terça-feira, 31 de março de 2015

 
A Outro Nível Label disponibiliza a faixa Talibãs do rapper Xkoba que conta com as participações de Piiteboy & H Flow, com a produção ao cargo do Stenni Star
Talibãs é um skill electrizante com versos, métricas e flow's entusiasmantes 
Esta faixa foi extraída da mixtape "Meu Diário vol.2" vendida recentemente pelo rapper sendo a mesma tida como a mais apreciada maioritariamente pelos ouvintes .

DOWNLOAD



Depois de um 2014 bem, mas bem trancado por parte destes *miúdos* da Team Grave,(Lable residente no huambo) agora além de outros projectos que já saíram esse ano, a mesma Lable vem Trazer-nos a mais um Projecto a *Compilação (4 em 1 Team Grave A Play-List)* não deixe de fazer o seu download e comprova a bravura desses Niggas... Espalhem a Cena o máximo que poderem... One Estamos todos nessa...

Team Grave - Compilação (4 em 1 Team Grave A Play-List)[2015] // DOWNLOAD



Em memória aos 20 anos da precoce morte de seu filho, Afeni Shakur está planejando agraciar os fãs divulgando canções inéditas de Tupac Shakur. Em entrevista à Billboard, Jeff Jampol, presidente da empresa de gereciamento de carreiras JAM Inc., revelou que está trabalhando com a mãe do rapper para lançar o material no próximo ano.

"Há uma quantidade rica de músicas inéditas, músicas que foram lançadas, remixes, demos, material escrito, roteiros, planos, vídeos e poemas", declarou o empresário.

"Algumas das músicas estão em pedaços, outras estão completas. Algumas são boas, outras precisam de mais trabalho. Mas acredito que a obra que foi deixada pode ser completada e valerá a pena para os fãs ouvi-la", disse Tom Whalley, responsável pela contratação do rapper pela gravadora Interscope e que também está envolvido no projeto.

O primeiro material revelado pela JAM Inc. foi o comercial do isotônico Powerade estrelado pelo jogador do Chicago Bulls, Derrick Rose, que contém um verso do poema "Mama's Just A Little Girl", de autoria do rapper. Ainda não há informações de quando o conteúdo será divulgado.

Tupac Shakur faleceu em 13 de setembro de 1996, com apenas 25 anos, depois de ficar alguns dias internados em decorrência dos quatro tiros que levou durante um tiroteio em Las Vegas.


Fonte:vagalume.com.br

segunda-feira, 30 de março de 2015

domingo, 29 de março de 2015



Tracklist:
01-O Pintor (Prod. Art Complexa)
02-Serei Bom ou Mal (prod. Art Complexa)
03-A Calma na Obscuridade
04-Era Tão Bom (Prod. Art Complexa)
05-Demência (Prod. Art Complexa)
06-De Domingo a Domingo feat. Duck Swepi (Prod. Art Complexa)
07-Meninos da Rua (instrumental) (Prod. Art Complexa)
08-FriendZone (Prod. Art Complexa)
09-A alguma festa Aqui (Prod.Harrison & Seamus Hamilton)





Mboaxtape é a recente obra do Rapper e produtor Davejú. Ouvindo a obra do princípio ao fim nota-se um certo paralelismo com a primeira obra do super grupo SSP (99% de Amor). Pois a mixtape em questão é composta maioritariamente por love songs. Várias estórias ou histórias de amor dropadas e cantadas em diferentes perspectivas. É notável  a evolução do artista em aspectos como: produção, mistura, masterização, flow, entrega, composição e técnica vocal.

Mboaxtape é uma conversa musicalizada entre o Davejú e as Mboas (termo da gíria angolana referente a mulheres, moças, raparigas, etc). Num lado interpreta o papel de um homem sensível e romântico, noutro  de um playa,  frustrado, insensível.

Como é de praxe a obra foi produzida maioritáriamente pelo mesmo. Tendo  apenas uma faixa produzida pelo seu companheiro de longa data, Nick Beezy. O projecto conta com a participação do LandrickYoung DoubleNick BeezyB StepTommy G e Mozzarte.

MBOAxtape é uma fusão perfeita entre o rap e o RnB. Mais uma obra na discografia deste artista. O que perfaz 8 Mixtapes, 1 E.P e 1 álbum.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Depois de anos,olha quem ta aqui com a gente .... C4bal ,aguardem....

Ja faz uma cota que o Cabal, saiu da cena do rap, na época o cabal cantava o mesmo tipo de rap que se canta hoje, no tempo em que o Cabal estava atuante no rap, o publico não estava preparado para ouvir um rap mais dançante um rap pra curte e relaxar, e eu me incluso nesta lista de pessoas, fui um grande critico do rapper, nem tanto por sua musica mas por suas atitudes em redes sociais.
Mas em se falando de musica ele manda bem, e hoje ele até faz falta no rap de hoje, creio que hoje o cabal vai ser melhor recebido que antes.
De uns tempos pra ca membros da Prohiphop tem fomentado na internet uma possível volta, mas hoje parece que é fato, pois a dupla de produtor Topkillaz composta por Dj Zegon e o Laudz, publicaram uma foto junto com cabal e parece que é em estúdio, a fita é aguardar os próximos capítulos




"Cada Um Na Sua Função" é o novo lançamento do Facção Central, que recentemente lançou o videoclipe "Colecionador de Lágrimas".

Produzida por Dj Pantera, a música pesada narra em primeira pessoa o crime em suas diversas funções. No estilo que o público do Facção Central gosta, o grupo mostra que nunca perdeu o estilo e que continuará batendo na mesma tecla, os problemas sociais que assolam as periferias do Brasil.

Facção Central está em estúdio produzindo um novo álbum, que deve ser lançado ainda em 2015. O disco já tem participação especial confirmada do Consciência Humana e também produções de Dj Pantera. "Preparem-se, pois estou chegando com um disco pesado, a cara de Facção Central, com letras pesadas como sempre cantei", afirmou Dum Dum.
Outros singles devem ser lançados em breve e um deles vai definir o nome do disco que terá votação aberta ao público, são eles: Suicídio, Cada Um Na Sua Função e Até Que a Morte Nos Separe.

Enquanto isso confira com exclusividade ao Portal Rap Nacional a música "Cada Um Na Sua Função". 

Aperte o play, baixe, comente e compartilhe!

DOWNLOAD EM MP3 - http://rapnacional.virgula.uol.com.br...


O projeto Sou Hip Hop do Sesc Campo Limpo engloba uma programação especial dedicada a esta expressão cultural que, desde a década de 1980, vem construindo seu espaço no Brasil. Durante o mês de abril, a unidade apresenta trabalhos de artistas, que são referências do hip hop nacional, e importantes produções da cena contemporânea nesse universo. São vivências, intervenções, espetáculos de teatro e dança, além de filme e bate-papos, entre outras atividades que irão abordar as quatro vertentes: break, grafitte, DJ e rap.

Música

Discotecagem Triunfo e Sabotage
Com KL Jay (Racionais MCs) e participação  de Rappin Hood e Sandrão RZO.
Baile com DJs homenageando dois personagens do Hip Hop nacional: Nelson Triunfo e Sabotage. Discotecagem de KLJay (Racionais MCs) com as participações especiais de Rappin Hood e Sandrão RZO. KL Jay - Kleber Simões começou sua carreira em 1987, e juntamente com Edi Rock, Mano Brown e Ice Blue, fundou o Racionais MC’s em 1989. Com o rapper Xis criou a gravadora que depois se tornou produtora de eventos e confecção conhecida como 4P, lançando seu álbum solo: Na Batida volume 3 – Equilíbrio, a busca – que conta com a participação de vários artistas do meio HipHop. KL Jay também é sócio da gravadora Cosa Nostra juntamente com o Racionais MCs e possui seu selo individual, com o mesmo nome de seu álbum solo – Equilíbrio –, que já lançou os álbuns de Sistema Negro, Cagêbe e Relatos Da Invasão.
Grátis. Livre
10/04. Sexta, às 20h

Bate-Papo Triunfo e Sabotage
O bate-papo discute o processo de produção das biografias e sua abordagem em diferentes linguagens (livro e cinema), além de contar sobre as trajetórias de Triunfo e Sabotage. Mediado por Paulo Brown (rádio 105 fm) com a participação dos escritores Gilberto Yoshinaga (autor da biografia de Triunfo – Do Sertão ao Hip Hop), Toni C (autor da biografia de Sabotage “Um bom lugar”), Ivan 13P, cineasta responsável pelo filme “Sabotage – Maestro do Canão” e os protagonistas Nelson Triunfo e Wanderson "Sabotinha" (filho de Sabotage).
Livre. Grátis.
10/04. Sexta, às 19h

Show: Versão Popular e Poesia Samba Soul
Neste encontro teremos os dois grupos no mesmo palco dividindo seus versos e poesias musicais. A união tem como proposta trazer um show composto por samba soul, groove, samba-rock e hip hop. A Banda Poesia Samba Soul iniciou no ano de 1989 em São Paulo, e está lançando seu novo álbum intitulado ”Favela da Paz”. O Versão Popular começou seu trabalho em 1999, tendo um álbum gravado, “Quem viu viu” (2010), e participando de diversos projetos como Encontros Rap, Sarau da Cooperifa, Projeto Antiduto, Reis da Rua, entre outros. 
Grátis. Livre.
11/04. Sábado, às 20h30

Show: MC Ralph e Coletivo
O rapper, jornalista, pesquisador musical, e compositor junto com o Coletivo, busca ampliar o conceito e os desdobramentos do rap brasileiro, apresentando neste show uma sonoridade composta por banda e DJ. Ralph é MC desde 1999, já lançou cinco álbuns e é conhecido pela arte do freestyle, tendo sido campeão da batalha de MCs do prêmio Hutuz. Militante do movimento Hip Hop no Vale do Paraíba-SP, busca preservar esta cultura quebrando preconceitos e mostrando um trabalho inovador.
Grátis. Livre.
12/04. Domingo, às 19h

Show: Nelson Triunfo - participação de Mano Brown e Flora Matos
Neste espetáculo, Nelson Trinfo, umas das referências do Hip Hop nacional mostra composições de seu novo álbum, “Do Soul ao Hip Hop”, que foi produzido pelos irmãos Renato e Ronaldo Gama (Nhocuné Soul). Acompanhado pela banda Sertão Black, conta com as participações de Mano Brown (Racionais MCs) e Flora Matos.
Grátis. Livre.
25/04. Sábado, às 20h

Vivência: Discotecagem
A vivência apresenta as técnicas e efeitos dos toca discos no vinil, assim como as técnicas atuais com softwares específicos para DJs.  Com o Dj Slick que é disk jokey desde 1990, quando fundou o grupo de rap DMN, cuja discografia soma cinco discos. Tem experiência como educador, desde 1996. Além de tocar em festas e eventos, participa de projetos como o Quilombo Axé e pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, fazendo apresentações para os Quilombos Paraty, Eldorado, Pernambuco, Porto Alegre e Bahia. 
Livre. Grátis. Retirada de ingresso com 1h de antecedência.
08 e 09/04. Quarta e quinta, às 19h

Vivência: Versos e Rimas

A partir da discussão de repertório de letras de rap, a vivência aborda técnicas da construção de estilos, levadas, rimas e versos. Com  EllyPretoriginal - rimador, produtor e compositor. Possui um álbum solo gravado, Acerto de Contas, tendo feito parcerias com Xis, Dentinho, Diogo Poças, entre outros, além de desenvolver trabalhos sociais, palestras e oficinas pelas periferias do Brasil.
Retirada de ingressos com 1 hora de antecedência.

Livre. Grátis. Retirada de ingresso com 1h de antecedência.
15 e 16/04. Quarta e quinta, às 19h

Teatro

Espetáculo: Barraco de Pedra
O espetáculo teatral do Coletivo Favela em Cena, narra a história de um jovem que relembra acontecimentos de sua vida e experiências na periferia. Com apenas um ator em cena, um DJ e uma lona como cenário, o espetáculo fala sobre crime, amor e família com narrativas duras e singelas de um universo periférico da cidade de São Paulo.
Ficha Técnica
Texto e atuação: William Felix Gutierre
Discotecagem ao vivo: DJ Pow
Direção: André Persant
Concepção geral: Coletivo Favela em Cena
Produção: Coletivo Favela em Cena
Duração: 65 minutos. Não recomendado para menores de 14.
Grátis.
11/04. Sábado, às 19h
17/04. Sexta, às 20h30

Dança

Espetáculo: Urbanóides 2.0
Os grandes centros urbanos exercem poder sobre as pessoas, capturando-as e seduzindo-as em busca de seus sonhos, em uma vida entregue ao trabalho no tempo implacável que envelhece a cidade. Com o quê ou com quem se importa? O que faz a diferença ou que diferença faz? Meio homem, meio andróide. Uma identidade que tão fácil se corrompe, permitindo que seus desejos ajam sobre si sufocando sua pulsão de vida e sua libido. Reduzindo os corpos vazios perambulando pela cidade, controlados pelo desejo que os conduzem ao caminho de uma civilização “ideal”. O que os transformam em Urbanoides?
Com Discípulos do Ritmo.
Grátis. Livre
21/04. Terça, às 19h

Intervenção: Nos Tempos da São Bento
Intervenção que conta um pouco da história de lutas e resistências de dançarinos que marcaram época, criando bases para a cultura urbana contemporânea. Com Marcelinho Back Spin que, com outros dançarinos, transformou a Estação São Bento no berço do hip hop nacional. 
Grátis. Livre. Retirada de ingresso com 1h de antecedência.
25/04. Sábado, às 18h30h

Vivência: Nos Tempos da São Bento
Vivência na qual Marcelinho Back Spin, dançarino de hip hop, irá abordar uma breve história do movimento cultural na Estação São Bento, que transformou-se no berço do hip hop nacional por meio das intervenções dele e de outros dançarinos. Além de tratar sobre os fundamentos e técnicas das danças Poppin, Roboting e Locking. 
Grátis. Livre. Retirada de ingressos com 1 hora de antecedência.
25/04. Sábado, às 15h

Vivência: Break Dance
Discussão sobre a história e o efeito do break na dança atual, e apresentação de seus movimentos básicos. B-boying, Popping e Locking são denominações dadas às danças de Break Dance, que apesar de terem a mesma origem, são de lugares distintos e apresentam influências variadas. Com o B.boy Aranha (Michael Nunes de Oliveira) - iniciou na dança aos 15 anos, participou de diversas competições e ministrou aulas no Brasil, na Polônia, em Portugal, na Itália e na Bolívia.
Livre. Grátis. Retirada de ingresso com 1h de antecedência.
22 a 23/04. Quarta e quinta, às 19h

Artes Visuais

Oficina: Customização de Tênis
Utilizando um tênis (novo ou usado) o participante aprenderá técnicas de aplicação para recriar ou reutilizar o calçado. A partir de imagens de inspiração, poderá elaborar um projeto desenvolvendo a pesquisa de formas, volumes, cores e materiais para aplicar no desenvolvimento de produtos. Com Ateliê ModaImagem, que oferece cursos das várias áreas de moda. O participante deve levar um calçado. Inscrições a partir de 1º de abril na Central de Atendimento.  
Grátis. Livre.
10 e 24/04. Sextas, às 18h30

Ateliê aberto: Grafittando
Introdução ao universo do grafite por meio de técnicas como o stencil e estilo livre, apresentando bases de letras e de personagens. Com Ricardo Anão - nascido em Santo André, foi influenciado por alguns artistas do ABC e iniciou no graffiti com os desenhos denominados cartoons. A partir de 2010, com a técnica já desenvolvida, estabeleceu para seus trabalhos o estilo “realismo”, no qual a arte imita, da forma mais próxima possível, a realidade. Passou a ministrar oficinas de graffiti em escolas públicas e workshops. Participou da campanha Tinta Contra o Câncer, do Hospital A.C. Camargo, além de ministrar palestras sobre a importância do grafitti no desenvolvimento dos jovens.
Livre. Grátis. Retirada de ingressos 1 hora antes.
01 e 02/04. Quarta e quinta, às 19h.

Ateliê aberto: Encontro de grafite
Criação e experimentação das técnicas de grafite com mediação de instrutores. Com Ricardo Anão - nascido em Santo André, foi influenciado por alguns artistas do ABC e iniciou no graffiti com os desenhos denominados cartoons. A partir de 2010, com a técnica já desenvolvida, estabeleceu para seus trabalhos o estilo “realismo”, no qual a arte imita a realidade, da forma mais próxima possível. Passou a ministrar oficinas de graffiti em escolas públicas e workshops. Teve participação como a campanha Tinta Contra o Câncer, do Hospital A.C. Camargo, além de ministrar palestras sobre a importância do grafitti no desenvolvimento dos jovens.
Livre. Grátis. Retirada de ingresso com 1h de antecedência.
04/04. Sábado, às 15h

Literatura

Leitura literária: Marcello Gugu
Integrante do coletivo Afrika Kidz Crew e responsável pela Batalha do Santa Cruz, autor do disco solo “Até Que Enfim GuGu”, o rapper Marcello Gugu irá recriar "Quarto de Despejo", de Carolina Maria de Jesus. O clássico trata da dura rotina da vida da mulher, que era catadora de papel, na comunidade do Canindé, local em que viveu na década de 60. A releitura foi musicada por Marcello Gugu em parceria com Diamantee, produtor musical e Dj que o acompanha. As trilhas compostas por chorinhos, seguem um padrão denso e triste a fim de transferir para o emocional do espectador o estado de desespero e abandono em que a autora vivia.
Grátis. Livre.
18/04. Sábado, às 18h30

Cinema
EM CARTAZ: Lançamentos e filmes recentes em exibição no Sesc Campo Limpo todas as terças feiras.

Exibição: Branco Sai, Preto Fica
O filme cria suas imagens e sons a partir de uma história trágica: dois homens negros, moradores da maior periferia de Brasília, ficam marcados para sempre graças a uma ação criminosa de uma polícia racista e territorialista da Capital Federal. Essa polícia invade um baile black. Tiros, correria e a consumação da tragédia: um homem fica para sempre na cadeira de rodas, o outro perde a perna após um cavalo da polícia montada cair sobre ele. Mas esses homens não se sentem confortados em contar a história de maneira direta e jornalística. Eles querem fabular, querem outras possibilidades de narrar o passado, abrindo para um presente cheio de aventuras e ressignificações, propondo um futuro. Filme recebeu menção honrosa na Mostra de Cinema de Tiradentes e foi vencedor de 11 prêmios, inclusive Melhor filme, no 47º Festival de Brasília do Cinema.
Direção: Adirley Queirós
Brasil, 2014. Documentário. 93 minutos. Livre. Classificação indicativa: 12 anos.
Grátis. Exibição ao ar livre.
Programação sujeita a alteração ou cancelamento em caso de chuva.
07 e 28 de abril. Terças, às 20h

Serviço

Sesc Campo Limpo
Horário da Unidade: Terça a sábado, das 13h às 22h. Domingos e feriados, das 11h às 20h.
Endereço: Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120.
Campo Limpo – São Paulo/SP
Tel.: (11) 5510-2700
sescsp.org.br/campolimpo
facebook.com/sesccampolimpo | twitter.com/sesccampolimpo