segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ação de Natal: escritoras e rapper distribuem livros na periferia




Mais de 200 livros foram distribuídos em Poços de Caldas por meio das escritoras Jéssica Balbino e Raquel de Souza e do rapper Leopac

Solidariedade. Gentileza. O Natal como deve ser. Assim foi a ação realizada durante a tarde de ontem em dois bairros da periferia de Poços de Caldas.
Crianças, jovens e adultos receberam das escritoras Jéssica Balbino e Raquel de Souza e do músico e militante Leopac, exemplares de livros através do Projeto Leia (Leitura Amplificada).
Da necessidade de fazer a cultura circular nas regiões mais carentes, nasceu o projeto, que arrecada, junto a editoras, amigos e conhecidos exemplares de livros novos ou usados em bom estado e distribui nas periferias da cidade.
"Esse é o verdadeiro tráfico de conhecimento. È buscar, em outros locais, cidades e até mesmo estados, livros para doar e fazer o saber circular. A ideia é que as pessoas recebam os livros, leiam e passem-os adiante", diz a escritora Jéssica Balbino, autora do livro homônimo, Traficando Conhecimento, que cita, inclusive, o projeto.
Somente durante a véspera de Natal mais de 200 livros foram entregues, entre infantis, romances, livros-reportagens, literatura marginal, poéticos e de contos. Entre eles, o título "Livremente Mara" a escritora Raquel de Souza ganhou novos leitores. Autora do projeto Livro Presente, que percorreu três escolas da cidade e distribuiu o romance para alunos de supletivos, ela quis integrar o projeto Leia e além de doar exemplares do livro, doou pacotes de pipoca e de salgadinho, que foram entregues às crianças.
"Quis somar à iniciativa porque acho importante incentivar a leitura. As pessoas gostam de receber livros. Desmistifica a ideia de que brasileiro não gosta de ler", afirma Raquel de Souza.
A colocação dela vai ao encontro da cena vivida. Uma dezena de crianças se aglomera ao redor do porta-malas do carro e escolhe os livros, observando a textura da capa, as cores expostas e qual história ele reserva.
Numa mão o livro, na outra o saquinho de pipoca e de salgadinho. Correm para avisar outras crianças, voltam e pedem livros para os irmãos, primos e vizinhos que não puderam ir pegar.
Adultos também vêm para buscar. Escolhem os livros. Perguntam por alguns títulos que desejam ler. Saem felizes. É Natal.
Para Leopac, que integra também o Coletivo Hip-Hop Uai e propaga iniciativas de saraus e de incentivo à arte no sul de Minas, o projeto é um bem maior. "Isso pelo simples fato de atacar os olhos das pessoas carentes, principalmente das crianças.  O livro é rico em informação e formação de idéias, independente de qualquer idade. Entregar os livros foi como lavar a alma", afirma.
Assim, o projeto comemora mais uma edição, desta vez especial de Natal os integrantes preparam-se para uma nova entrega, que deve acontecer nas próximas semanas, uma vez que ainda há muitos livros para serem entregues.
Editoras como a Bertrand Brasil, Cortez, Bertrand Brasil e Objetiva apoiam o projeto com doação de livros, bem como o Jornal Mantiqueira, em Poços de Caldas, com a doação de palavras cruzadas, a jornalista Julianne Batista, que também fez uma volumosa doações e o escritor e agitador cultural Alessandro Buzo, que doou livros e exemplares que ele mesmo escreveu ao longo dos 10 anos de carreira.
Para finalizar a ação, que marca as festas de fim de ano dos idealizadores, o melhor agradecimento: o abraço de quem ganhou os livros, o aperto de mão dos mais tímidos e as palavras: obrigada e Deus Abençoe, vindas de crianças, jovens e idosos, que com os livros na mão, acenaram o Feliz Natal.

Serviço - As pessoas interessadas em participar do projeto como voluntárias ou fazer a doação de livros podem escrever para projetoleia@hotmail.com ou telefonar para (35) 8807-5741.














Blog Jéssica Balbino: www.jessicabalbino.blogspot.com


Vídeos do Projeto Leia:  www.youtube.com/watch?v=PBu3m2fE6vU


Nenhum comentário:

Postar um comentário