sábado, 29 de novembro de 2008

Common fala sobre o futuro, Barack Obama e mais


Há apenas alguns dias de lançar seu aguardado oitavo álbum, intitulado Universal Mind Control, Common falou em uma recente entrevista sobre o hip-hop de hoje em dia, despedida da música e sobre o impacto da eleição de Barack Obama.

Com um longo currículo de hits, o artista de Chicago, antigamente conhecido como Common Sense, falou sobre os diferentes tipos de artistas que habitam a cena hip-hop da atualidade.



Eu acredito que tudo tem o seu lugar, disse o rapper. Tal como o T-Pain é um artista. Ele tem o lugar dele no escopo da música negra. Soulja Boy é um artista do hip-hop. Ele tem o lugar dele na música. Você deve ter um Kanye West, um T.I. e um Common. Um Nas, um Jay-Z e um Ludacris. Você tem que ter essa variedade de artistas.

Apesar de abastecer seus fãs por mais de uma década, o consciente rapper confessou que cada projeto continua a oferecer novos desafios aliados com novos sons e mensagens.

Parece que cada álbum é um novo começo, Common explicou. Acho que ser um artista tem sido pra mim um caminho para... para realizar alguns dos meus propósitos de vida e realmente sair por aí e fazer mudanças no mundo.

Enquanto artistas como Lupe Fiasco e The Game prometeram se aposentar, Common parece não querer sair de cena tão cedo...

Se Deus quiser, vocês terão o álbum de número nove, dez, onze, vinte, trinta, ele prometeu rindo. Eu me sinto como um músico de jazz sob vários aspectos e desejo continuar criando música. Eu quero estar fazendo shows quando tiver 60 anos.

Common aproveitou ainda para falar da histórica vitória de Obama nos Estados Unidos. O artista relembrou os momentos que antecederam a eleição do primeiro presidente negro americano.

Eu sinto como se Deus estivesse nos abençoando com um novo dia, um novo momento em nossas vidas. Nós temos uma pessoa no gabinete que está ali para um propósito maior do que a política. Como meu pai disse, esta é uma eleição espiritual. E eu acho que muitas pessoas estavam orando, orando para que alguém se tornasse presidente, de uma forma que eu nunca pensei que aconteceria.

Universal Mind Control chegará às lojas em 9 de dezembro pela Geffen.

Central do rap

Nenhum comentário:

Postar um comentário