segunda-feira, 30 de setembro de 2013

"Good Times" é uma canção americana de Rap do rapper Styles P da banca D-Block, lançado como seu single de estréia e o primeiro single do seu primeiro álbum de estúdio, A Gangster and a Gentleman (2002). O single, produzido por Swizz Beatz , com produção adicional de Saint Denson, "I Get High" conta com Sample da musica interpretada por Freda Payne . A canção, dedicada à sua maconha de uso, que alcançou a posição # 22 na os EUA, foi uma das mais tocadas músicas de 2002 . A canção também foi destaque em 2002 o álbum de compilação , Swizz Beatz apresenta "GUETO HISTORY", como bem como a música inspirado por Scarface (2003) e na trilha sonora do filme 2004  Soul Plane .

Styles P - Good Times 





Arquivo: Freda Payne 1970.JPG

Charcilia Freda Payne (nascida em 19 de setembro de 1942)  é uma cantora e atriz americana mais conhecida por seu milhões de vendas de 1970 hit single , " Band of Gold ". Ela também era uma atriz de musicais e filmes, assim como o anfitrião de uma TV talk show .Freda é a irmã mais velha do ex- Supremo Scherrie Payne .

Freda Payne "I Get High" (In Memory)


GS Beats é um músico, compositor e produtor fundamentalmente do estilo HipHop. Fundou a sua produtora “New Beat Records” (hoje New Beat Music) com AC e Bylde Cross na província da Huíla/Lubango e lançaram a primeira música em 2008.
Em 2010 lançou a sua primeira música intitulada Xeque Mate e desde então tem vindo a mostrar trabalho tanto nos drops como na produção. Destacam-se ainda as músicas inéditas “Super”( de onde saiu o seu A.k.A), “Este Ano”, “Extraordinário”, “Como Tu” e a mais recente “Agostinho Neto”, todas produzidas por ele.
O EP “Talento Nato” é o seu primeiro projecto oficial com temas abordados de uma forma bastante criativa na qual todos beats foram produzidos por ele. O EP conta com faixas essencialmente HipHop e garante ser uma promessa para o musical nacional e não só... Saquem a cena e confiram

sábado, 28 de setembro de 2013


De mão em mão o artista de periferia Das Quebradas vendeu 12 mil cópias de um disco em menos de um ano. Toda essa trajetória foi registrada no vídeo “ De mão em mão”, que será lançado no dia 30 de Setembro, no Centro Cultural da UFMG.
O evento para o lançamento do documentário “De mão em mão” acontece no dia 30 de Setembro, às 20h no auditório do Centro Cultural da UFMG, que fica na avenida Santos Dumont, n 174, Centro de BH. Além da exibição gratuita do documentário a noite também contará com um Pocket Show do rapper Das Quebradas. Com musicas inéditas DQ anuncia o novo trabalho que mostra todo o seu flow e carisma que o fez conquistar esse importante marco da produção musical e venda independente.
12 mil cópias vendidas em menos de 1 ano – e de mão em mão. Certamente um marco para a produção cultural da periferia de Belo Horizonte, que abre perspectivas e discussões sobre novas formas de produção e distribuição musical. O vídeo foi realizado em parceria com a Rede Jovem de Cidadania -AIC, e com a Produto Novo, produtora independente. Nele é contada a história da produção, gravação e distribuição de um álbum independente, feito por um artista de periferia e seus parceiros. “Verdadeiro ou Falso” é o título desse CD . Lançado em 2011, de forma totalmente independente, o trabalho não se limita somente ao Rap. Das Quebradas, ou “DQ”, produz um som híbrido, que transita pela crítica social, mas, sobretudo, por um som de pista onde se pode dançar um funk, um reggae, ou Black Music. Mais do que o lamento recorrente, é o impulso afirmativo, sarcástico e bem humorado que caracteriza o discurso presente nas letras escritas pelo artista.
“Verdadeiro ou falso” foi lançado durante o Duelo de MCs de BH. E Já no lançamento, o álbum vendeu quase mil cópias. Desse dia em diante, 4 amigos e parceiros ajudaram o rapper com a distribuição dos Cds pelas ruas. Lincon, Simba, Matheus, Barata deram um gás nas vendas. Em 2012 elas chegaram a 1000 cópias por mês. Atualmente,sozinho na empreitada, o rapper divide o tempo entre os trabalhos e shows e contabiliza 13 mil cópias vendidas!
O documentário traz depoimentos sobre todo esse percurso e ainda abre uma discussão sobre um possível mercado fonográfico paralelo, feito das redes mais imbricadas no cotidiano dos artistas. Bem como mostra a efervescência da cultura que vem das periferias da cidade e das maneiras criativas encontradas pelos seus protagonistas para a divulgação do que é criado por eles.
Sobre Das Quebradas

A experiência de morar em diversas localidades periféricas de Belo Horizonte e de outros estados proporcionou ao jovem Das Quebradas – DQ, além do nome, a desenvoltura e uma consciência crítica associada a uma índole despojada e bem humorada.
Interessou-se pelo hip-hop aos 13 anos ouvindo Racionais MCs, e quando a fita K7 acabava, interrompendo pela metade a música, improvisava a letra inventando o próprio final para a canção.
Daí até colocar no papel suas ideias e escrever suas próprias músicas foi um pulo, sua primeira composição surge em 2001. Durante cinco anos foi amadurecendo suas músicas e aumentando cada vez mais sua inspiração pelo cotidiano.
Já em 2006, foi o ano de lançamento do seu primeiro demo - "Prossigo na caminhada", que teve grande retorno do público no Hip Hop belorizontino, DQ invadiu as rádios comunitárias, alcançando grande sucesso justamente nas quebradas. Acumulando elogios, DQ foi se divertindo e aprimorando as rimas em diversas batalhas em rodas de Freestyle.
Em 2009 lançou a música "Fala Fofoqueira", mesclando poesia e irreverência.
O primeiro álbum "Verdadeiro ou Falso" foi lançado em 2011, de forma totalmente independente, não se limitando somente ao Rap, DQ produz um som híbrido, que transita pela crítica social, mas, sobretudo por um som de pista onde se pode dançar um funk, um reggae, ou Black Music. Mais do que o lamento recorrente, é o impulso afirmativo, sarcástico e bem humorado que caracteriza seu discurso.
Esse trabalho todo já está trazendo recompensas, DQ vem dividindo palco com grandes nomes da música nacional e internacional como MIMS, Mano Brown, Mv Bill, Dj technician (Jay-z), Mr. Catra, DJ Mot8 (The Black Peas) e Thaíde, entre outros e quatro de suas letras foram publicadas no livro "Vicente Viciado" do poeta Renato Negrão.
O segredo desse sucesso todo vem do esforço do artista, que não cansa de percorrer a cidade com os discos debaixo do braço, vendendo e divulgando sua música com um preço acessível a todos - R$ 2,00 - o disco já atingiu a incrível marca de 13.000 cópias vendidas. E de mão em mão, ouvido a ouvido, o som do cara vai longe.


SERVIÇO
lançamento:
Local: Centro Cultural da UFMG, Avenida Santos Dumont n174, Centro- BH
Dia e hora: 30 de Setembro de 2013, às 20hrs.


Contato:
Das Quebradas (31)7817-4251 / ID 836*14637

Clebin Quirino: (31) 3224-3463
Gracielle Fonseca: (31) 8820-7964 / (35) 8896-4469
Clipe oficial do Zamba Rap Clube da Música "Quedas e Curvas" com participações da Skate Boys Gang, Marcelo Formiga, Central Brasileira do Flow, P2 (Inseparabiliz), Mano Pelé e muito mais.



Faixa 8 do Primeiro Album Oficial do Zamba Rap Clube: Um Novo Dia - Sonhos e Metas, com participações de Aene, Grazzi Brasil & Leandro Matos, Cesar Hostil, Ricardo Mendes, Dj Bidu e Wagner Mendes


Direção: Emerson Toco / Vinicius Preto
Edição: Emerson Toco
Co-Direção: Daniela Rodrigues / Vinicius Preto
Imagens: Emerson Toco / Jé Versátil / Vinicius Preto
Apoio: VAI - Prefeitura de São Paulo

Contato pelo e-mail zambarapclube@gmail.com

sexta-feira, 27 de setembro de 2013



Enfim sai o álbum “Di Gegê Pra Jejês” do mc Gegê Caos pelo selo Rec livre, as produções ficaram por conta do Sem Grana, do Heron Beats, DoismBeats e do Ricardo Mock, as participações são de peso, vem chegando junto o Luiz Preto, Eliabe Caos, Pixote Xiita, Maique Maia,  Sem Grana,  H2 Czar, Godo, Jô Maloupas, Phantom, Ras Dartanhã e o monstro dos toca discos  Dj Erick Jay.

Gegê sobre as participações:

"O disco vem com muita parada diferentes, pelo time você  já sabe que não vai vir coisa mal feita, todos deram suas contribuições de coração e me sinto privilegiado de ter estes grandes artistas ao meu lado, as musicas foram elaboradas com mó cuidado e carinho, porque também acredito que sem o respeito pelo que faço não conseguiria concluir o trabalho da forma como concluímos."  






Contatos: 984977516 – 980915809 ( Black Gold Comunicações)  e 958405497- Gegê – Email: gege.contatos@gmail.com facebook.com/GegêCaos


Rapública Music Group disponibiliza hoje a nova faixa de Vânio Baby intitulada "Já Nasci Assim". Música que conta com a captação e mistura de Guifox pela Foxtape Records.
Mais um hino da Rapública para os amantes de boa música… Baixem e partilhem!




Outubro dia 1 – download disponivel do album de Toni Sá & Mean, elementos dos Greguz Clã (umas das familias mais antigas de rap em português). Estes artistas representam hip hop old school e este álbum intitulado ' Visão' engloba sons de alerta social e politica. Inclui historias de reflexão e inspiracão pra um mundo melhor.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013


O Programa Baiano "Na Ativa" faz cobertudo do tributo a Sabotage na favela do Boqueirão (SP)


TV GAP - Grupo Alerta Pernambues - www.gaptv.com.br. Acessem nossa homepage e nos curta tbm no facebook TV GAP.


10 Tributo a Sabotage 2013 -_- Na Ativa - Tv Gap



10 anos sem o grande rapper Sabotage!


Baseado em: "Nas linhas pontilhadas vou indo, indo, indo; na terra cujo o herói matou 

um milhão de índios."




ÍNDIOS



Engravataram os índios,
puseram leis em seus costumes.
Desde os primórdios.
Infecto descobrimento, falsos descobridores fedem estrume.



Borraram seus traços,
pinturas de guerra,
trouxeram dor, rancor, sangue e destroços.
Se apropriaram de sua terra.
Mataram seus ritos,
os taxaram de satanistas esquisitos.



catequizaram-os, proibiram suas substâncias,
Roubaram seu tesouro, natureza
por pura ganância
e malvadeza.



Trouxeram a incerteza do livre amanhã,
Algemaram o espírito do xamã. 
Hegemonia, tirania, patifaria,
agonia.
Hoje, esses porcos são heróis
e os índios, dançam pra chuva, batem continência ao algoz,
sem voz.


Autor: Douglas Neves








A Inteligentíssima e linda Mc moçambicana lança novo vídeo chamado "Dia Lindo" esta musica mostra o lado bom da vida, um dia de sol, um role na praia com amigos ou seja um "Dia Lindo".
O vídeo esta muito bem produzido com com uma fotografia ótima e cores vibrantes, um ótimo clipe pro verão!


Iveth!!!, é o nome da cantora moçambicana de Hip-Hop, igualmente conhecida por 

Nkosikazi e CBC.

Iveth caracteriza-se por ser uma Mc que não poupa esforços para demonstrar por palavras o que lhe vai na alma. Iveth é facilmente reconhecível pela rouquidão da sua voz, apresenta também uma abordagem intelectual e social, um estilo feminino...apresentado-se sempre nos palcos de saias para firmar a presença feminina no Hip-Hop. Iveth apelida o seu estilo de educativo, interventivo e positivo.
Para além de fazedora de Hip-Hop Iveth é Jurista, Docente de Direito e Activista de Direitos Humanos.

Facebook: Ivethcbc
Twitter: @Iveth_Cotonete
Youtube: Ivethcbc


9-wonder-bladey-mae

Baptizado com o nome de sua falecida avó, 9th Wonder lança novo projeto de instrumental "Bladey Mae" possui 73-faixas Insanas, pesadissimas. A parceria com DJ Booth, o Grammy produtor premiado fez 10 deles disponíveis para stream. Clique no Play e verifique as palavras de 9th wonder sobre o projeto abaixo. Aqueles que querem comprar o projeto completo pode fazê-lo clicando aqui .
Este fim de semana passado, eu conheci a minha avó, a família de Beulah Mae Jarrett Douthit (mãe do meu pai), pela primeira vez. Minha avó passou em 1965, então eu não tinha conexão com ela. Eu escutei os anciãos falam sobre ela o dia todo. Um ancião, em particular, sua sobrinha mais velha, que é 78 anos de idade, me disse que seu apelido era 'Bladey Mae', por causa das lâminas que ela carregava na bolsa e nos bolsos, para proteger seus filhos de um sul segregado, um delas é o meu pai. Eu estava procurando um nome para uma nova fita batida, e que um só saiu do nada.

Follow Us