sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Caso B.I.G.: Evidências apontam participação da polícia


O caso B.I.G. ganhou novas evidências que sugerem participação da Death Row e da polícia de Los Angeles no crime. As evidências envolvem uma conversa entre um ex-agente do Departamento de Polícia de Los Angeles e um companheiro de cela.

De acordo com o suposto criminoso, o policial corrupto Rafael Perez fez revelações importantes que podem ajudar a solucionar o polêmico caso.
 
Perez teria dito ao parceiro de cela que ele e um outro ex-policial chamado David Mack tinham ligação com a Death Row Records de Suge Knight. Ele revelou ainda que Perez estava trabalhando como segurança no Museu Automotivo Petersen, em Los Angeles, onde B.I.G. participou de uma festa organizada pela revista Vibe pouco antes de ser assassinado.

O prisioneiro não identificado ainda chega a mencionar uma conversa entre Mack e Perez sobre o carro que transportava o astro da Bad Boy na noite do atentado. Apesar de tudo, a testemunha não chegou a culpar diretamente os dois homens pelo crime.

Um ano após o assassinato de B.I.G., Mack e Perez foram desligados da polícia e declarados culpados de alguns crimes, incluindo roubo.

A família de Notorious B.I.G. alega que as provas foram encobertas intencionalmente pela polícia de Los Angeles, já que Perez estava trabalhando para a cidade na noite em que o artista foi baleado e morto, o que poderia gerar um processo de milhões de dólares caso o policial fosse conectado com o crime de alguma forma. 


By Central do Rap

Nenhum comentário:

Postar um comentário