segunda-feira, 24 de março de 2008

Testemunho de vítima pode inocentar Remy Ma


A rapper Remy Ma, cujo nome verdadeiro é Remy Smith, voltou hoje (24 de março) à corte criminal de Manhattan para mais um capítulo de seu julgamento por agressão.

De acordo com a Associated Press, o advogado da rapper do Bronx, Ivan Fisher, disse ao júri em seus comentários finais que a acusação não prova que o tiroteio foi mais do que um acidente, e que a vítima concorda.

Como noticiado anteriormente, Remy Ma está sendo acusada de balear sua amiga Makeda Barnes-Joseph em frente a uma pizzaria em Manhattan no mês de Julho.

Apesar de uma testemunha declarar que viu Remy portando uma pistola antes de entrar no carro de Barnes-Joseph, Fisher alega que foi um acidente.

Agora, o testemunho da própria vítima pode provar a inocência da rapper. Segundo Fisher, Barnes-Joseph admitiu que a arma estaria dentro da bolsa no momento da briga. Ele disse que não há evidências de que o tiro foi mais do que um acidente.

As duas brigaram por causa de cerca de US$ 3000 em dinheiro que teriam sumido da bolsa da rapper, que ficou com Barnes-Joseph no começo da noite.

A promotoria deverá dar suas conclusões hoje mais tarde.

Remy foi acusada de intimidação de testemunha e agressão em grupo. A rapper está solta sob fiança de US$ 250.000 e poderá passar 25 anos atrás das grades caso seja declarada culpada.




Fonte: Central do Rap

Nenhum comentário:

Postar um comentário