sociedade e também o cotidiano do seu bairro, desigualdades, crenças e religiões.

''Feito na roça, por nois memo pra fortalecer a cena
made in roça, melhor vaza se só for pra fica na bota'' ..

Para Ouvir o Álbum entre no site da Sara Donato --> tnb.art.br/rede/saradonato

Palavras do grupo
Muitos não Valoriza ,não respeita,não ama ,a pessoa que mais te ama ....
Um amor sem limites ,que é o amor de uma mãe !!
Valorize hoje ,de um abraço bem apertado nela hoje ,para que as lembranças não o machuque um dia!!!
Por ela não podemos parar ,essa música é um desabafo ,que as vezes a própria vergonha não te deixa falar!!!
Vida longa as Mamães ,e para os que hoje não tem elas em corpo presente o Eterno Amor !!
Mãe eu amo vc!!!





sexta-feira, 28 de junho de 2013


Arrancar algumas palavras de de KL Jay é um desafio e tanto para qualquer repórter - difícil, ainda mais, com um telefonema cheio de corte, chiados e ruídos. O que falar do show há dois meses aqui em Maringá, a tão esperada primeira vez do Racionais MC’s na cidade? “Foi ótimo. As pessoas estavam esperando muito”, diz, seco e lacônico.

E o que será do próximo álbum de inéditas que encerrará uma década de jejum? “Ainda não dá para saber”, despista, sem mais. Fracassa também a tentativa de arrancar algo sobre o filme - ou documentário? - que os integrantes do Racionais estão planejando. “Isso aí tá muito verde”. Insisto, pelo menos para arrancar se será encenado ou será um documentário. “Não sabemos, só tá na raiz”, desconversa o DJ.

E ele só se solta para falar sobre as manifestações populares. “Quero que você coloque aí todas as letras, entendeu?”, avisa, antes de começar.

“A discussão tem que ir além da passagem de ônibus. O Brasil só vai mudar com uma revolução na educação, na carga tributária, nas taxas de juros dos impostos”, diz, com razão.

“Mas veja bem, o Brasil tem vergonha de mim, dos pretos. Preto, aqui, não é cidadão. Preto não está nas novelas, nos comerciais, no congresso. Eu nasci neste país, mas este país não me aceita. Então, se o país que eu quero mudança não me aceita, isso que está acontecendo não é problema meu”, diz.

Mas lembro o DJ que seu discurso vitimizado está equivocado, pelo menos em um ponto. Afinal de contas, ele está concedendo uma entrevista que será publicada, e terá a oportunidade de ser lido e ter suas ideias debatidas pela sociedade.

“É verdade. Se eu não fosse rapper, as coisas seriam ainda pior”, concorda. Num papo com KL Jay, o Racionais não teve vez. Guardados, a sete chaves, os planos do maior grupo de todos os tempos do rap nacional.



Palavras do próprio rapper.

Sou aqui de Campo Grande MS,Trabalho com Rap a 8 anos como Compositor Interprete e Produtor de Rap no ano Passado lancei meu Primeiro Disco Mixtape com o Titulo Entre becos e vielas
eu disco que disponibilizei em alguns links para Download Gratuito, neste ano estou já Finalizando meu segundo Disco que ate Outubro estará também Gratuito para Download.







Exclamação Sonora For Beats Produções TGB - Soundcloud.com/tgb-exclama-o-sonora



Lauryn Hill
A cantora,Mc,rapper Lauryn Hill escreveu uma carta aberta em seu Tumblr falando sobre racismo nem irei me alongar pois o texto é longo!

Leia a carta fortemente redigido por Lauryn abaixo.


O conceito de racismo reverso é falho, se não for absolutamente ridículo. A maioria, se não todas as respostas negativas de pessoas de cor em relação às pessoas brancas, são reações ao ódio, violência, crueldade e brutalidade que foram mostrados por pessoas brancas ao longo dos séculos. Grande parte da fundação do mundo moderno foi construído sobre o trabalho livre forçada de povos negros. O Slave Trade Africano, a instituição da escravidão, o colonialismo, seus sistemas derivados, e as múltiplas holocaustos ao longo da história, onde os brancos usados ​​raça como a razão para justificar a definição de sua opressão, conquista e tratamento brutal dos povos não-brancos, são como a raça tornou-se um fator de tal, para começar.

A reivindicação inicial dos opressores, seguido de um imperativo moral (assim eles dizem) que as pessoas fora da Ocidental e europeus nascimento estavam em condições selvagens e malditos, e que Deus justificou a prisão dessas pessoas, e pelo estupro e pilhagem de suas terras.

Ironicamente, esses opressores tentaria descartar este mesmo Deus, que supostamente justificou esta brutalidade, em nome de Darwin, cuja famosa frase "sobrevivência do mais apto" foi usada para justificar o comportamento criminoso, uma vez que a Bíblia não podia ser usado como um esconderijo colocar para a dominação econômica e má intenção.

Espiritualidade e moralidade foram substituídos pelo capitalismo, e com ele uma mudança consciente de foco para a exploração da vulnerabilidade.

A fim de justificar o racismo reverso seria preciso primeiro criar uma situação de igualdade, desfazer as gerações de tortura, terror e brutalidade e, em seguida, julgar ou não uma pessoa não-branca é de fato um racista. Esta abordagem exige que as pessoas examinem a necessidade / vício de se sentir superior a alguém sem nenhuma razão justificável, e uma miríade de políticas: espirituais, políticos e sociais, que levavam. Verdadeiro domínio é evidente e não o resultado de sabotar outro, a fim de alcançá-lo. Isto seria uma ilegítima, bem como uma posição passageira. O Universo, acabará por procurar a direita / equilibrar-se.

Claro que existem pessoas brancas que vivem vidas transcendentes, não explorando privilégio ilícitos ou perpetuar os pecados de seus antepassados ​​que usaram de violência e engano como um meio para ganhar vantagem sobre os outros. Humanidade em ordem é obrigado a reconhecer a verdade, quem vem, sejam eles pretos, brancos ou de outra. Indignação é simplesmente uma resposta ao mal de longa data.

Grande parte do mundo ainda está se recuperando dos abusos do egoísmo imperialista, incompreensão, ignorância e ganância. Os negros permanecem em muitos aspectos, uma comunidade estilhaçada, marginalizados, forçosamente removido do contexto e ainda enjaulado, negou de fazer escolhas verdadeiramente independentes e experimentando a liberdade existencial. Suas casas naturais, assim como seus eus naturais, estuprada e pilharam os recursos e dons que Deus tem dado a eles. Interpretado por meio de outra pessoa lente inclinada e filtro, eles permanecem em muitos aspectos, deturpados. Tributação sem representação adequada, posso lembrá-lo, era a própria plataforma de protesto, que começou a Guerra da Independência, que ganhou este país a sua independência da Inglaterra. A raiva não é apenas a resposta natural ao abuso de poder, mas também é adequado quando não há reconhecimento real desses abusos, ou uma mudança profunda, significativa e profunda.

Se levamos tudo o que nós julgamos horrível sobre os abusos criminosos que os negros tenham cometido ao longo da história deste país, e soma tudo isso, ele ainda não se compara com as centenas de anos de terrorismo, violento dominação, roubo, estupro, abuso , cativeiro, e além de que os negros sofreram sob as ideologias e sistemas de supremacia branca, racismo e paradigmas baseados escravos. Digo isto apenas para dizer que o abuso gera não resolvidas ou cria abuso. Como, então, o principal agressor se o juiz? Pode não significa necessariamente certo. Direito é direito. Pessoas forçosamente reduzidas a existência sub-humana, para que eles se comportam de maneira sub-humanos, ajuda a um sistema para se justificar ou se sentir menos culpado por sua fundação saturado de sangue e crimes graves contra a humanidade. Pessoas, como as plantas, crescer onde está a luz. Quando você coloca uma planta e limitar a sua fonte de luz, ele irá dobrar-se em direção à luz, pois a luz é necessária para a sua sobrevivência. Esta mesma coisa acontece com as pessoas trancadas em comunidades onde pouca luz e pouca oportunidade é permitido a eles, a sobrevivência depois os obriga a torção e / ou curva em direção a única maneira de escapar.

Não é bom. E eu reconhecer e incentivar o bem. Em vez de jogar fora o bebê com a água do banho, fazemos bem para expor a água intencionalmente envenenado o bebê foi forçado a mergulhar na desde a sua origem nestas terras. Marca particular da América de hipocrisia é bruto (duplo sentido).

Estremeci durante a sentença, quando eu ouvia o termo "fazer todo o IRS" ... fazer todo IRS, sabendo que eu tenho para essas mesmas circunstâncias que têm de lidar com as próprias energias de desigualdade e de resistência que criou e perpetuou essas desigualdades selvagens. O tempo todo, eu pensei, que tem feito as pessoas negras inteiro! Quem fez a recompensa por roubar, imponente, mentir, matar, criminalizando o traumatizado, levando-os contra a sua vontade, destruindo suas casas, dividindo suas comunidades, "tentando" roubar os seus destinos, o seu tempo, estagnando seu desenvolvimento, eu poderia continuar e em. A América, ou qualquer uma das nações do mundo culpados destas atrocidades, nunca fez as pessoas negras ou África integrais ou eles continuam a sentar-se neles, controlá-las, manipulá-los, gaiola-los, roubá-los, brutalizar-los, submetê-los a regras que não se aplicam a todos? Use uma linguagem, coação velada, e tormento psicológico como cercas invisíveis para mantê-los presos a um padrão de limitação e, portanto, controlar por outros. Você tem que manter o foco para cessar de raiva.

O promotor, que era uma mulher, fez uma declaração durante a sentença sobre mim não fazer qualquer trabalho de caridade para um número de anos durante a minha 'exílio.' A) o trabalho de caridade não é um requisito, mas algo feito porque alguém quer. Eu estava claramente fazendo obras de caridade caminho antes que outras pessoas foram sequer pensar nisso. E B) Mesmo que o juiz tinha que comentar que ela, ou seja, eu, era ao mesmo tempo ter e criar filhos durante este período. Como se isso não fosse bastante difícil de fazer. Ela parecia o eco do senhor de escravos grotesco, que esperava as mulheres a dar à luz, enquanto no campo, colher o bebê para cima e, em seguida, continuar a trabalhar. Disgusting.

Quando são espancados e penalizado por ser independente, ou verdadeiramente auto-suficientes, então você desenvolver uma relação disfuncional com a auto-confiança, e um medo da verdadeira independência. Quando são espancados ou ameaçados de morte por tentar ler um livro, então você desenvolver uma relação disfuncional com a educação. Quando as famílias são quebradas pela força e ameaça de violência, então a estrutura familiar torna-se disfuncional. Quando os homens que naturalmente defendem suas mulheres e famílias estão ameaçadas de castração e morte, então essa resposta natural também se torna disfuncional. Ao olhar para o opressor é punível com a violência, então o exame dele e de seu sistema se torna uma coisa difícil e tabu de fazer, apesar de todos os ossos do seu corpo exigindo isso. Ao questionar ou se opor a opressão é punível com a morte, a prisão ou assassinato econômico, então oposição sistêmica errado em qualquer uma ou todas as suas manifestações meta é um conceito assustador. Qualquer pessoa forçada a viver tão incrivelmente diametralmente oposta ao que é natural para eles, vai acabar em crise se não conseguir encontrar uma maneira de melhorar ou transcender estas circunstâncias! Tudo o que necessita de cura. É somente pela graça de Deus ea resistência do povo de que as coisas não tenham sido pior.

Grande parte da minha música, se não tudo, é sobre o amor, a terapêutica resolverão criado em resposta à falta de mensagens incentivando as pessoas gostam de mim para o livre arbítrio. Ajudando a melhorar esta condição nunca foi abordada através da arena política sozinho. É um trabalho de sacrifício que não se limita a acontecer entre as horas de 9-5 ou de segunda a sexta-feira, mas quando a inspiração nos leva a nos valer para a Verdade que precisa ser dito. Ao contrário do sistema muitas vezes demonstra ao contrário, acreditamos que as pessoas podem e devem ser ajudados, e que o trauma não deve ser criminalizado, mas reconheceu, curada e tratada. Isso leva consciência, sensibilidade e um nível de liberdade na minha opinião, o sistema carece. E se nós não saber ou entender como fazê-lo, então nós humildemente se referir a uma autoridade superior.

Nós não temos nenhum desejo de criar humanoides, transformar as pessoas em máquinas, ou muda-los de modo que eles continuam dependentes mais do que o necessário para um sistema antiquado na negação de suas muitas deficiências e precisa evoluir. Em vez disso, procuram educar e esclarecer as ciladas, armadilhas e tentações que as pessoas criadas em nome da empresa que são destinados apenas para pegar a dormir e / ou desinformados.

Por que um sistema, "bem intencionado", espere até avaria ou encarceramento considerar a reabilitação, depois de gerações de trauma institucionalmente e abuso infligido a um povo? Para mim é óbvio que o acúmulo de trauma e abuso de gerações criaram os próprios comportamentos do sistema tenta punir, fornecendo há tomadas suficientes para as vítimas do terror institucional. Claramente, a instituição procura esconder a sua própria história criminal em detrimento e integridade do abusado, quem agir fora "depois de anos de abuso e maus-tratos, refletem a própria agressão que estavam expostos.



Don Pina é um mestre de cerimónias, compositor, produtor musical e designer gráfico que lança aqui o seu mais recente álbum designado "Efeito Dominó", que foi escrito, produzido e gravado quase todo pelo mesmo. 

Neste álbum, Don Pina dirigiu mensagens  aos jovens em particular e a toda a consciência humana, onde fala de tudo um pouco, desde religião, educação, diversão e auto-conhecimento, e fez uma chamada de atenção especial à consciencialização do povo africano, a acreditar no poder que tem.





Daqui MK dos fuzileiros e queria pedir se possivel que fizesses um post no teu blog do nosso video Pensa Bem. E tambem para avisar que o EP Pensa Bem ja esta disponivel para dowload. Se aceitares postar por favor e so copiar o que esta abaixo escrito e postar com o link do video. em anexo vao as fotos a avisar do lancamento banners e a capa, com a parte traseira mostrando as musicas tambem.Muito obrigado pelo tempo e pela atencao...1lv MK

Esse e o primeiro video do EP dos Fuzileiros que foi lancado no passado dia 21 de Junho de 2013, com o titulo Pensa Bem.




o EP ja esta disponivel para download no Itunes atraves do link

quinta-feira, 27 de junho de 2013