quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Casa de associado de Tony Yayo é alvo de tiros e bombas


A casa de um associado de 50 Cent e Tony Yayo foi alvo de um intenso tiroteio no início da manhã de ontem. Segundo o New York Post, atiradores desconhecidos abriram fogo contra a casa de Barja Walter por volta de 4:45 da manhã.

Walter, que tem 32 anos de idade, foi identificado nos noticiários como gerente de turnê de Tony Yayo.

Os criminosos também jogaram bombas coquetel molotov no gramado da residência, com o intuito de deixar em chamas a propriedade que abrigava a namorada de Walter e três crianças no momento dos ataques.

A Chevy de Walter também foi encontrada crivada de balas.

Walter foi questionado no assassinato do guarda-costas do rapper Busta Rhymes, Israel Ramirez, que foi morto em Fevereiro de 2006.

Assim como Yayo, ele se negou a responder perguntas do Departamento de Polícia de Nova York referentes ao assassinato de Ramirez.

Walter também foi acusado de ter tentado atirar em três policiais no Brooklyn em 2002.

O incidente de ontem é bastante similar ao ocorrido em Abril de 2007, quando a casa da mãe de Tony Yayo foi alvo de vários tiros.

Tony Yayo comparecerá a uma audiência amanhã (10 de Janeiro), para responder às alegações de ter agredido o filho de Jimmy "Henchmen" Rosemond, que é empresário do rapper e rival da G-Unit, The Game. O garoto tem apenas 14 anos de idade.

Yayo, cujo nome verdadeiro é Marvin Bernard, se declarou inocente das acusações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário