terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Fred Gomes lança o single "Eu sempre vou acreditar"


Eu sempre vou acreditar” marca nova fase do músico paulista Fred Gomes


Single traz fortes elementos do rap e conta história de superação

Com quase duas décadas de trabalho como músico, o paulista Fred Gomes lança seu mais novo trabalho, o single “Eu sempre vou acreditar”. A música, composta após um processo de reabilitação pelo qual Fred passou em 2015, traz uma forte mensagem de superação e combina os elementos do rap a uma letra franca e aberta.

Caminhos musicais diversificados


Fred Gomes atua como músico no interior de São Paulo desde 2000. Natural de São Carlos, foi o fundador do coletivo/sound system Ganja Groove, pioneiro do estilo no interior paulista, e que esteve em atuação durante uma década - de 2005 a 2015. Além de Fred Gomes, o coletivo teve na formação mais atual os membros Rods Dirtsamples e Bigga Johnny. Em formações anteriores, também passaram pelo Ganja o VJ Cosmo, Alexandre Smile e Eduardo Jazedje.

O cenário reggae, aliás, é o território natural do músico, que passou a atuar na área de composição e lançou dois álbuns amadores, um em 2007 - “Original Caipira Ragga” - e outro em 2010 - “Viberiedades”. Seu primeiro disco profissional, “Enquanto os pássaros cantarem”, focado na pegada do Dancehall e do rap e composto predominantemente por faixas produzidas digitalmente, foi lançado em 2014.

Além das produções e do sound system, o artista também teve experiências em diversas bandas, tanto de reggae music quanto de MPB, rap e música instrumental, sempre com a evidente essência da música autoral.

Canto de liberdade e superação

A música, sempre tão importante na vida de Fred Gomes, também foi o instrumento de superação do músico em uma fase delicada de sua vida. O single “Eu sempre vou acreditar” sintetiza os oito meses de tratamento comportamental de autoconhecimento contra a dependência química pelos quais Fred passou em uma comunidade terapêutica no ano de 2015.

“Durante esse tempo internado, quase desisti de voltar para o meio musical e, algumas vezes, até achei que não era mais capaz de compor, ou talvez que não seria capaz de lidar com o meio musical.
Mas o tempo passou e eu voltei a compor, ainda dentro da comunidade em tratamento”, conta Fred.

Em janeiro de 2016, assim que retornou à sociedade, o músico começou a produzir um novo disco, formado por poucas músicas antigas que já tinha composto há algum tempo e por grande maioria de músicas novas, compostas durante o tratamento.

“Pela primeira vez estou compondo um álbum sem pressa e sem prazo ao longo deste ano para ser lançado ano que vem. Dessa vez estou fazendo com instrumental orgânico: gravo todas as guitarras e vozes e chamo diversos músicos para participar. Adianto que o disco contará com nomes como QG Imperial, Monkey Jhayam, os mexicanos do Ababba Soul, os italianos do I Neurologici e o Fernando Mumu, trombonista do Mato Seco.”

O disco vem mais leve que o anterior, mantendo o conteúdo consciente e social nas poesias, mas dessa vez mais espiritualista. Nele, Fred aborda a questão da dependência química e da força que temos que ter para superar nossas dificuldades pessoais, pensando em ajudar as pessoas pelo simples fato de se identificarem e verem que não estão sós.

Eu sempre vou acreditar” será lançado pela Comboio Records em parceria com o selo Dubatak Records, do produtor paulistano Jeff Boto.


OUÇA:

Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top