quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Actuações de Mac D. o Murmur-Yó + FAMILIA ETERNA [Videos]‏

Desta vez trago-lhes dois videos. Trata-se um da actuação de Mac D. o Murmur-Yó e outro da actuação da  FAMÍLIA ETERNA numa das periferias do Lobito, num show sobre a responsabilidade do projecto "Okupapala" (ver www.okupapala.org), mas, mais do que simplesmente envia-los, gostaria acrescentar algumas palavras para que os caros leitores percebam o quanto foi difícil realizar o show por causa da repressão das autoridades locais.

"Okupapala" é um projecto que visa enaltecer as artes urbanas nas mais diversas categorias e na sua primeira edição, Lobito foi o centro escolhido para a sua realização. A ideia é ir a um bairro e "reavivar" as estruturas abandonadas dando-lhes um toque engraçado com pintura, realização de palestras, actuação de músicos, debates, etc etc. criando desta forma uma oportunidade para a cidade do Lobito/ Benguela se afirmar na área artística e cultural como pólo de desenvolvimento, tão importante no contexto actual de reconstrução do país,  criando-se um novo pólo de acção e de atractividade e novas dinâmicas de desenvolvimento para a região.

Na área  de músical, a FAMÍLIA ETERNA, como sempre, esteve embrenhada neste projecto que contou ainda com a presença de mc's locais como Sangrento Cerebral, Nosso Avó, Mc Patada, artistas de Cabinda como: George Bav, Asterix e 02k63 e artistas de Luanda como: Carbono, Ikonoklasta, Jang Nómada, Wima Nayobe, Shorty Bang, Hexplosivo Mental, Mona Dya Kidi, Mc K, Mbanza Hanza, Guilhotina Verbal, dentre outros...

Desde a primeira hora que as autoridades locais tentaram impedir a realização do espectáculo musical, presumivelmente pelo teor do conteúdo das nossas músicas de intervenção, mas o certo é que boicotaram uma palestra, "obrigaram" forçosamente ao elenco artístico que estava acampado na praia, a abandonar o local, boicotaram o show na Damba-Maria e ainda na Catumbela. Quem esteve presente nesse último local assistiu o triste papel que a polícia desempenhou, dezenas de agentes armados reprimindo a população de formas a abandonar o local, armados e manipulando as suas armas constantemente para intimidar o pessoal, chegando mesmo a desligar a fonte de alimentação de energia para que o Show parasse, alegando que as actividades não foram autorizadas criando uma revolta entre a população lá presente, uma hipocrisia autêntica uma vez que o projecto tem a duração aproximada de um mês e estava ser apoiado pelo governo local. (Veja alguns depoimentos em: (Quintasdedebate.blogspot.com/2011/11/1-ultima-hora-do-okupapala.html ) 

Por essas questões todas, os artistas foram obrigados a circular de um lado para outro até que se encontrou um largo e imediatamente montou-se o aparato musical e começamos o Show a medida que a população ia chegando. Nem mesmo a chuva dessa vez foi capaz de impedir que as vozes da revolução soassem naquele dia. E mais uma vez a polícia apareceu e mandou encerrar o show (...)

Queria salientar então que é importante que nós os jovens conheçamos mais os nossos direitos e apostemos  no auto-didactismo para termos bases de evitar situações como essas onde existe o atropelo dos direitos humanos e da Constituição da Republica de Angola em sí. Vê-se claramente que a liberdade de expressão ainda é um sonho que com muito custo vamos conhecer... Motivos mais do que suficientes para continuarmos na nossa missão de transmitir mensagens de mudança sempre que for necessário... 

Sem mais delongas, eis os videos: 

FAMÍLIA ETERNA - Nós Queremos Justiça
Mac D. o Murmur-Yó - Deixa-me Entrar, Sr. Presidente

Nenhum comentário:

Postar um comentário