quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Ex-afiliado da Bad Boy aciona Diddy na justiça


Um ex-consultor da Bad Boy Records entrou com uma moção ontem, 14 de Novembro, com o intuito de proibir que Sean ‘Diddy’ Combs compartilhe gravações de interrogações do FBI na qual um informante cita seu nome como um possível envolvido no atentado a Tupac Shakur ocorrido em 1994.

Segundo a Associated Press, James Sabatino, que está preso na Pennsylvania acusado de fraude, alega que Diddy colocou as gravações em circulação como parte de uma campanha contra ele.

Mês passado, Sabatino processou Diddy em $19 milhões, referentes a músicas e vídeos de B.I.G. que ele teria gravado em 1994. Diddy teria concordado em comprar o material por $200.000, mas pagou apenas $25.000 para Sabatino, prometendo pagar o restante em sessenta dias.

Diddy alegou ter hesitado em pagar Sabatino pelo fato do ex-consultor da Bad Boy ser mencionado como um possível interessado na morte de Notorious B.I.G.

Tupac foi assaltado e baleado em um estúdio de Nova York em 1994 e sobreviveu. Dois anos depois ele viria a ser assassinado em Las Vegas.

Seis meses após a morte de Tupac, B.I.G., nome real Christopher Wallace, também foi assassinado, após sair de uma premiação em Los Angeles.

Em uma das gravações do FBI, um homem não identificado que tinha vínculos com Tupac e Sabatino disse às autoridades em uma entrevista gravada seis anos após a morte de Tupac, que estava dentro do estúdio em Nova York quando Tupac foi baleado. O informante afirmou que Sabatino apareceu bem na hora em que os tiros foram ouvidos.

Sabatino não foi acusado dos assassinatos de 2Pac e Biggie, que continuam sem solução.

Renee Morrison, uma porta-voz da empresa de Sabatino, Sound Storm Entertainment, disse à Associated Press que ele sempre defendeu sua inocência.

Ele não tem nada a ver com os tiroteios envolvendo Tupac Shakur ou Christopher Wallace, que ele considerava um querido amigo, ela disse.

Advogados representando Sabatino e Combs não se pronunciaram a respeito até o presente momento.

Fonte::Central do Rap

Nenhum comentário:

Postar um comentário