segunda-feira, 26 de março de 2012

Desfile de modas reúne quatro grifes de hip-hop em Poços de Caldas




Micro-empresários da cultura hip-hop investem em moda e realizam desfile com roupas criadas por eles mesmos



“Encontramos uma forma de sermos nós mesmos”. È assim que o micro-empresário Erison Ribeiro, 22 anos, conhecido como Japa, dono da grige K.O., resume o primeiro desfile voltado ao hip-hop e a moda urbana realizado em Poços de Caldas na quinta-feira (24).
Parte do evento #VaiSuldeMinas idealizado pelo Coletivo Corrente Cultural, o desfile que ganhou o nome de Alternativa B reuniu quatro grifes originárias do município e que mesclam em seus modelos a urbanidade das ruas e a musicalidade e efervescência cultural do hip-hop.
O evento foi realizado no Sesc e ao todo, 16 modelos, todos da cidade, desfilaram com as roupas, grande parte, confeccionadas pelos criadores e proprietários das grifes.  As grifes Interiô, K.O., Sthillo Rhua e Base 13 expuseram as marcas, tanto na passarela, como em estandes.
Roupas desenhadas, confeccionadas e estampadas pelos próprios ativistas, o desfile aconteceu no melhor estilo “faça você mesmo” e contou com a apresentação do rapper e educador social Don Xand, da cidade de Campinas, que, entre uma troca de roupa e outra brindou o público com um pocket show.

O empreendedorismo e o desprendimento dos padrões são a marca do evento. Roberto José de Lima, 28 anos, conhecido como Mb2, além de líder e vocalista do grupo de rap UClanos, fundou, há alguns anos, a grife Interiô, que valoriza a região sul-mineira em forma de roupas. “As pessoas se identificam com o orgulho de morar em Minas e a grife propõe justamente isso”, explica.
Ele deixa claro que a marca não é atrelada apenas ao hip hop e atingir os mais variados tipos de público é uma meta. “Hoje conseguimos agradar todas as pessoas, desde os mais jovens até os mais idosos”, acrescenta.
A ideia que surgiu como uma brincadeira se tornou a profissão do jovem recém-formado em administração de empresas.

Para concluir, Japa, que é também dono de uma loja voltada ao estilo urbano, destaca que o momento foi ímpar e que novos desfiles virão, em busca de fortalecimento de público e mercado. “Isso sem falar que é algo que vem de dentro, mostrando nossa atitude em forma de estilo”, finaliza.


By Rapnacional

Nenhum comentário:

Postar um comentário